Estuprador de Campo do Coelho condenado a 43 anos de prisão por abusar de filha e enteada

Agressões ocorreram por sete anos na casa da família, enquanto mãe das vítimas trabalhava fora
segunda-feira, 23 de setembro de 2019
por Jornal A Voz da Serra
Estuprador de Campo do Coelho condenado a 43 anos de prisão por abusar de filha e enteada

O Tribunal de Justiça do Estado do Rio  condenou um homem a 43 anos de prisão por estuprar a filha e a enteada em Nova Friburgo. Os abusos duraram cerca de sete anos e aconteceram na casa da família, no distrito de Campo do Coelho, até a prisão do agressor em abril deste ano. 

O caso veio à tona depois que uma das meninas contou a uma parente que sofria a violência. A mulher fez uma denúncia ao Conselho Tutelar, que encaminhou o caso ao Ministério Público do estado. Em abril, o homem foi preso pela Polícia Civil no Bairro Ypu. 

Atualmente com 14 e 16 anos, as vítimas relataram que os estupros começaram quando elas tinham 6 e 7 anos. As adolescentes tinham medo do homem. Em depoimento, disseram que não denunciaram o pai antes porque ele fazia ameaças contra elas. 

No último dia 17, o juiz Marcelo Alberto Chaves Villas, do Juizado da Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher e Especial Criminal Adjunto de Nova Friburgo, decidiu pela condenação do homem a 43 anos de prisão em regime fechado pelo crime, considerado “horrendo” pelo magistrado. 

“O acusado, que já havia sido condenado pelo crime de tráfico de drogas, aproveitava que as crianças ficavam em casa enquanto a mãe passava o dia no trabalho. Além dos estupros, as crianças também sofriam outras agressões com violência e de forma desproporcional”, escreveu o juiz. 

Na decisão, Marcelo Alberto Chaves Villas levou em conta a personalidade distorcida do réu, as circunstâncias do crime, e, especialmente, a natureza do delito que era cometido para saciar a lascívia (desejo sexual). O homem ainda pode recorrer da decisão. A ação segue em segredo de Justiça.

 

LEIA MAIS

Primeiro ano do programa Patrulha Maria da Penha/ Guardiões da Vida atendeu, só na região, 268 vítimas de violência doméstica

ISP divulga dados de violência doméstica no primeiro semestre em Nova Friburgo

Violência ocorreu em frente a uma creche, vazia por causa da quarentena

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: crime