Estrada da Fazenda da Laje recebe, enfim, obras de asfaltamento

Recapeamento da via em Conselheiro Paulino deve ser concluído no fim deste ano
quinta-feira, 04 de outubro de 2018
por Alerrandre Barros (alerrandre@avozdaserra.com.br)
Estrada da Fazenda da Laje recebe, enfim, obras de asfaltamento

As obras de recapeamento do asfalto da esburacada estrada de acesso à Fazenda da Laje, no distrito de Conselheiro Paulino, já estão próximas ao cemitério Trilha do Céu. O trecho mais crítico, no centro da localidade, onde vive a maioria dos moradores, já foi concluído pela Prefeitura de Nova Friburgo. A recuperação da via, que tem cerca de cinco quilômetros, deve terminar no fim deste ano.

“Começamos a recapear a estrada há cerca de dois meses onde termina o trecho asfaltado, e seguimos em direção à Conselheiro Paulino. Tivemos que parar algumas vezes por causa da falta de material ou falha de equipamentos, mas já estamos chegando ao cemitério”, disse nesta quarta-feira, 3, a subprefeita de Conselheiro Paulino, Lucimar Pacheco.

De acordo com Lucimar, as obras no trecho do cemitério até a subida do Alto do Floresta devem terminar mais rápido, porque o estado da via é um pouco melhor. “Vamos realizar no local uma operação tapa-buracos, em vez de recapear toda a estrada. Estamos usando asfalto frio de ótima qualidade, produzido na Usina de Asfalto da prefeitura, na Chácara do Paraíso”, contou a subprefeita.

Em janeiro do ano passado, A VOZ DA SERRA esteve na Fazenda da Laje e mostrou o precário estado de conservação da estrada e os transtornos enfrentados pelos moradores. A via tem pouco mais de oito quilômetros e começa na esquina com a Rua Manoel Elias Perroud, no Alto do Floresta. Já nos primeiros 50 metros, havia buracos no pavimento, em frente ao conjunto habitacional Vista Bela.

Estrada esburacada era um grande perigo

Em todo o trecho asfaltado, paralelamente ao condomínio Terra Nova, seguindo pelo cemitério Trilha do Céu até chegar ao centro da localidade, o asfalto estava em péssimo estado. Motociclistas e motoristas tinham que invadir a contramão para evitar os muitos buracos. Em dias de chuva, a situação era ainda pior, relataram moradores.

Em março deste ano, a empresa Faol teve que mudar o itinerário do ônibus que liga o centro da cidade à Fazenda da Laje porque a estrada ficou intransitável devido às chuvas. Conforme mostrou o jornal, os coletivos não estavam seguindo até o centro da localidade, o que provocou uma manifestação de moradores. Eles interceptaram um ônibus na ocasião. A prefeitura teve que realizar uma operação tapa-buracos de urgência, enquanto concluía a licitação para compra de asfalto.

“O asfaltamento vai dar mais segurança para nós”, disse um morador em entrevista para A VOZ DA SERRA nesta quarta-feira, 3. Ele pediu para não se identificar. “Mas acho que faltaram obras para o escoamento da água da chuva. A prefeitura precisa realizar esse serviço também, se não o asfalto não vai durar muito tempo”, acredita ele

Estrada de terra

Os cinco quilômetros do trecho asfaltado da estrada de acesso a Fazenda da Laje termina na altura do espaço RPR Eventos, mas a via de terra batida vai até onde havia a ponte da antiga Estrada de Ferro Leopoldina, que conectava Nova Friburgo à localidade de Dona Mariana, no município vizinho de Sumidouro. O restante da estrada também é acesso ao famoso Sítio do Manoel do Queijo, saudoso produtor de queijo minas artesanal morto em 2016.


 

LEIA MAIS

População quer que futuro governador se comprometa a reiniciar e finalizar projeto

Clube espera iniciar recuperação do interior do imóvel com recursos da campanha lançada para sócios e não-sócios

Parceria entre Colégio Municipal Ceffa Flores, Ibelga e Acianf visa a por em prática o que os alunos aprendem na teoria

Publicidade
TAGS: obra