Escolas de Friburgo aderem a paralisação de 24 horas nesta quarta

Movimento deve atingir a rede pública e pelo menos 3 particulares. Em Friburgo, devido ao feriado, serão cinco dias sem aulas
terça-feira, 14 de maio de 2019
por Jornal A Voz da Serra
Escolas de Friburgo aderem a paralisação de 24 horas nesta quarta

 

Os sindicatos Estadual dos Profissionais da Educação (Sepe) e dos Professores de Nova Friburgo e Região (Sinpro), juntamente com o Fórum Sindical do município e o coletivo estudantil confirmam a adesão à paralisação de 24 horas, nesta quarta-feira, 15, pelo “Dia Nacional de Luta pela Educação”. Segundo o Sepe Nova Friburgo, é esperada uma grande participação dos profissionais da educação das redes pública e particular, assim como de alunos universitários.

A paralisação foi decidida em assembleia realizada no último sábado, 11. Em nota divulgada nas redes sociais do sindicato, destaca-se a mobilização nacional, já que a greve foi “convocada pelas entidades nacionais representativas dos trabalhadores da educação no 3º Encontro Nacional de Educação realizado no mês passado”, inclusive a data já estava escolhida e, no caso específico de Nova Friburgo, vai acabar aumentando a folga na rede municipal de ensino, já que na quinta-feira, 16, é feriado do aniversário do município e na sexta-feira, 17, foi decretado ponto facultativo nas repartições municipais.   

“Essa paralisação é um movimento que mobiliza os profissionais de educação em reação a proposta do governo federal de Reforma da Previdência, que, na prática, inviabiliza a aposentadoria da maioria dos brasileiros, com grandes prejuízos aos profissionais do magistério, além de tentar impor a capitalização da previdência, medida que somente irá favorecer grandes empresas e bancos”, informa a nota do Sepe, que ainda inclui no movimento de advertência a insatisfação da categoria com as mudanças em direitos sociais e trabalhistas e os cortes de verbas para universidades federais, anunciados recentemente pelo governo federal.

“Esperamos uma adesão maior do que a recebida na última paralisação, realizada no dia 24 de abril. Contamos com a adesão de três grandes escolas particulares de Nova Friburgo e também dos universitários, além dos profissionais das redes públicas estadual e municipal”, diz Rodrigo Inácio, do Sepe Nova Friburgo.

Para esta quarta-feira também está prevista uma mobilização e panfletagem dos trabalhadores, que se reunirão a partir das 13h, no Centro de Turismo, na Praça Dermeval Barbosa Moreira. Além disso, a partir das 15h o grupo organiza atividades para sensibilizar a população.

 

LEIA MAIS

Processo é para os estudantes que não foram pré-selecionados na chamada única para o o segundo semestre deste ano

Candidatos devem ficar atentos aos prazos para não perderem o financiamento

Estudantes devem comprovar informações para garantir bolsas

Publicidade
TAGS: Educação