Empreendedorismo é destaque em escola municipal de São Pedro

Alunos promovem feira para comercializar produtos feitos por eles mesmos no decorrer do ano letivo
quarta-feira, 27 de novembro de 2019
por Jornal A Voz da Serra
Os alunos apresentam suas criações na feira (Divulgação)
Os alunos apresentam suas criações na feira (Divulgação)

Os alunos da Escola Municipal São Pedro da Serra estão aprendendo desde cedo que poderão se tornar grandes empreendedores quando crescerem. Na semana passada, durante a feira do Projeto JEPP (Jovens Empreendedores Primeiros Passos), realizada na escola, os alunos comercializaram produtos feitos e elaborados por eles mesmos no decorrer do ano letivo, praticando o empreendedorismo debatido em sala de aula.

Segundo o diretor da escola, Cleber Jandre Schimidt, o projeto contou com a capacitação dos professores que difundiram entre os alunos a cultura empreendedora e deram orientações sobre como elaborar um plano de negócios, além do acompanhamento e monitoramento pedagógico do método. O evento contou com a presença de autoridades, representantes da Secretaria Municipal de Educação, familiares e moradores do distrito de São Pedro da Serra.

O projeto JEPP é resultado de uma parceria entre a escola, a Secretaria Municipal de Educação e o Sebrae, e foi implantado no ano passado com a proposta de incentivar o empreendedorismo, proporcionando a sua prática, estudo e debate na sala de aula, desde o ensino fundamental.

No programa os alunos receberam todo material didático e a escola realizou a compra de todo o material necessário para o desenvolvimento das atividades, além de toda a sua organização. Cleber explica que os conteúdos foram inseridos na matriz curricular como atividade transdisciplinar, pois são compatíveis com o currículo do ensino fundamental. “A metodologia para as séries dos anos iniciais está estruturada em cinco cursos, um para cada ano de escolaridade do ensino fundamental”, completa o diretor.

 Da teoria à prática

 Os alunos são motivados a desenvolver, através de um plano de negócio, um comportamento empreendedor e a cultura da inovação e da cooperação, além de promover a eco sustentabilidade, a ética e a cidadania. A ideia é apresentar práticas de aprendizagem que estimulem a autonomia do estudante e o desenvolvimento de atributos e atitudes importantes para a gerência da própria vida, tanto pessoal, como profissional e social.

Os alunos do 1º ano do ensino fundamental (antiga alfabetização) tiveram como tema o mundo das ervas aromáticas, onde procuraram desenvolver o comportamento empreendedor. Nas turnas do 2º ano, foi trabalhada a interação com a natureza, com o plantio e a montagem de uma loja de temperos naturais. Os alunos do 3º ano se dedicaram a montagem de uma oficina de brinquedos ecológicos, todos elaborados com material reciclável.

Na feira os alunos fizeram uma exposição dos brinquedos e dos jogos elaborados por eles mesmos. Os alunos do 4º ano foram mobilizados pela diversidade de leitura e de outras formas de entretenimento e vivenciaram um exemplo de empreendedorismo com a montagem de uma locadora de livros, gibis, brinquedos, games, vídeos e até um cineclube, dando aos alunos a oportunidade de viver a experiência de todo o processo de planejamento, bem como o efetivo funcionamento de uma empresa de prestação de serviços.

Já os alunos do 5º ano utilizaram os alimentos como uma grande oportunidade de negócio, incluindo a “abertura” de uma empresa de produtos alimentícios, priorizando produtos naturais, além do esclarecimento sobre clientes, concorrentes e produtos.

Durante o evento também foi realizado um concurso de desenho entre os alunos do 1º ao 5º ano, denominado “Criança Criativa” que serviu como a logomarca do evento. Cada aluno realizou um desenho e o ganhador do concurso teve sua criação estampada nas camisas. O desenho foi escolhido pela coordenação do projeto. O vencedor foi o do aluno Josias Lopes Figueira da Silva, do 5º ano. Ele foi o vencedor do concurso de desenho pelo segundo ano consecutivo.

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 74 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: