Em 1 ano do Z, algumas das 53 capas mais marcantes

A cada nova edição, caderno aborda temas que desafiam a imaginação, de natureza a cultura e comportamento
sexta-feira, 06 de abril de 2018
por Jornal A Voz da Serra
Foto de capa
Catorze entre mais de 50 capas produzidas: temas dos mais diversos (Infografia: Davi Taveira)

Há um ano, em 18 de março de 2017, A VOZ DA SERRA lançava o suplemento Caderno Z, no formato tablóide, em substituição ao Light, standard, que, até então, vinha cumprindo com louvor uma trajetória de mais de 20 anos. Hoje, completando 12 meses de existência, o projeto Z se consolidou e agora, já tem história para contar. É o que vamos fazer nesta edição comemorativa, relembrando conteúdos, destacando pautas e resumindo algumas de nossas reportagens em 53 edições.

VEJA AQUI TODAS AS REPORTAGENS PUBLICADAS NO Z.

Maio 2017: Todo mundo quer um colo de mãe de vez em quando. Mas e se a melhor amiga, até mesmo para curtir uma balada, for a sua mãe?" Nesta edição (reveja aqui), falamos de mães e filhos que estendem o encantamento deste relacionamento muito além das paredes de casa.

Junho 2017: Numa “edição sem cortes”, e acompanhada de vídeo (reveja aqui), revelamos o que oferecem as modernas barbearias que crescem que nem cabelo pelas ruas de Nova Friburgo, seguindo uma tendência mundial: depilação, massagem, implantes e bebidas, em meio aos cuidados com barbas, barbichas, barbões. Também mostramos os cortes mais requisitados nos salões preferidos dos friburguenses.

Agosto 2017: Desce mais uma! Mostramos, também em vídeo (reveja aqui), que as cervejas artesanais, agora tão na moda, são uma tradição de mais de 150 anos em Nova Friburgo: a produção local começou em Mury, pelas mãos do alemão Pedro Gerhardt. 

Agosto 2017: Ser ou não ser? No Dia do Artista de Teatro, homenageamos as pessoas que marcaram a arte e a cultura teatral em nossa cidade (reveja aqui). De Jaburu a Carlito Marchon, de Shakespeare a Brecht, de Plínio Marcos a Bernardo Dugin, sem esquecer José Vicente, enchemos nossas páginas relembrando montagens inesquecíveis dessa fantástica fábrica de criar personagens imortais.

Setembro 2017: Mergulhamos fundo nas belezas e mazelas do principal rio que corta a cidade: o Bengalas. Sob o olhar do Cruzeiro do Sul, como diz o Hino de Nova Friburgo, o mapeamento visual revelou o trajeto percorrido pelo rio, mostrado também em vídeo (reveja aqui). A equipe do jornal acompanhou seu fluxo desde o seu nascimento, na altura da Igreja Luterana, até Furnas, passando por Conselheiro Paulino. E encontramos moradores que lembraram do tempo em que tomavam banho e pescavam no Bengalas.

Setembro 2017: Saudando a chegada da primavera, a edição chegou mais colorida do que nunca. Afinal, Nova Friburgo é o segundo maior produtor de flores de corte do país, atrás apenas de Holambra, no interior de São Paulo. Mais uma reportagem de capa com vídeo (reveja aqui).

Setembro 2017: Inspirados pelos shows energizantes de "garotos" como os roqueiros do The Who, Guns N'Roses e Bon Jovi, provamos que ser velho hoje em dia pode ser sinônimo de viver intensamente. Mostramos exemplos de jovens friburguenses da terceira idade que levam um estilo de vida de dar inveja a muito garotão. Reveja aqui.

Novembro 2017:  Um sorriso, um bom dia, por favor, obrigada, posso ajudar? Como seria bom e bonito viver num mundo assim! Gentileza gerando gentileza, mais tolerância, compreensão, compaixão, amor ao próximo, em tempos dominados pela cólera, pelo estresse, pela pressa e falta de paciência. Reveja aqui.

 Dezembro 2017: Em homenagem ao Dia Nacional do Samba, mostramos que Friburgo mostrou que também é terra de bambas, com uma penca de sambistas e intérpretes desse gênero musical genuinamente brasileiro e mundialmente conhecido e admirado. Falamos de suas origens e de seus mestres cariocas, e fomos atrás dos nossos. Encontramos vários compositores, músicos, instrumentistas e cantores, que se reúnem com dias marcados ou improvisados, em rodas de samba, em bares, clubes e nas próprias casas. Reveja aqui.

Dezembro 2017: Numa das capas mais bonitas e sutis para ilustrar o tema, mostramos como convivem as chamadas novas famílias, formadas por meio-irmãos, filhos adotados, pais separados e guarda compartilhada. Reveja aqui. 

Dezembro 2017: Em comemoração aos 100 anos da Associação Comercial e Industrial de Nova Friburgo (Acianf), voltamos ao passado para contar a história das lojas centenárias da cidade. Empreendedores pioneiros, vindos de várias partes do mundo, encontraram aqui um campo fértil para iniciar negócios que prosperaram e se perpetuaram por gerações. Os que desapareceram deixaram saudades. Uma edição cheia de emoção e que mexeu com a memória de muita gente (reveja aqui).

Janeiro 2018: Em outra edição nostálgica, homenageamos o tempo em que a comunicação à distância dependia de um profissional que era dos mais esperados a cada dia: o carteiro. Ouvimos histórias de todos os tipos, épocas, faixas etárias. Desde o menino que recebeu uma carta de Papai Noel “escrita” por ele mesmo, a uma menininha cujo irmão, compadecido da eterna espera que não tinha fim, decidiu dar uma de Noel e respondeu à cartinha dela. Reveja aqui.

Fevereiro 2018: Era o Dia Mundial do Gato e "bolamos" uma edição sobre esses peludos adoráveis, suas manias e comportamentos estranhos que fascinam as pessoas e provocam histórias de amor à primeira vista (reveja aqui).

Fevereiro 2018: Já que abordamos os gatos, decidimos falar de cães para confortar nossos leitores "cachorrólatras". Afinal, no horóscopo chinês, 2018 é o Ano do Cão de Terra, e promete um período repleto de energias boas. Reveja aqui.

 

Publicidade
Agora Faz
TAGS: