Desbravando a rota do Mão de Luva em meio as belezas friburguenses

Anda Friburgo promove caminhada domingo, 5, pelos distritos de São Pedro da Serra e Lumiar
sábado, 04 de maio de 2019
por Jornal A Voz da Serra
Desbravando a rota do Mão de Luva em meio as belezas friburguenses

O circuito de ecoturismo Anda Friburgo promove neste domingo, 5, a terceira caminhada ecológica do ano: a Rota do Mão de Luva, nos distritos de São Pedro da Serra e Lumiar. A caminhada possui grau leve à moderado e um percurso total de 9,2 quilômetros, sendo 2,5 deles em trechos de subida e o restante em descida e plano. Parte do percurso será realizado em estrada de terra batida e também em vias pavimentadas.

Durante a caminhada os participantes terão contato direto com as inúmeras belezas naturais dos dois distritos friburguenses muito procurados por turistas o ano inteiro e poderão ainda contemplar santuários ecológicos, como um dos cartões postais da região, o Poço Belo, na localidade de Boa Esperança, em Lumiar. A caminhada Rota do Mão de Luva terá início às 9h em frente ao coreto da Praça João Heringer, no centro de São Pedro da Serra, e chegada na Praça Carlos Marchon, em Lumiar.  

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas até este sábado, 4. Crianças acima de 9 anos somente poderão participar com os pais ou um responsável. A organização da caminhada recomenda que crianças menores dessa idade não sejam inscritas devido ao nível de dificuldade exigido em algumas partes do percurso. É recomendável trajar bermudas, camisetas e levar bonés, óculos escuros e protetor solar. “Há trechos com piso irregular, mas também será possível contemplar vistas panorâmicas da serra e dos belos vales, entre eles o de Boa Esperança. Os participantes da caminhada vão concorrer aos sorteios de brindes”, diz o guia e operador de turismo recepcitivo, André Luís Ricarte Ramalho, do Anda Friburgo. Mais informações no telefone 22 - 9821 1626.

Prática saudável, natureza e história

A lenda do Mão de Luva ainda é muito comentada em toda a região até os dias de hoje, principalmente por antigos moradores que relatam a passagem por Lumiar e São Pedro da Serra do personagem que teria fugido, em 1780, de Minas Gerais e atravessado o Rio Paraíba do Sul em busca de ouro na região de Cantagalo.

Segundo os relatos, Mão de Luva e seu bando teriam se escondido nas matas de Lumiar e São Pedro da Serra durante a fuga. Há ainda quem diga que há naquelas terras um tesouro perdido próximo a Pedra Riscada, em Lumiar. Para André Ricarte, o maior tesouro da região é natureza exuberante e também seus moradores. “Aqui temos belezas que encantam a todos os que visitam São Pedro da Serra e Lumiar”, valoriza André.

A caminhada tem o apoio da Secretaria Municipal de Turismo, SAFl, Convention e Visitors Bureau de Nova Friburgo, Associação Comercial de Nova Friburgo, Confederação Brasileira de Caminhadas e Federação Internacional de Esportes Populares.  

 

  • Foto da galeria
  • Foto da galeria
Publicidade

Há 74 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra