Desapropriação de terreno vai ampliar a Praça do Suspiro

Expectativa da prefeitura é que novo espaço já seja utilizado no Festival de Inverno deste ano
quarta-feira, 03 de abril de 2019
por Paula Valviesse (paula@avozdaserra.com.br)
O terreno de esquina que a prefeitura planeja integrar à Praça do Suspiro (Fotos: Henrique Pinheiro)
O terreno de esquina que a prefeitura planeja integrar à Praça do Suspiro (Fotos: Henrique Pinheiro)

A Prefeitura de Nova Friburgo está levantando a documentação necessária para concluir a desapropriação do terreno de 2.197,85 metros na esquina da Rua General Osório com a Praça do Suspiro. O objetivo da aquisição do espaço é ampliar a praça, que é um dos principais pontos turísticos do município. A intervenção vai custar R$ 5,8 milhões e faz parte do “pacotão de obras” anunciado em fevereiro pelo prefeito Renato Bravo.

Para realizar a compra do terreno que não possui nenhuma edificação atualmente, a prefeitura publicou no Diário Oficial, em A VOZ DA SERRA, no dia 22 de março, o decreto 83, que estabeleceu o espaço como “de utilidade pública” para que nele sejam instalados equipamentos urbanos.

Segundo o prefeito Renato Bravo, a aquisição do espaço pelo município é um desejo antigo, que já foi tentado em gestões anteriores, mas a desapropriação não se concretizou devido à falta de recursos para a compra. “Felizmente, agora surgiu a possibilidade de concluir a compra desse terreno, em função dos recursos advindos da venda das ações da Energisa e que foram destinados para a realização de obras. Consultamos os proprietários do terreno para saber se havia o interesse em vendê-lo e, após avaliação da prefeitura, chegamos ao valor que será pago”, explicou Renato Bravo.

A expectativa da prefeitura é de que o espaço após adaptado com obras já possa ser utilizado em julho, abrigando atrações do tradicional Festival de Inverno do município. Ainda de acordo com o prefeito, a compra está em fase de levantamento da documentação, sendo necessária apenas a apresentação de mais alguns documentos por parte do proprietário  antes de ser assinada a escritura.

“A incorporação deste terreno ao patrimônio do município nos permite ampliar a Praça do Suspiro e até mesmo criar equipamentos educacionais e de turismo. É um espaço que poderia ter sido adquirido pela iniciativa privada, o que resultaria em mais uma construção de um prédio naquele entorno. A Procuradoria da prefeitura já está cuidando dos procedimentos finais. A expectativa é de que já algumas atrações de pequeno e médio porte do Festival de Inverno se apresentem neste novo espaço que será aproveitado ao longo do ano como uma nova área de lazer para a população”, afirmou o prefeito. Após finalizar a compra, a prefeitura vai limpar todo o terreno que está com mato alto, mas as árvores maiores serão preservadas.

No entanto, ainda não há previsão para o início das obras de ampliação. De acordo com o prefeito, o projeto de expansão da Praça do Suspiro encontra-se em fase de estudo e será executado por etapas.

Prefeitura já deu destinação a metade dos recursos do “pacotão”

Com a divulgação do valor investido na aquisição do terreno da Rua General Osório é possível calcular que a prefeitura já destinou cerca de R$ 13,5 milhões, dos quase R$ 26 milhões adquiridos com a venda das ações municipais, para obras do pacotão.

Até o momento, além dos R$ 5,8 milhões que serão pagos pelo terreno, já foram anunciadas as obras do prédio anexo ao Hospital Municipal Raul Sertã, no valor de R$ 4 milhões; a licitação para cobertura da Estação Livre, estimada em pouco mais de R$ 1,2 milhão; e a construção da ciclovia, no trecho entre Duas Pedras e o Centro (Paissandu), por R$ 2,5 milhões.

De acordo com o que foi anunciado para o “pacotão de obras”, o restante do recurso, cerca de R$ 12,5 milhões, deverão ser investidos nas obras da Avenida Brasil, da nova praça no bairro Olaria e na melhoria de quadras de esportes em vários bairros da cidade.

 

LEIA MAIS

Projeto Vamos Florir revitaliza espaços públicos com apoio de empresas

No trecho de Duas Pedras ao Córrego Dantas, pista ainda tem buracos e ondulações

Linhas de ônibus e locais de embarque/desembarque serão alteradas. Diretor da Faol não aprova mudanças

Publicidade
TAGS: obra | Turismo | evento