DER vai verificar guard rail de ponte preso com plástico

Improviso na Ponte Santa Luzia, na Serramar, onde família inteira morreu em acidente, foi fotografado por leitor
segunda-feira, 07 de agosto de 2017
por Guilherme Alt
Foto de capa
Enforcadores de plástico seguram o guard rail da RJ 142 (Foto de leitor)

A Ponte de Santa Luzia, na RJ 142 (Estrada Serramar) ainda oferece perigos para os motoristas. De acordo com um de nossos leitores que passava pelo local na sexta-feira, 4, em direção a Rio das Ostras, o guard rail da ponte está remendado com enforcadores de plástico. Um simples impacto pode arrebentar facilmente essas presilhas, que só servem para manter o guard rail em pé.

O DER-RJ informou que vai enviar uma equipe ao local para verificar a denúncia, mas, por enquanto, não há projeto de obras no trecho devido à crise financeira do estado.

Não é coincidência que a Ponte de Santa Luzia esteja com remendos desse tipo. No local, ocorreram muitos acidentes, como a tragédia que vitimou uma família inteira, em junho deste ano.

Maycon dos Santos, de 35 anos, Tatiana Vieira Ferreira, 32, e Catrine Ferreira dos Santos, 6, moradores de Nova Friburgo, estavam voltando de um passeio à praia, na Região dos Lagos, quando o carro em que eles estavam caiu no Rio Macaé, na altura do Km 33 da rodovia, na divisa com Casimiro de Abreu.

O motorista teria perdido o controle da direção ao fazer uma curva estreita antes de uma ponte na localidade rural de Santa Luzia, no distrito de Lumiar. O carro, um Voyage prata, avançou sobre a mata e foi parar em uma área profunda do rio.

Outros três acidentes com menor gravidade aconteceram na ponte, poucos dias após a tragédia envolvendo a família. Segundo moradores, o problema se repete quase todos dias.

O Departamento de Estradas de Rodagem (DER-RJ) afirmou na época que reparos foram feitos para alertar o motorista dos riscos no local. Agentes do órgão instalaram novas placas de sinalização no trecho da ponte sobre o Rio Macaé, onde o veículo caiu na localidade de Santa Luzia, na divisa de Nova Friburgo com Casimiro de Abreu.

As placas foram instaladas ao longo última semana de junho , segundo o DER-RJ, e a cem metros alertam os motoristas sobre a ponte, as curvas estreitas e o alto índice de acidentes na região. Já existiam duas placas, em ambos os sentidos da rodovia estadual, que determinam velocidade máxima de 30km/h.

 

Publicidade
Agora Faz
TAGS: