DER-RJ anuncia obras emergenciais nos trechos mais críticos da Serramar

Laudo de engenharia indicará prazos e orçamento dos trabalhos; no órgão, após reportagem de AVS, assunto é tratado como prioridade
segunda-feira, 04 de fevereiro de 2019
por Adriana Oliveira (aoliveira@avozdaserra.com.br)

O Departamento de Estradas de Rodagem (DER-RJ), responsável pela manutenção das rodovias estaduais, anunciou que a RJ-142 (Estrada Serramar) receberá obras emergenciais nos trechos mais críticos, entre Lumiar e Casimiro de Abreu. A situação precária da estrada, principal ligação entre Nova Friburgo e a Região dos Lagos, foi tema de reportagem publicada em A VOZ DA SERRA neste fim de semana.

O DER-RJ não deu um prazo para que as obras emergenciais sejam concluídas, mas informou que o assunto será tratado como prioridade. Técnicos do órgão estão fazendo uma vistoria na rodovia para mapear os pontos mais críticos, incluindo a cratera que se formou à beira do precipício, engolindo parte da rodovia, como mostrou a reportagem. Um laudo de engenharia indicará prazos e orçamento dos trabalhos.

Além das obras emergenciais, o DER-RJ informou que as equipes enviadas ao local também estão monitorando as condições de trafegabilidade e realizando serviços como roçada, limpeza de pista e melhorias operacionais.

A situação da Serramar deixou muitos leitores indignados. Em mensagem À VOZ DA SERRA, a jornalista Liliana Sarquis lamentou o descaso dos últimos governos e disse torcer por uma solução antes que ocorra uma tragédia. “Sempre me encanto quando passo pela Serramar, mas como não ter medo? Como não se assustar e se revoltar com o descaso e os riscos que corremos? Além das pessoas que usam a estrada para lazer, tem que mora lá, quem precisa passar por causa de trabalho, de negócios, até de estudo”, opinou.

Como mostrou a reportagem, com vídeo e imagens de Ernesto Galiotto (RELEMBRE AQUI), os 37km entre Lumiar e Casimiro são marcados por belas paisagens mas também por curvas estreitas e acentuadas com visibilidade prejudicada pelo mato alto; montes de terra de encostas invadindo o asfalto; subidas e descidas; e o pior: buracos, crateras e erosões sinalizadas de improviso, algumas deles beirando precipícios.

Situação que levou leitores como Elizabeth Ruiz a enviar ao jornal um desabafo e um apelo ao DER-RJ por obras emergenciais: “É mais uma vergonha do nosso estado a maneira como essa estrada está: muito mato, buracos e, além de tudo, com pedaços de estrada faltando, o que a torna mais perigosa do que já é.  Lutamos tanto pela Serramar e, agora, vê-la assim dói muito”.

Em vídeo feito em janeiro, o ambientalista e fotógrafo Ernesto Galiotto, que mora em Cabo Frio e tem casa em Cascata, à beira da Serramar, fez o mapeamento de todos os problemas da estrada, flagrou acidentes e lançou um alerta nas redes sociais, pedindo ações imediatas diante da iminência de acidentes com risco de mortes. Ele listou cinco pontos de altíssimo perigo, incluindo a cratera à beira do abismo e a ponte que só dá passagem a um veículo por vez, logo após uma curva.

 

 

 

LEIA MAIS

Instalação de proteção ao longo de trecho de 300 metros não evitou acidente

Secretaria de Mobilidade Urbana avisa que vai intensificar fiscalização

Proposta será submetida a consulta pública para mais contribuições da sociedade

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 74 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: Trânsito | Turismo | Obras