DER retoma construção de muro de contenção na Serramar

Outras obras são realizadas na RJ-116, entre Macuco e São Sebastião do Alto
quinta-feira, 26 de setembro de 2019
por Jornal A Voz da Serra
A obra na Serramar (Fotos de divulgação)
A obra na Serramar (Fotos de divulgação)

O Departamento de Estradas e Rodagem (DER-RJ) retomou as obras de contenção de encostas na RJ-142 (Serramar), que liga Nova Friburgo a Casimiro de Abreu. As intervenções foram reiniciadas no início deste mês, no trecho entre Mury e Lumiar, com a construção de um muro entre os Km 9,6 e 10,1, com 330 metros de extensão. O término está previsto para abril do próximo ano. 

Outras obras são realizadas pelo órgão também nas RJ-116, RJ-134 e RJ-155. Na RJ-116, entre Macuco e o entroncamento com a RJ-176, em São Sebastião do Alto, está sendo feito um serviço de estabilização de encostas. Os serviços devem ser concluídos em dezembro, informou a  Diretoria de Obras e Projetos Especiais do DER nesta quarta-feira, 25 (foto).

As obras de contenção na RJ-134 acontecem no trecho que vai de São José do Vale do Rio Preto à BR-116, entre as estacas 1.843 e 1.890. Preveem a implantação de muro chumbado em rocha e cortina atirantada. Também está prevista a construção de dispositivos de drenagem e pavimentação. A previsão é de que as intervenções, interrompidas na gestão passada e reiniciadas em agosto, sejam concluídas até fevereiro de 2020.

Já na RJ-155, em Rio Claro, no Sul Fluminense, serão realizadas obras de contenção no Km 19, também prevendo a implantação de cortina atirantada e dispositivos de drenagem. Reiniciada no mês passado, a intervenção segue no cronograma. A conclusão deve acontecer em dezembro de 2019.  

“Estamos seguindo o nosso cronograma de obras de contenção nas rodovias estaduais e, assim, garantindo mais segurança e qualidade de vida para as pessoas que passam por nossas estradas. O desafio é grande, mas já estamos virando o jogo”, disse o presidente do DER-RJ, Uruan Cintra de Andrade.

 

LEIA MAIS

Ciente dos problemas no imóvel, governo municipal espera encontrar solução já para 2020, informou em nota

Segundo o Contran, nem empresa que assumir a concessão nem o município devem arcar com prejuízo. Advogado discorda

Avenidas dos Ferroviários e Nossa Senhora do Amparo, além da Estrada do Girassol, servirão como vias alternativas

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 74 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: Trânsito | obra