Depois da tromba d'água de domingo, mais chuva prevista para a semana

Plantações de flores foram alagadas, casas inundadas e, por causa de queda de barreiras, Serramar chegou a ser interditada
segunda-feira, 05 de março de 2018
por Dayane Emrich (dayane@avozdaserra.com.br)
Depois da tromba d'água de domingo, mais chuva prevista para a semana

O temporal que caiu no último domingo, 4, em Nova Friburgo causou transtornos em alguns pontos da cidade. Entre os locais mais atingidos está o distrito de Lumiar, a localidade de Vargem Alta e a RJ-142 (Serramar), estrada que liga Nova Friburgo a Casimiro de Abreu. Por conta da chuva forte, além de queda de barreiras, estradas foram interditadas e casas e plantações de flores tomadas pela água.

De acordo com moradores do 5º distrito, diversas comunidades amanheceram isoladas na segunda-feira, 5. Devido a uma tromba d’água, o volume do Rio Bonito subiu e residências foram inundadas. Estradas vicinais da localidade e acessos de diversos sítios também ficaram bloqueados por conta da queda de encostas.

No encontro dos Rios, conhecido ponto turístico na região, o nível do Rio Macaé de Cima chegou a acumular 128,60 milímetros em 96 horas, conforme dados do Instituto Estadual do Ambiente (Inea). Segundo moradores, a água atingiu a altura da ponte que dá acesso às cachoeiras do local e que tem, aproximadamente, seis metros de altura.

Em Vargem Alta, distrito de São Pedro da Serra, a chuva destruiu plantações inteiras de flores. Ainda não há estimativa sobre o tamanho do prejuízo. A estrada que dá acesso ao bairro também ficou parcialmente interrompida e, por isso, os alunos da Escola Municipal Flores de Nova Friburgo, ficaram sem aula. A região é a maior produtora de flores de corte do Estado e a segunda maior do país, segundo dados da Secretaria Estadual de Agricultura.

Na estrada Serramar, uma das mais atingidas, os motoristas enfrentaram dificuldades para passar. Fotos divulgadas nas redes sociais, mostram trechos da pista intransitáveis, por causa da grande quantidade de lama e água. Veículos de passeio e um caminhão chegaram a ficar atolados na lama.

A via foi reaberta na manhã da segunda-feira, 5, funcionando em meia pista, no sistema pare e siga. A estrada havia sido interditada na noite de domingo, por causa de deslizamentos de terra. De acordo com o  Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRV), quem passar pela estrada precisa de cautela, pois ainda há lama no local.

Ocorrências

Apesar do temporal ter assustado moradores de diferentes localidades da cidade, de acordo com a Defesa Civil, a média pluviométrica registrada no município foi baixa: apenas 14, 5 milímetros.   maior índice pluviométrico foi registrado no bairro Floresta, em Conselheiro Paulino. Por lá, foram computados 37 milímetros de chuva.

Segundo o secretário municipal de Defesa Civil, coronel João Paulo Mori, os transtornos causados podem ser explicados pela incidência pontual das chuvas. Ainda de acordo com ele, três casas precisaram ser vistoriadas, mas não há desabrigados ou desalojados.

Mais chuva

As “águas de março” que chegaram com força não devem dar trégua. A previsão é de mais chuva para esta terça-feira, 6, e para a quarta-feira, 7, segundo o Instituto Climatempo. O panorama deve se repetir, pelo menos, até a próxima sexta-feira, 9.

De acordo com o Climatempo, o sol deve aparecer hoje, mas são esperadas pancadas de chuva à tarde e à noite. Os termômetros ficam entre os 16 e 27 graus. Amanhã, 7, e quinta-feira, 8, também deve haver pancadas de chuva à tarde e à noite. A mínima deve ficar entre os 15 graus e a máxima 25. Na sexta-feira, 9, há 80% de chances de chuva. Os termômetros devem ficar entre os 14 e 23 graus.

LEIA MAIS

Chuva alterou itinerários de Vargem Alta (via Stucky), Riograndina, Toledo, Salinas, Pilões, Alto do Catete e Três Picos

Lama na estrada prejudica os acessos a Vargem Alta (via Stucky), Riograndina, Toledo e Salinas

Sobem para seis as linhas de ônibus afetadas pelas más condições das estradas

Publicidade
TAGS: Chuva | Clima