Defesa Civil sugere demolição do Casarão do Lazareto

Com grandes rachaduras e uma árvore crescendo no telhado, entorno do imóvel está tomado por lixo, entulho e material potencialmente inflamável
sábado, 09 de novembro de 2019
por Fernando Moreira (fernando@avozdaserra.com.br)
(Fotos: Henrique Pinheiro)
(Fotos: Henrique Pinheiro)

O leitor provavelmente conhece ou já ouviu falar do antigo casarão do bairro Lazareto. O que talvez muitos não saibam é que ele se encontra em péssimo estado de conservação e corre o risco de desabar a qualquer momento. Isso é o que aponta um laudo da Defesa Civil, obtido com exclusividade por A VOZ DA SERRA.

Como se não bastasse a péssima situação estrutural do casarão, que apresenta grandes rachaduras e tem até uma árvore crescendo no telhado, o entorno está tomado por lixo reciclável. São garrafas pet, copos e vasilhames – que podem acumular água e tornarem-se criadouros do mosquito Aedes aegypti -, além de muito lixo eletrônico, como televisores e computadores, geladeiras, fogões, micro-ondas e até peças de automóveis. 

Ex-morador do bairro, o vereador Jhonny Maycon entrou no circuito com a intenção de encontrar uma solução para o problema e minimizar os riscos para os moradores da comunidade. Segundo o parlamentar, o imóvel é de propriedade do Governo do Estado, que foi oficiado sobre o tema, assim como a Prefeitura de Nova Friburgo.

O órgão municipal fez uma vistoria no casarão e emitiu um laudo em fevereiro que revela: “Em vistoria visual constatou-se avançado estado de degradação do imóvel com comprometimento estrutural e do telhado. O imóvel está funcionando como depósito e os materiais são inflamáveis. Sugerimos a demolição do imóvel”, apontou o laudo confeccionado pela engenheira Luciana Canella e assinado pelo então secretário municipal de Defesa Civil, coronel João Paulo Mori.

“Ainda estamos levantando algumas informações sobre o casarão, portanto, a situação ainda não está definida. Mas se o imóvel não for tombado pelo patrimônio, deverá realmente ser demolido. Caso ele seja tombado, aí terá que ser feito um alto investimento de restauração”, disse o vereador Jhonny Maycon.

A origem do ‘Casarão do Lazareto’

Em busca do histórico do casarão, conversamos com a professora e historiadora Janaína Botelho, colunista de A VOZ DA SERRA. Ela esclareceu que o imóvel é uma construção do fim do século 19 e foi erguido para servir como uma espécie de hospital, um centro de isolamento para pessoas portadoras de doenças infectocontagiosas, como a febre amarela, por exemplo - já que na época ainda não se sabia que a doença era transmitida através da picada de um mosquito. 

Foi construído no bairro Lazaretto de modo que ficasse no alto, isolado da cidade. Janaína explica ainda que o casarão foi erguido com recursos da própria população friburguense, através de iniciativa da Câmara de Vereadores, que mantinha o espaço com a ajuda de doações.

Ainda segundo ela, possivelmente, os fundos do casarão também serviram como cemitério. Os pacientes internados que morriam no hospital eram sepultados ali, de modo a isolá-los da população para evitar o possível contágio. Com a evolução da medicina, a partir do século 20 o hospital perdeu a serventia e, aos poucos, foi sendo desativado.

“Acho lamentável demolir o antigo casarão do Lazareto porque se trata de um imóvel histórico. Obviamente, do jeito que está realmente não dá para ficar. Seria necessária uma boa reforma, mas caso não seja possível, sugiro que seja preservada ao menos a fachada, de modo que a gente não perca totalmente esse espaço que faz parte da história de Nova Friburgo”, afirmou Janaína Botelho.

O que diz a prefeitura

Por meio de nota, a Prefeitura de Nova Friburgo “confirma a emissão do laudo da Defesa Civil e ressaltou que a responsabilidade pela demolição compete ao Estado, que já foi notificado sobre a situação”.

  • devido péssimo estado de conservação, Defesa Civil sugere demolição do que foi erguido no fim do século 19

    devido péssimo estado de conservação, Defesa Civil sugere demolição do que foi erguido no fim do século 19

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 74 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: Lazareto