Coletivo Artesãos da Estrada presenteia as mães com o tema “Flores no Jardim”

Espaço Vem da Serra oferece peças produzidas com diversas técnicas de artesanato
sexta-feira, 03 de maio de 2019
por Jornal A Voz da Serra
(Fotos: Divulgação)
(Fotos: Divulgação)

Um grupo formado por empreendedores da região localizada entre Friburgo e Teresópolis expõe e vende peças autorais exclusivas, produzidas com diferentes estilos e técnicas, na estrada turística Terê-Friburgo. A ação “Flores no Jardim”, do coletivo Artesãos da Estrada, foi criada especialmente para o Dia das Mães. E resulta do desafio feito a cada um dos membros do grupo de criar sua própria versão das flores para homenagear as mães.

Entre as várias técnicas utilizadas pelos artesãos, no Espaço Vem da Serra, estão o reaproveitamento de aço e madeira, o reuso de rolhas e lacres de latinhas, papel machê, bordado e entalhe em madeira. Além das matérias primas conhecidas, também há peças feitas com o inovador ecomármore, matéria prima sustentável, à base de sacos de cimento usados, criada pelo pesquisador moveleiro Alexandre Toscano.

Formado no início deste ano, o coletivo pretende fortalecer a identidade cultural da região serrana do Rio, especialmente da estrada turística Teresópolis-Friburgo, onde fica o espaço. Ali está um dos destinos mais visitados da região serrana do Rio de Janeiro, com sua imagem ligada à natureza, aos esportes e ao clima de montanha. O grupo iniciou o movimento para divulgar seus trabalhos.

A visita ao espaço onde os artesãos expõem e vendem sua arte é uma boa oportunidade para conhecer as várias formas de artesanato e conversar com os artistas. “Nossa ideia é ter sempre ao menos dois artesãos, que trabalhem com técnicas diferentes, presentes nesse espaço”, comentou Mônica Deluqui, uma das organizadoras do coletivo. “Nos interessa este contato direto com o público, como forma de divulgar e fortalecer a identidade cultural desta região”.

Além dos espaços individuais para exposição dos trabalhos e das flores que irão enfeitar a loja e o jardim, os artesãos também montaram um “cantinho temático”, ocupado por sugestões para presentear as mães em seu dia.

“A ideia deste cantinho começou na Páscoa e agradou a todos”, ressaltou Monica. “Vamos ter sempre um espaço em que todos colaborem com sugestões de presentes para cada uma das datas comemorativas que temos no Brasil. Agora, o dia das mães, depois, dos namorados, e outros mais adiante”.

O grupo Artesãos da Estrada é formado por empreendedores de Teresópolis e Friburgo e está em constante renovação. A utilização de técnicas sustentáveis norteia o grupo, sempre aberto a novos componentes, com o objetivo de produzir peças que carregam mais significado que simples souvenires.

Serviço:

Espaço Vem da Serra
“Flores no Jardim”, de 02 a 26 de maio
Rod. Teresópolis-Friburgo, 8000 – km 7,5.
Bairro Albuquerque
Teresópolis
Horários: 2ª a 4ª feira, das 14h às 18h; e de  5ª a sábado, das 09h às 18h
www.vemdaserra.com.br

Artesãos da Estrada (ordem alfabética)

  • Adriana Paganote, crochê de lacre e 3D;Alex Toscano, bancos em ecomármore (matéria prima sustentável, à base de sacos de cimentos usados);

  • Beatriz Paiva, pintura e bordado em tecido;

  • Dolores Montesó, Bonecos de Colores, feitos em papel machê;

  • Fabiana Kaled, artista plástica mfd, natureza e pintura;

  • Fany, faianças da mesa à decoração;

  • Luís Pacheco, Arte di Madeira;

  • Marcos Alfredo, reaproveitamento em aço e madeira;

  • Mônica Deluqui, peças com temas da cultura de Teresópolis;

  • Pillar Herrero, Luminárias Minhoca;

  • Thabata Marques, arte sustentável – bonecas com reuso de materiais;

  • Vanessa Castro, Oficina ENE Tornearia e design de objetos;

  • Willy Mainhard, souvenir de Teresópolis, design e fotografia.

LEIA MAIS

Das diferenças entre artesanato e trabalho manual

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 74 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: artesanato