Cineclube Lumiar comemora 10 anos com programação especial

Atrações, desta sexta-feira até domingo, incluem mostra de filmes e debates
terça-feira, 20 de fevereiro de 2018
por Jornal A Voz da Serra
Foto de capa

O Cineclube Lumiar está completando dez anos de atividades ininterruptas este ano e, para comemorar, está organizando uma programação ainda mais especial para este fim de semana. A série de eventos começa na próxima sexta-feira, 23, e inclui mostra de filmes nacionais e internacionais além de debates sobre os mais variados temas. Com entrada franca, as atrações acontecem na Tribuna Livre Cultural, no centro de Lumiar, e contará com a participação de vários convidados.

 A primeira exibição do evento será do longa “Gabriel e a Montanha”, às 19h. O filme de Fellipe Barbosa conta a história real de Gabriel Buchmann. Gabriel é um jovem aventureiro cheio de planos. Antes de se preparar para a vida acadêmica na Universidade da Califórnia, ele decide ir para a África. Durante a viagem, o jovem decide subir o Monte Mulanje, um dos mais altos do Malawi. A classificação etária do filme é 14 anos e após a sessão haverá um bate-papo com o ator e protagonista João Pedro Zappa.

No sábado, 24, às 17h, é a vez da sessão ‘Território Rural’, uma seleção de filmes produzidos pelo Ponto de Cultura Rural sobre os modos de ser e viver na roça. Após esta exibição também haverá bate-papo com os idealizadores. No mesmo dia, às 19h, tem a sessão ‘Alvorada Serrana’, uma seleção de trabalhos audiovisuais produzidos em Nova Friburgo, feitos por jovens realizadores e com curadoria da cineasta friburguense Renata Spitz.

Na lista: “Duelo antes da noite”, de Alice Furtado, que conta a história de uma menina e um menino pré-adolescentes que trilham um longo e difícil caminho até o ponto em que suas vidas mudam para sempre; broa de milho, dirigido por Janaína Botelho, que conta um pouco da história da famosa broa de milho da família Mozer;  “Interiores”, de Renata Spitz, uma série sobre forasteiros que, fugindo da cidade grande, decidem realocar suas vidas nos distritos de Lumiar e São Pedro; “Um outro ensaio”, de Natara Ney, que conta a história de um casal apaixonado que tenta se adaptar a nova situação em suas vidas desde que um deles sofre um acidente e fica cego. E ainda “Filmes da Oficina Alvorada”, um trabalho de conclusão das oficinas de expressão criativa e de animação.  

Já no domingo, 25, a primeira exibição será a do famoso filme “O pequeno príncipe”, de Mark Osborne. O longa, aclamado pela crítica, conta a história de uma pequena garota que ao encontrar um excêntrico aviador é introduzida ao mágico mundo do personagem Pequeno Príncipe. Neste mundo em que tudo é possível, a garota aprende a redescobrir sua infância. A sessão acontece às 17h e a classificação é livre.

Para fechar a programação ainda no domingo, às 19h, haverá a exibição de “Império da Floresta”, de André Sampaio. O filme com classificação indicativa de 14 anos é um retrato aprofundado e uma aproximação histórica acerca dos usos e das lendas sobre o uso ritual da ayahuasca, uma bebida psicoativa que faz parte dos cultos religiosos populares do Santo Daime. Após a sessão haverá bate-papo com o diretor André Sampaio.

Mantido por um grupo de voluntários o cineclube de Lumiar é o mais antigo do Brasil em atividade regular semanal. As exibições de longas e curta metragens acontece todo o domingo, às 19h, e são gratuitas.

 

LEIA MAIS

Cidade vai na contramão do país, que bateu em abril recorde de 1975, atingindo pico histórico de 3.279 pontos em funcionamento

Filme “Antes que eu me esqueça” conta com dois talentos de uma família da cidade

Cineasta Jean-Théo Aeby vai participar de uma das sessões e oferecer um workshop

Publicidade
TAGS: Cinema