Cidade para e Suspiro lota para vibrar com os dois gols do Brasil

Mais uma vez, telão que se tornou o principal point da Copa em Friburgo recebe grande público de verde e amarelo
quarta-feira, 27 de junho de 2018
por Guilherme Alt (guilherme@avozdaserra.com.br)

 

Animação, esperança, ansiedade, unhas roídas. Essa mistura de emoções dominou as cerca de mil pessoas que compareceram à  Praça do Suspiro, antes e durante o jogo contra a Sérvia nesta quarta-feira, 27. Conforme o Brasil for avançando na Copa do Mundo, vai ser assim: o telão instalado ali continua como palco principal para a transmissão dos jogos da seleção, uma iniciativa do Sesc em parceria com a prefeitura. 

Como não poderia deixar de ser, a tensão era forte:

“Eu estou muito nervosa. Amo futebol e Copa é o ápice dessa paixão. O Brasil corre risco, então vamos mandar aquela energia positiva daqui sempre que possível”, disse Susi Hedy, que marcou presença pela terceira vez seguida no Suspiro.

Muitas empresas liberaram seus funcionários mais cedo para assistir ao jogo. Lotada, a Praça do Suspiro mais uma vez ficou coberta por um manto verde e amarelo, ao som de cornetas, apitos e vuvuzelas em incentivo à seleção canarinho.

E a energia positiva deu certo. O Brasil, apesar de ter começado timidamente no ataque, foi tomando gosto pela partida. A cada subida de Neymar e William, o público alimentava a esperança de ver a rede balançar. Mas foi em um lançamento de Philippe Coutinho para o volante Paulinho que a seleção chegou ao tão esperado gol e a torcida foi ao delírio. O 1 a 0 fez a Praça do Suspiro trepidar. O resultado a favor trouxe tranquilidade àqueles que roíam as unhas.

No intervalo do jogo, Debson Coelho observou que “o placar era favorável, mas a seleção precisa ter mais volume de jogo porque a Sérvia vai vir com tudo”. Dito e feito. No segundo tempo, a galera, Debson e o público friburguense assistiram à seleção Sérvia se lançar ao ataque, deixando boa parte das pessoas nervosas e apreensivas. A torcida só relaxou depois que o zagueiro Thiago Silva, em cruzamento de Neymar, testou a bola para dentro das redes dos europeus.

Debutando no local, Lia Rodrigues disse que a sorte de principiante ajudou na classificação da seleção. “Vi os outros dois jogos em casa, mas nesse eu me animei e vim assistir no telão da praça. Ainda bem que deu certo. Estarei aqui nos próximos jogos”, garantiu ela.

Após o jogo, Carla Nascimento pôde comemorar aliviada a classificação da seleção. “Eu estava muito nervosa. A cada ataque do Brasil eu gritava e a apertava a pessoa que estava ao meu lado. Agora estou mais tranquila. Mas a tranquilidade vai durar até o próximo jogo. O México é uma seleção muito difícil”, disse.

Agora os friburguenses têm encontro marcado com a seleção no telão da Praça do Suspiro na próxima segunda-feira, 2, às 11h. Neste dia o Sesc vai promover mais atividades de lazer para os torcedores antes e depois do jogo. Dá-lhe Brasil!

 

LEIA MAIS

Chances de brigar pelo acesso, que já eram remotas antes da partida, ficaram ainda menores

Jogo de volta, dia 22, definirá quem avança às quartas de final da Copa Rio

Tricolor da Serra encara o Bangu, e o primeiro jogo acontece nesta quarta no Eduardo Guinle

Publicidade
TAGS: Copa | futebol