Chuva causa transtornos em estradas e interrompe linhas de ônibus

Vias sem pavimentação por onde circulam coletivos dificultam a passagem em decorrência do acúmulo de lama
quinta-feira, 07 de fevereiro de 2019
por Paula Valviesse (paula@avozdaserra.com.br)
A estrada de Rio Bonito: lama pura (Foto de leitor)
A estrada de Rio Bonito: lama pura (Foto de leitor)

Através de comunicado emitido nesta quarta-feira, 6, a Faol, concessionária responsável pelo transporte coletivo urbano em Nova Friburgo, informou que a linha 49, de Rio Bonito, está com trajeto alterado, em função da lama. Segundo a empresa, os coletivos estão indo somente até Galdinópolis, com três horários disponíveis para cada sentido. Outra linha prejudicada é a 31-C, Paraíso/ Orfanato pela má conservação da via.

Segundo moradores de Rio Bonito, o problema da estrada foi em decorrência da manutenção, feita pela prefeitura, com uso de máquinas: “A prefeitura passou as máquinas na estrada, algumas semanas atrás, sem espalhar material adequado ou limpar as valas. Como sempre, escolheram o pior momento possível para realizar esta ‘raspagem’, que deveria ser feita no inverno. Resultado: na primeira chuva as estradas (passando por Galdinópolis e a outra das Paineiras) ficaram cobertas por uma lama escorregadia”, conta Delphine Könz, cujos pais moram na localidade.

Ainda segundo ela, a falta de ônibus tem prejudicado a volta às aulas das crianças das localidades atendidas pela linha de Rio Bonito: “A Faol emitiu uma nota suspendendo todos os ônibus até Rio Bonito por tempo indeterminado, prejudicando assim as pessoas que dependem deste para trabalhar, inclusive professores da Escola Municipal Alair campos Ouverney, deixando os alunos de 1º e 2º ano sem aula. Os alunos que estudam no Padre França, de Mury, não estão podendo sair de Rio Bonito”.

De acordo com os moradores, após o problema ser comunicado, a prefeitura retornou ao local e espalhou pó de pedra na estrada que leva a Rio Bonito, para minimizar a situação da lama. Eles contam que carros e caminhões já voltaram a fazer o percurso e aguardam o retorno da passagem dos ônibus.

Já a linha Paraíso/ Orfanato via Bom Jesus foi interditada, segundo a Faol, por conta do estado de má conservação da via. Segundo moradores da localidade, a camada de asfalto colocada sobre a pavimentação de paralelos foi se deteriorando ao longo do tempo.Ainda de acordo com eles, foram surgindo buracos, que os próprios cobriram com terra para evitar acidentes, mas agora os coletivos ficam patinando e não sobem.

Temperatura cai

A chegada da frente fria que vem provocando pancadas de chuvas fortes a moderadas em Nova Friburgo desde a segunda-feira, 4, derrubou as temperaturas e tem deixado os moradores preocupados. Nesta quinta-feira, 7, a Defesa Civil Municipal emitiu um alerta de mudança do estágio de normalidade para atenção por volta das 8h30. Até o momento, o órgão não recebeu nenhum chamada sobre ocorrências, mas alerta os moradores das áreas de riscos que fiquem atentos aos avisos.

Segundo a Defesa Civil, entre as 9h desta quarta-feira, 6, até as 9h de hoje, choveu no município uma média de 31,03 milímetros. Os locais com maior precipitação foram o Cardinot, com 50,94 milímetros, e o Floresta, com 50,4. Riograndina foi ontem choveu menos, com apenas 0,8 milímetros registrados.

No município não há registros de desabrigados ou desalojados. De acordo com a Defesa Civil, as equipes estão de prontidão, uma vez que a previsão indica continuidade de ocorrências de chuvas moderadas a fortes na cidade. Em casos de ocorrências, as pessoas devem entrar em contato através do 199.

Como A VOZ DA SERRA noticiou nesta quarta, 6, a primeira frente fria do ano derrubou as temperaturas em Nova Friburgo, que amanheceu com jeito de inverno: mínima de 15 e máxima de apenas 20 graus. De acordo com a previsão do Climatempo, as temperaturas devem se manter amenas nas próximas semanas, cerca de dez graus abaixo  do que estavam.

Janeiro de 2019 entrou para a lista de meses especiais na climatologia do Brasil por causa do calor histórico. Temperaturas da ordem dos 40 graus foram registradas no Rio de Janeiro e recordes foram batidos.  Mas, ainda de acordo com o Climatempo, o calorão chegou ao fim. A responsável por isso foi esta frente fria, que conseguiu quebrar o bloqueio atmosférico e vai abrir caminho para outras atuarem no decorrer do mês de fevereiro.

A primeira quinzena do mês pode terminar ainda sob a influência desse sistema, segundo o Climatempo. Ou seja: fevereiro será verão, mas não extremo.

LEIA MAIS

Ainda há vagas para o evento Giro Tendências Moda, evento gratuito voltado para os profissionais do setor

Técnicos prevem períodos de precipitação volumosa entre a noite desta segunda e o sábado

Líder dos voluntários diz que muitas obras deixaram de ser feitas e que chuvarada que castigou capital teria causado nova tragédia caso subisse a serra

Publicidade
TAGS: Clima