Chalet do Country reabre para visitação, mesmo em obras

Visitas são gratuitas e abertas à população dois fins de semana por mês
terça-feira, 26 de novembro de 2019
por Fernando Moreira (fernando@avozdaserra.com.br)
A restauração do teto do Chalet (Foto: Fernando Moreira)
A restauração do teto do Chalet (Foto: Fernando Moreira)

O Nova Friburgo Country Clube reabriu no sábado, 23, as portas da Chácara do Chalet, o popular Chalet do Barão, para visitação de sócios e Amigos do Chalet, grupo formado por pessoas que contribuíram financeiramente para a restauração do antigo casarão. E a data não foi escolhida por acaso: 23 de novembro é dia de São Clemente, padroeiro da família do Barão de Nova Friburgo, e data em que foi lançada a pedra fundamental da construção do imóvel, há exatos 159 anos.  

Desde o último fim de semana, o espaço está aberto para a população conhecê-lo, mesmo ainda em obras. Friburguenses e turistas podem visitar o espaço e acompanhar de perto todo o minucioso processo de restauração, além de conhecer a história do imóvel desde sua construção até os dias de hoje, funcionando como clube social.    

“A princípio a visitação será gratuita e aberta à população. Vamos abrir dois fins de semana por mês, sempre das 9h às 17h. Quem estiver passeando pelos jardins do clube poderá conhecer o Chalet do Barão e o processo de restauro, de modo a valorizar o trabalho que está sendo feito”, declarou Vanessa Melnixenco, historiadora do Nova Friburgo Country Clube. 

Uma viagem no tempo

A ideia de reabrir o espaço para visitação antes do término da restauração foi uma aposta do clube que tem tudo para dar certo. O objetivo é estimular nos friburguenses e turistas um sentimento de pertencimento ao casarão, de modo que as pessoas se sintam parte da história e possam acompanhar as diversas etapas do trabalho de recuperação.  

“É um trabalho minucioso e a cada dia descobrimos coisas novas. De início abrimos janelas de prospecção para descobrir a pintura original. Mas até chegarmos às camadas originais constatamos que haviam sido feitas repinturas ao longo do tempo. A cor do Chalet, por exemplo, é um rosa, diferente desse tom de bege atual. Também descobrimos a cor ouro. Os frisos das portas e janelas tem um douramento, algo que foi perdido com as repinturas feitas. São características que ficaram escondidas por muitos anos e agora estamos resgatando. O clube sentiu a necessidade de dividir isso com as pessoas”, destacou Vanessa.

Os trabalhos estão sendo conduzidos pelas restauradoras Luciana Lopes e Poliana Reis, do Atelier Aberto de Arte e Restauro. Um ofício que requer além de talento, paciência, atenção e muito amor pelo resgate e preservação da história e da memória.

“Vale destacar a responsabilidade social do clube em devolver esse patrimônio para a cidade, algo que cria uma memória afetiva. As pessoas agora podem entrar e acompanhar nosso trabalho. O Country Clube está sendo muito cúmplice com a cidade em devolver toda essa história para Nova Friburgo”, celebrou Luciana Lopes. 

As fases da restauração

“É um trabalho que exige sensibilidade porque é a própria casa que vai contando a história pra gente. De cara identificamos locais que precisavam de ação emergencial. Refixamos pinturas que estavam em desprendimento porque elas poderiam se perder. E perder história é perder muito da nossa vida”, explicou Luciana Lopes. 

Poliana Reis conta que é impossível estipular um prazo para o término dos trabalhos, já que muitos detalhes só se revelam com o andamento das intervenções. “Agora estamos removendo o faceamento, que é a proteção colocada na pintura. Apesar de algumas partes em desprendimento, estamos encontrando partes bastante íntegras da obra”, afirmou a restauradora Poliana Reis. 

O histórico do chalet

Construído em 1862 e tombado pelo Iphan em 1957, o Chalet do Barão foi projetado pelo arquiteto Gustav Waehneldt e rodeado por jardins de autoria do paisagista francês Auguste Glaziou. Após pertencer a quatro gerações da família Clemente Pinto, após a morte do Barão de Nova Friburgo, em 1913 a propriedade foi adquirida pelo empresário Eduardo Guinle e, uma parte dela, pelo Nova Friburgo Country Clube, em 1957, mesmo ano em que foi tombado pelo Iphan.

O Chalet do Barão foi fechado em 2009 devido a problemas estruturais. A restauração  foi iniciada em 2013 pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). Dois anos depois, porém, as obras foram paralisadas. Em 2017 os trabalhos foram retomados, desta vez sob a responsabilidade do Country Clube. No ano passado foi feita uma campanha que arrecadou recursos para concluir a recuperação do telhado e possibilitou o início da restauração.  

 

LEIA MAIS

Atrações incluem degustações, forró, blues, MPB e roda de samba neste fim de semana

Evento Cerveja das Montanhas acontece no Country Clube

Município foi o vencedor da quinta edição do Prêmio Cieth, derrotando cidades como Arraial, com 46,92% do total de 1.224 votos

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 74 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: Turismo