Cavalos vão ajudar na terapia de crianças da Apae

Espaço cedido por empresário será o primeiro centro de equoterapia de Nova Friburgo
sexta-feira, 29 de julho de 2016
por Jornal A Voz da Serra
Foto de capa
Crianças e jovens com deficiência e necessidades especiais receberão tratamento terapêutico com cavalos (foto: Lúcio Cesar Pereira)

Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) inaugurou na tarde da última quinta-feira, 28, o Centro de Equoterapia Maria Vieira de Aguiar, na loteamento Barroso, distrito de Amparo. O espaço foi cedido e adaptado pelo empresário Jorge Aguiar, da empresa de transporte e turismo Caminhos Dourados, e oferecerá, de forma gratuita, atendimento terapêutico com cavalos para crianças e jovens com deficiência e necessidades especiais. 

O Centro de Equoterapia está localizado em uma área com extensão total de 27.750 metros. Além do espaço para uso com os cavalos, o lugar conta ainda com uma estrutura de cinco cômodos; cozinha, dois banheiros, sendo um adaptado para deficientes, um quarto com duas camas e um local para o armazenamento da ração dos animais, da raça mangalarga. 

A equipe que realizará o tratamento da equoterapia é composta por três funcionárias da Apae; uma fisioterapeuta e duas psicólogas. As profissionais realizaram um curso preparatório para implementar o método terapêutico, que consiste no uso do animal para que os pacientes se desenvolvam física e psiquicamente, já que a atividade de andar a cavalo exige a participação de todo o corpo, através do uso da força muscular, coordenação motora, noção de espaço e de equilíbrio. A interação com o animal trabalha ainda as formas de socialização, autoconfiança e autoestima.

Em meio a muita emoção o empresário Jorge Aguiar falou sobre a iniciativa: “Sempre tive vontade de ajudar as pessoas. A ideia de criar um centro de equoterapia surgiu há três anos. Eu estava passando por um problema de saúde, fiquei alguns dias internado e, no hospital, me sensibilizei ao ver um menino em uma cadeira de rodas. Na época, a mãe do garoto me disse que o médico havia indicado como tratamento a equoterapia, mas que ela não sabia onde fazer. Foi assim que decidi ajudar crianças com deficiência física ou algum tipo de necessidade especial”, disse Jorge acrescentando que a escolha do centro de equoterapia não poderia ser mais adequada, já que ele gosto e cria cavalos.

A coordenadora e procuradora da Apae em Nova Friburgo, Maria das Dores Mello Pacheco, em discurso agradeceu o empresário: “Estou muito feliz. É como receber um grande presente. Tenho certeza que esse tratamento, além dos que já são realizados pela nossa equipe na sede da instituição, ajudará muito no desenvolvimento das crianças que hoje atendemos”, afirmou. 

Quem também prestigiou a inauguração do Centro de Equoterapia foi o comandante do 11º BPM, coronel Carlos Eduardo Hespanha. “É uma grande iniciativa. Já conheço esse tratamento, pois a polícia, através do 20º BPM, também realiza esse trabalho. O retorno, com certeza, será muito positivo para os jovens”, destacou ele. 

A ração, o funcionário para cuidar dos animais e as despesas do local, como luz e água, serão arcadas pelo empresário. A gestão do Centro de Equoterapia, entretanto, ficará sob responsabilidade da Apae. Segundo Dorinha, o espaço também estará a disposição de outras entidades sociais de Nova Friburgo e municípios vizinhos. 

LEIA MAIS

Doações para a Apae foram recolhidas por voluntários em cerca de 10 horas de trabalho

O ano de 2016 guardará uma memória especialíssima para Jeffrey, Silvana, Juliana, Matheus, Otávio e Ezequiel

Em fase final de preparação para a Liga Fluminense de Futebol Americano, o Nova Friburgo Yetis fez um belo touchdown de solidariedade

Publicidade
Agora Faz
TAGS: Apae