Casa Suíça apresenta projeto “200 anos da Imigração Suíça” para empresários

Iniciativa busca apoio do setor comercial para comemorações que incluem o “Agosto Suíço”
sábado, 12 de janeiro de 2019
por Paula Valviesse (paula@avozdaserra.com.br)
Representantes da colônia suíça no hasteamento das bandeiras em 2018 (Arquivo AVS)
Representantes da colônia suíça no hasteamento das bandeiras em 2018 (Arquivo AVS)

 

No ano em que celebra os 200 anos da imigração Suíça para Nova Friburgo, a Associação Nova Friburgo-Fribourg, busca apoio para realizar os eventos comemorativos, previstos até 2020. Será apresentado na próxima segunda-feira, 14, às 18h, para os empresários locais, o projeto desenvolvido pela Colônia Suíça no município, que inclui as atividades do “Agosto Suíço”, shows e viagens. A reunião será na sede da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Nova Friburgo.

Segundo o presidente da Colônia Suíça, Geraldo Thuler, algumas iniciativas previstas no projeto já foram realizadas no ano passado, como o hasteamento das 14 bandeiras, que representam os cantões participantes da imigração suíça para o município. Mas outras precisam de aprovação, além do apoio de empresários do setor comercial: “Nosso ano será de muitos desafios. Já preparamos a programação que será apresentada ao grupo, para atrair apoiadores”, afirma o presidente.

O pré-lançamento do projeto “200 anos da Imigração Suíça”, aconteceu em novembro de 2018. Na ocasião, o presidente destacou que além das bandeiras dos cantões, a associação está confeccionando uma bandeira que mescla as cores da Suíça e do Brasil, de 20 metros de largura, para ser hasteada na Pedra do Imperador.

“Nossa proposta ao lembrar o primeiro grupo de imigrantes, que em 19 de novembro de 1819 chegou ao Morro Queimado, é marcar as origens. Uma das atividades será a viagem histórica, organizada pela associação. Em julho estaremos na Holanda, na cidade de onde embarcaram os colonos”, contou Geraldo.

Parte do projeto, a viagem que tem como tema “O Trajeto do Imigrante”, reúne entusiastas e descendentes de imigrantes e também será discutido na reunião com os empresários:

“A viagem é aberta a todos que quiserem participar, sendo necessário um cadastro junto à associação para fazer parte do grupo. São vários roteiros, de longa e curta duração. Mais informações sobre os percursos e valores com a agente de viagens Fátima, pelos telefones (22) 2523.7973 ou (22) 99946.6497”, explica.

Outro destaque são as celebrações do “Agosto Suíço”, com previsão de cortejos de lanternas no dia 1º, que é o Dia Nacional da Suíça no Brasil, competições envolvendo atletas das duas nacionalidades, exposições e shows de talentos. No projeto está também a organização de uma exposição itinerante da maquete de um dos navios em que os imigrantes viajaram e a comemoração dos 34 anos de fundação do Instituto Nova Friburgo-Fribourg.

 

LEIA MAIS

Domingo, 17 de fevereiro, celebra o Dia da Amizade Suíço-Brasileira

De aluna em intercâmbio a intérprete do presidente e histórias de um descendente "desligado"

Famílias inteiras e primos que nunca se viram trocam vivas e choros de emoção

Publicidade
TAGS: 200 anos