Carmo perde ex-prefeito Esperidião Calil Filho, aos 78 anos

Ele governou a cidade durante as décadas de 1970, 80 e 90
terça-feira, 23 de julho de 2019
por Jornal A Voz da Serra
Carmo perde ex-prefeito Esperidião Calil Filho, aos 78 anos

Morreu nesta segunda-feira, 22, em Nova Friburgo, o ex-prefeito do Carmo Esperidião Calil Filho, aos 78 anos. O político lutava contra um câncer no esôfago, e não resistiu à doença. O corpo está sendo velado nesta terça-feira, 23, no distrito de Córrego da Prata, no Carmo, onde também será sepultado às 17h. 

Esperidião nasceu no Carmo numa família de imigrantes libaneses que se estabeleceu no Córrego da Prata. Pecuarista, em 1971 entrou para a política ao ser eleito vereador da cidade. Foi prefeito do município por dois mandatos, entre 1973 a 1977 e 1982 a 1988, conforme informa o site da Prefeitura do Carmo. 

Após concluir o segundo mandato em 1988, ele veio morar com a família em Nova Friburgo, mas continuou atuando na política carmense. Entre 1992 e 1996, atuou como vice-prefeito do Carmo durante os mandatos dos ex-prefeitos José Carlos Soares e Sérgio Luiz Peres Soares. 

Próximo do ex-vice-governador do Rio, Francisco Dornelles, Esperidião Calil Filho viveu com a família em Friburgo por mais de 30 anos. Ele estava internado no Hospital Unimed, onde morreu. O político deixa a esposa Elisa Miranda Calil; dois filhos, Leusa Calil Montenegro e Espiridião Calil Neto; e duas netas. 

A VOZ DA SERRA transmite à família o mais sincero pesar. 

 

LEIA MAIS

Jovem suíço fez carreira na Haga e ajudou a fundar a Stam, tornando-se um empresário reverenciado

Graças a ele, jovens da zona rural ganharam escola com pedagogia para aqueles que trabalham na terra

Segundo o irmão dela, o ex-vereador Edil Nunes de Barros, ela foi infectada em Teresópolis, onde internou-se para cirurgia

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: obituário