Buraco em via alternativa impede o vai e vem de pedestres

Moradores construirão uma ponte na travessia que liga Duas Pedras à Chácara do Paraíso
sexta-feira, 08 de abril de 2016
por Alerrandre Barros
Foto de capa
O trecho desabou na via que liga Duas Pedras ao acesso à Chácara do Paraíso (Foto: Lúcio César Pereira)

Moradores farão um mutirão no próximo domingo, 10, para construir, por conta própria, uma ponte de madeira na travessia que liga o trevo de Duas Pedras ao acesso à Chácara do Paraíso. Há mais de um mês uma chuvarada elevou o volume do Córrego dos Inhames e provocou o desmoronamento de um trecho da via, atrás do posto de vistoria do Detran, usada como alternativa por pedestres para chegar mais rápido às avenidas Nossa Senhora do Amparo e Governador Roberto Silveira.

“Nós vamos reunir uma turma para construir uma ponte no trecho, porque não dá mais para ficar esperando que resolvam o problema. Amigos já cortaram e separaram eucaliptos que vamos usar para montar a ponte. Depois, vamos cozinhar um galo para comemorar”, diz o auxiliar de pedreiro, Alexsandro Fernandes.

A passagem estreita não costuma ser usada por Alexsandro, nem pelo amigo dele, Rodrigo Siqueira, mas os dois contaram que quando o trecho desabou, a via, que se assemelha a uma calçada, foi parcialmente interditada com fita zebrada, mas moradores da região continuaram a usar o local para reduzir o tempo que levariam entre um bairro e outro da zona norte de Nova Friburgo.

“A Secretaria Municipal de Obras e a Defesa Civil sabem que existe esse buraco. A Águas de Nova Friburgo também, porque há um cano solto sobre o córrego. Mas um fica um empurrando o caso para o outro, e não resolvem o problema”, reclama Rodrigo.

No trecho onde ocorreu o desmoronamento, ao lado de um terreno baldio, o mato cresce. Agora não dá mais para caminhar pela passagem porque o buraco já ocupa toda a largura da via. Apesar de a cratera estar aberta há quase dois meses, não há qualquer sinalização indicando que o local é perigoso e que está interditado.

Na manhã desta quinta-feira, 7, Fabiana Dutra andou cerca de um quilômetro e meio para encontrar os filhos na rodoviária norte, em Duas Pedras. Se a passagem não estivesse interditada, ela teria caminhado 200 metros para chegar ao terminal. “Mas, por causa do buraco, eu tive que passar pelo Curral do Sol. Foram mais de 20 minutos andando. Antes eu levava menos de cinco minutos”, conta a moradora do bairro Nova Suíça.

Em nota a Águas de Nova Friburgo informou que a obra no trecho não é responsabilidade da concessionária. A empresa ainda esclareceu que a rede de fornecimento de água exposta pelo buraco foi desativada após o incidente, mas não foi ela que provocou o desmoronamento da via. “Trata-se de escorregamento da margem do rio em função de grande volume de chuva no período com consequente deslizamento do muro de sacaria existente”, reforça a nota.

Por sua vez, a Prefeitura de Nova Friburgo informou que “o secretário de Obras Jeferson Pires Aragão, que acaba de assumir a pasta, encaminhou um ofício para a Águas de Nova Friburgo e que o problema deve ser resolvido em breve”.

LEIA MAIS

Motorista perdeu controle de Fiat, que invadiu pista contrária e bateu de frente em clínica veterinária próxima ao Country. Veja a sequência do resgate

Matéria foi aprovada em segunda discussão no dia 25 de abril, e será apreciada pelo prefeito ainda este mês

Infrações aparentemente comuns passam despercebidas pela população

Publicidade
Agora Faz