Braunes: mudanças de trânsito deixam motoristas confusos

Alteração no sentido de mão das principais ruas divide opiniões, mas prefeitura mantém experiência
terça-feira, 09 de outubro de 2018
por Jornal A Voz da Serra
O trânsito passa a só subir na Rua Visconde de Itaboraí (Fotos: Henrique Pinheiro)
O trânsito passa a só subir na Rua Visconde de Itaboraí (Fotos: Henrique Pinheiro)

As mudanças no sentido do trânsito em algumas ruas do bairro Braunes já começaram e causaram um nó nas cabeças dos motoristas que trafegam por lá. Apesar das novas placas de sinalização e a presença de agentes da Secretaria de Mobilidade Urbana em locais estratégicos para auxiliar o trânsito, muita gente se confundiu e não disfarçou o descontentamento.

A todo instante os agentes eram parados por motoristas para passar orientações. Alguns deles, demonstravam ali mesmo a insatisfação com a mudança. As alterações dividem opiniões no bairro. Alguns moradores de ruas localizadas na parte alta do bairro se manifestaram a favor das mudanças, enquanto alguns moradores de ruas no início do bairro reprovaram as alterações.

À revelia da vontade de mais de 650 moradores que (até a manhã da última sexta-feira, 5) já haviam aderido a um abaixo-assinado contra a medida tomada pela prefeitura, as alterações entraram em vigor por um prazo experimental de 60 dias. As principais reclamações – fora as mudanças – eram com relação à sinalização. Em alguns locais, faltavam placas indicando ser proibida a passagem e outras indicando o sentido correto. Além disso, a área residencial divide espaço com a Universidade Estácio de Sá e a grande circulação de estudantes. Sem saber das alterações, muitos estudantes se expuseram ao risco de atropelamento ao atravessarem as ruas, como observou o morador Fábio Areias.

“Estamos acostumados a andar observando um determinado sentido de carros, agora temos que ficar atentos porque ora a rua é de mão dupla, ora é mão única e isso implica, também, no sentido de direção nas ruas paralelas e transversais. Antes a gente olhava para a direita e agora precisa olhar pra esquerda, antes de atravessar determinada rua. Ficou confuso. É preciso uma faixa de pedestres e quebra-molas, em alguns pontos, para que os motoristas dirijam a uma velocidade adequada ao ambiente e que respeitem a nossa passagem”, declarou.

Uma das motoristas, ao avistar a equipe de reportagem, sem se identificar, manifestou-se contrária à mudança. “Só pode favorecer a uns poucos, porque não vejo ninguém concordando com essa alteração”, reclamou. Outro motorista sugeriu que, ao invés da alteração, fosse proibido o estacionamento ao longo da Rua Sara Braune. “É uma coisa simples. Se a rua fica engarrafada é só proibir os motoristas de estacionarem aqui, liberando assim mais espaço para o tráfego em mão dupla”, sugeriu.

O que diz a prefeitura?

A Prefeitura de Nova Friburgo informa que agentes de trânsito estão na localidade mencionada, nos pontos estratégicos, para orientar motoristas e transeuntes neste primeiro momento, que é a fase de adaptação.

Em paralelo a isto, estão sendo identificados os pontos que, por alguma razão, podem trazer alguma dificuldade aos moradores e, sendo assim, devem receber sinalização, seja com placas ou faixas de pedestres.   

A respeito das ruas esburacadas, está em andamento um cronograma feito pela Secretaria de Obras para que se façam os reparos necessários nelas com a Operação Tapa Buracos.

 

LEIA MAIS

Últimas placas, as de final 9, têm prazo entre 1º de fevereiro (valor total) e 9 de março (parcelado)

Durante audiência pública, a maioria dos participantes demonstrou aceitação às mudanças

Validadores deverão ser atualizados até 2020 para aceitarem pagamento também por meio de celulares

Publicidade
TAGS: Trânsito