Após noite de eclipse, madrugada de ventania em Friburgo

Ciclone extratropical na costa derruba de novo temperaturas, que voltam a subir aos poucos até o fim de semana
quarta-feira, 17 de julho de 2019
por Adriana Oliveira (aoliveira@avozdaserra.com.br)
Após noite de eclipse, madrugada de ventania em Friburgo

Um ciclone extratropical formado na costa da Região Sudeste, derrubou, mais uma vez, as temperaturas em Nova Friburgo e provocou fortes rajadas de vento durante a madrugada. Nesta quarta-feira, 17, a mínima deve ficar em 6 graus, porém subir, gradativamente, durante a semana, chegando a 11 graus no domingo. A quarta amanheceu com uma densa camada de nuvens sobre o Caledônia (foto abaixo, de Adriana Oliveira).

A queda na temperatura coincidiu com a noite de um eclipse lunar parcial visto em todo o Brasil. O fenômeno ocorre quando Sol, Terra e Lua se alinham e o planeta faz sombra sobre o satélite. O último eclipse lunar do ano  pôde ser visto desde as 17h desta terça, 16, até cerca de 20h. 

O ciclone provocou ventos de até 77km/h na capital fluminense. Em Friburgo, não há informações oficiais sobre a velocidade do vento, que teria derrubado um sinal de trânsito na Ponte da Saudade. Segundo o Climatempo, esse ciclone se afasta da costa do Sudeste no decorrer desta quarta, mas ainda provoca ventos que deixam o mar agitado, com ressaca e ondas de até três metros.

Veja outra foto do eclipse, clicado pela leitora Renata Nicolas:

LEIA MAIS

Estado do Rio está sob efeito do "ciclone bomba" que causou estragos, destruição e dez mortes no Sul do país na terça

Inverno na serra pede lareira em casa. Confira opções de lenhas e lareiras disponíveis no mercado

Queda de temperatura não deve ser das mais intensas, não descendo abaixo dos 13 graus, segundo o Climatempo

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: Clima