Após morte de família, DER-RJ reforça sinalização na Serramar

Trecho entre ponte de Santa Luzia recebeu novas placas, mas ainda precisa de obras
terça-feira, 27 de junho de 2017
por Alerrandre Barros
Foto de capa
Uma das placas instaladas próximo ao local do acidente (Foto de leitor)

Dias depois do acidente que matou uma família em uma curva perigosa da RJ-142 (Estrada Serramar), o Departamento de Estradas de Rodagem (DER-RJ) instalou novas placas de sinalização no trecho da ponte sobre o Rio Macaé, onde o veículo caiu na localidade de Santa Luzia, na divisa de Nova Friburgo com Casimiro de Abreu.

As placas foram instaladas ao longo da última semana, segundo o órgão, e a cem metros alertam os motoristas sobre a ponte, as curvas estreitas e o alto índice de acidentes na região. Já existiam duas placas, em ambos os sentidos da rodovia estadual, que determinam velocidade máxima de 30km/h.

A ponte estava, nesta segunda-feira, 26, com guarda-corpos quebrado e precisa de obras de manutenção, mas o DER-RJ informou que não tem recursos para realizar os serviços devido à crise no estado. Por isso, moradores de Santa Luzia fecharam com pneus, por conta própria, o ponto por onde o carro com a família de Nova Friburgo caiu.

Maycon dos Santos, de 35 anos, Tatiana Vieira Ferreira, 32, e Catrine Ferreira dos Santos, 6, estavam voltando, na noite do dia 17 de um passeio à praia na Região dos Lagos, quando o carro em que eles estavam desceu a ribanceira ao lado da ponte e caiu, por volta das 20h, no Rio Macaé, na altura do quilômetro 33 da rodovia estadual.

Os corpos foram resgatados somente na manhã de domingo, 18, após sete horas de buscas feitas por dez militares e três mergulhadores dos quartéis de Casimiro e Rio de Janeiro. Uma perícia foi realizada no local por agentes da 121ª DP. O laudo do Instituto Médico Legal (IML) ainda não saiu. O corpos foram enterrados em Conselheiro Paulino.

Perigo
Outros três acidentes com menor gravidade aconteceram na ponte, nesta segunda-feira, 26, segundo moradores. O problema se repete quase todos dias. No fim da última semana, circulou pelas redes sociais fotos de um carro preto destruído e caído no mesmo local onde ocorreu o acidente com a família. A queda do veículo, porém, não foi registrada pela Polícia Rodoviária nem pelo Corpo de Bombeiros de Casimiro.

 

LEIA MAIS

Ele teria perdido controle da direção, carro capotou e caiu em ribanceira na Estrada de Dona Mariana

Ele teria se desequilibrado ao fazer reparo em telhado de edifício na Rua Rodolfo Albino

Arlete da Silva Cabral era avó de menino que sobreviveu. Bombeiro, que também morreu, tinha epilepsia

Publicidade
Agora Faz
TAGS: Serramar | acidente