Ambulância volta a atender São Pedro e Lumiar

UTI móvel retornou 11 dias após morte de turista que ficou sem receber socorro
quinta-feira, 29 de março de 2018
por Alerrandre Barros (alerrandre@avozdaserra.com.br)
A ambulância de volta ao posto (Foto de leitora)
A ambulância de volta ao posto (Foto de leitora)

O posto de saúde do distrito de São Pedro da Serra voltou a contar com uma ambulância para atender a comunidade e também o distrito vizinho de Lumiar. O veículo está no pátio da unidade desde a última quarta-feira, 28, 11 dias depois da morte de um turista carioca, que teve que ser transportado em um carro particular para o Hospital Municipal Raul Sertã, a mais de 30 quilômetros de distância, devido a falta de uma ambulância na região. O turista morreu a caminho.   

Com o retorno da ambulância, os moradores e turistas dos dois distritos de Nova Friburgo terão transporte adequado em casos de urgência, sobretudo nos fins  de semana e feriados, quando o posto de saúde de São Pedro da Serra não funciona. De acordo com o secretário municipal de Saúde, Christiano Huguenin, em breve, o distrito de Lumiar também receberá um veículo próprio. “Logo que a outra UTI móvel estiver consertada, o Projeto Verão (que conta com uma ambulância em Lumiar nos fins de semana), se estenderá para o ano inteiro”, completou o secretário de Saúde.

No último dia 17, o turista Antônio Marcos Bezerra de Souza, de 39 anos, passou mal durante uma visita com a família à Praça João Heringer, em São Pedro da Serra. Sem ambulância, ele teve que ser levado por moradores para o Hospital Municipal Raul Sertã. Ele teria sofrido uma parada cardiorrespiratória.

De acordo com a Associação de Moradores e Amigos do distrito de São Pedro da Serra (Amasps), vários contatos foram feitos com as unidades de saúde da região em busca de uma ambulância, mas nenhuma foi encontrada. Se acionados, os bombeiros levariam cerca de 40 minutos para chegar ao distrito e mais outros 40 minutos para levar o turista até o hospital no Centro.

Além de moradores, a Associação do Comércio e da Indústria de São Pedro da Serra (Acisps) considerou a morte um fato gravíssimo, não por ser de um turista, mas por tratar-se de uma pessoa que morreu diante da família a 30 segundos a pé do posto de saúde, que estava fechado, e sem ambulância. “Nós não podemos continuar a ser tratados como cidadãos de segunda classe”, criticou o presidente da Acisps, João Carlos Leal.

 Na ocasião, a Secretaria Municipal de Saúde informou que veículo que foi colocado para prestar apoio às duas localidades turísticas precisou ser realocado para transportar a grande demanda de pacientes em tratamento no Rio de Janeiro e também no hospital de Paraíba do Sul. A morte do turista carioca, no entanto, era uma tragédia anunciada. Há anos moradores de São Pedro da Serra e Lumiar pedem um serviço de urgência que funcione 24 horas na região. A queixa vem, pelo menos, desde 2015, quando uma base do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) chegou a ser anunciada para a RJ-142 (Estrada Serramar), mas o espaço foi desativado antes mesmo de começar a funcionar.

Outra demanda é o posto de saúde de Lumiar, que precisa de reforma. Segundo a presidente da Associação de Moradores e Amigos de Lumiar (Ama Lumiar), Sílvia Faltz, a reforma já está autorizada e com R$ 140 mil liberados, mas a prefeitura precisa fazer uma licitação para contratar uma empresa que realize a obra.

Em nota, a Prefeitura de Nova Friburgo informou que o edital para a reforma do posto de Lumiar já foi entregue à Secretaria de Saúde e está aguardando os pareceres da Controladoria Geral e da Procuradoria, para que o processo administrativo retorne e a licitação seja realizada.

 

LEIA MAIS

Documento com mais denúncias da Câmara sobre falta de insumos, medicamentos e equipe médica será enviado ao MP

Situações encontradas serão descritas em relatório que será entregue à prefeitura e à Justiça

Amma espera receber mais de 600 pessoas nesta edição do evento, previsto para 10h deste sábado

Publicidade
TAGS: saúde