Álvaro Ottoni chega ao seu trigésimo livro em 37 anos de carreira

Escritor infanto-juvenil radicado em Nova Friburgo e premiado no Brasil e no exterior lança “Meu amigo medo”
sexta-feira, 10 de agosto de 2018
por Alerrandre Barros (alerrandre@avozdaserra.com.br)
Foto de capa

“Meu amigo medo”, trigésimo livro infanto-juvenil do escritor Álvaro Ottoni, será lançado neste sábado, 11, no Rio de Janeiro. A obra do escritor carioca radicado em Nova Friburgo conta a história do menino Bruno, que acaba de se mudar: rua nova, em uma cidade de outro estado. Escola nova, amigos novos. E o medo?

“Medo de não se adaptar? De não ser aceito, de não corresponder às expectativas? Mas... e se fossemos capazes de conversar com o nosso próprio medo? E se o medo estivesse, na verdade, nos mostrando aquilo que ainda não havíamos percebido? E se ele estivesse nos mostrando a verdade? E se o medo fosse, na verdade, nosso amigo?”, provoca Ottoni.

Com 142 páginas e ilustrações da friburguense Mariana Mattos, o livro chega junto com os 37 anos de carreira de Álvaro. Tem prefácio assinado pelas filhas dele, a atriz Cacá Ottoni e a escritora, e também atriz, Elisa Ottoni. Cacá destaca que o autor, aos 65 anos, está no auge da infância plena, pois “a idade avança, mas a criança que existe e resiste no Álvaro aumenta e a imaginação dele”.

Já Elisa sublinha que o processo de transformação é algo muito presente na literatura de seu pai, e que ele o faz sem didatismo e sim com afeto e horizontalidade. “Meu amigo medo” é de uma riqueza incontestável, fala de sentimentos muito íntimos com delicadeza e inteligência”, disse a filha de Ottoni.

Premiado no Brasil e no exterior, Álvaro tem o título de cidadão friburguense e integra, desde 2008, a Academia Friburguense de Letras (AFL). Estreou em 1981, com o livro “A árvore que fugiu do quintal”, obra que já se encontra na 24ª edição. O livro teve, inclusive, uma adaptação bem sucedida para o teatro.

Entre os seus livros mais conhecidos estão, “O peixe que não sabia nadar”; “Quando o coração recebe visita”; “O pato pastel”; e “Quem mora aqui, quem mora lá”. O antropólogo Darcy Ribeiro disse uma vez que “Os livros do Álvaro são perigosos. Lendo-os voltamos a ser crianças”. E o homenageou com o nome da sala de leitura do Ciep Nação Rubro Negra, no Leblon. Álvaro também nomeia uma rua no município de Lençóis Paulista, interior de São Paulo, terra de seu saudoso amigo Orígenes Lessa.

Além de escritor, educador e contador de histórias, Ottoni oferece oficinas para o despertar do prazer da leitura e da escrita. Também, em workshop, apresenta para professores “O afeto e o olhar na educação”, tem desenvolvido o escritor Rubem Alves, em universidades e instituições educacionais pelo país afora.

 A festa de lançamento de “Meu amigo medo” vai acontecer no Espaço Terra, Rua das Laranjeiras, 125, no bairro Laranjeiras, Zona Sul do Rio, a partir das 16h. Em Nova Friburgo, a obra também será lançada, ainda este mês, na AFL. Em setembro, o lançamento vai ocorrer no distrito de Lumiar. As datas serão divulgadas. Outras sessões estão previstas para mais cidades do país.

Publicidade
TAGS: