Alexandre Cruz: “Câmara vai continuar dando governabilidade”

Em balanço de 2017, presidente da Casa lamenta crise no governo Bravo e devolve R$ 1,6 milhão do orçamento ao município
quinta-feira, 21 de dezembro de 2017
por Alerrandre Barros
Alexandre Cruz em seu gabinete (Foto: Alerrandre Barros)
Alexandre Cruz em seu gabinete (Foto: Alerrandre Barros)
O presidente da Câmara Municipal de Nova Friburgo, vereador Alexandre Cruz (PPS), disse nesta quinta-feira, 21, que o Legislativo vai continuar dando as condições necessárias para que o prefeito Renato Bravo execute os planos de governo “que melhorem a vida da população”. Com maioria na casa, Bravo conseguiu que os  vereadores aprovassem cerca de 41 projetos de autoria do Executivo este ano.

Com maioria na casa, Bravo conseguiu que os vereadores aprovassem cerca de 41 projetos de autoria do Executivo este ano
“Brincavam comigo: você é situação ou oposição? Eu estou presidente da Câmara e tenho que dar condições de trabalho aos vereadores e governabilidade ao prefeito para ele fazer o melhor para a cidade. Estivemos juntos em algumas ocasiões e sempre disse ao prefeito que jamais faria dessa casa um lugar de troca. Acho que o próximo ano vai ser um ano melhor, porque o estado começa a dar sinais de recuperação”, comentou.

Para Alexandre Cruz, o primeiro ano do governo Bravo “teve altos e baixos”, principalmente por causa da crise econômica, que derrubou a transferência de recursos para Nova Friburgo e a arrecadação interna de impostos nos últimos dois anos. Ele também lamentou a nova crise política que se instaurou na Secretaria Municipal de Saúde, uma das principais pastas do governo, esta semana.

Na quarta-feira, 20, a Justiça Federal mandou Renato Bravo afastar do governo a secretária de Saúde, Suzane Menezes, e a secretária-executiva da pasta, Michelle de Oliveira, acusadas pelo Ministério Público Federal (MPF) de fraudar e superfaturar um contrato para esterilização de materiais no Hospital Raul Sertã e na Maternidade Dr. Mário Dutra. A Polícia Federal fez buscas e apreensões na secretaria. As duas foram depor na delegacia da PF, em Macaé.  

“É lamentável o que aconteceu e desejo que Justiça seja feita o mais rápido possível. Desejo toda sorte do mundo ao prefeito e a equipe. Espero que o momento difícil que estamos vivendo agora possa ser superado. A Câmara é muito consciente do seu papel e vai continuar ajudando o governo no que for”, disse o presidente da Câmara.

Na coletiva de imprensa, Cruz também fez uma avaliação positiva do seu primeiro ano à frente Legislativo. Comemorou a realização do concurso público, cujos classificados devem começar a tomar posse nos cargos no primeiro semestre de 2018 e afirmou que a Câmara fez economia de 20% nas compras através dos pregões eletrônicos e com a adoção de filtros de água em vez de galões. Ele adiantou que a casa vai receber iluminação à LED no próximo ano, que deve reduzir em 45% os cursos com energia elétrica.

O presidente do Legislativo friburguense também mostrou o sistema de monitoramento interno por câmeras que filmam áreas de uso comum do prédio. Também falou sobre a nova pintura da casa, que agora é verde e azul e afirmou que mudanças na entrada principal melhoraram a mobilidade no prédio. A Câmara, que antes funcionava das 13h às 18h, agora atende o público das 8h30 às 18h30, com exceção das terças e quintas-feiras, quando o horário é estendido devido às sessões ordinárias.

“Além dos projetos do Executivo, 921 projetos dos vereadores, entre requerimento de informação, projeto de indicação legislativa, projetos de lei e audiências públicas, também foram votados. Nem dez ficaram nas comissões para o próximo ano. A casa esteve cheia. Cerca de 40 eventos de entidades foram realizados no plenário ou no salão nobre este ano, tudo dentro da legalidade”, garantiu.

Cruz também comemorou a criação da comissão especial que cuida da atualização da Lei Orgânica do Município (LOM), que deve ser aprovada até 16 de maio de 2018, quando Nova Friburgo comemora o bicentenário. Audiências públicas sobre a LOM são realizadas pelo Legislativo. O presidente ainda disse que planeja manter o Câmara Itinerante, que este ano visitou dez regiões da cidade, além do Câmara Jovem.

Biblioteca e R$ 1,6 milhão

Para o próximo ano, Alexandre disse que deseja manter as comissões da Câmara como estão, fazendo apenas pequenas modificações. “Elas funcionaram bem. Em momento algum sentaram em cima de projetos”. Também comentou que planeja, junto com o secretário de Cultura, Marcos Marins, transferir a Biblioteca Pública Municipal Maria Margarida Liguori do primeiro andar da Câmara para algum prédio no trecho conhecido como Corredor Cultural, ao lado da Praça Getúlio Vargas.

Na tarde desta quinta-feira, 21, ele devolveu ao cofres do município, em cerimônia no gabinete do prefeito Renato Bravo, pouco mais de R$ 1,6 milhão que a Câmara economizou do orçamento de R$ 12 milhões previsto para este ano. Em outubro, do montante devolvido, R$ 700 mil já haviam sido adiantados a pedido Bravo, devido à falta de recursos. O governo não informou como pretende usar o dinheiro. Na ocasião (foto acima), Alexandre Cruz também entregou ao prefeito nove leis aprovadas na sessão extraordinária realizada na última terça-feira, 19.

Publicidade
TAGS: