Alerta da Defesa Civil: verão friburguense deverá ser de muita chuva

Sol quase não tem aparecido e clima instável já dura cerca de três meses
segunda-feira, 05 de novembro de 2018
por Guilherme Alt (guilherme@avozdaserra.com.br)
Alerta da Defesa Civil: verão friburguense deverá ser de muita chuva

 

Está difícil o sol permanecer o dia todo na serra. Nos últimos meses Nova Friburgo se tornou uma cidade predominantemente cinza. Embora o período chuvoso tenha ajudado bastante as lavouras e evitado as terríveis queimadas que todos os anos destroem grande parte das nossas encostas, as chuvas intermitentes também trazem os perigos já conhecidos da população, principalmente os moradores das áreas de risco, que tiveram o temor de enchentes e deslizamentos mais cedo este ano. A previsão não é das melhores: o  tempo frio que insiste em rondar pela cidade deve ficar permanecer por aqui mais tempo, de acordo com os sites de meteorologia e as chuvas não devem cessar tão cedo.

Segundo o secretário municipal de Defesa Civil, João Paulo Mori, a chuva que vem caindo em Nova Friburgo ao longo dos últimos três meses não era esperada e o período é considerado atípico, já que a estação atual é a primavera, época de transição entre o inverno (seco) e o verão (chuvoso). Isso configura o cenário como preocupante, já que o acumulado de chuvas em novembro está acima do ideal.

A projeção para a estação mais quente do ano não é das mais agradáveis. Àqueles que pretendem frequentar cachoeiras, piscinas e pegar um bronzeado vão ter dificuldade, segundo o coronel Mori. “Para o próximo verão, a tendência é de um período mais chuvoso do que nos anos anteriores”, contou. O clima instável preocupa o órgão. Moradores das regiões consideradas de risco podem ser os mais afetados com as chuvas. “Há uma preocupação com essa parcela da população e justamente por isso reforço a importância de todos estarem atentos aos alertas da Defesa Civil, seja por mensagens de SMS (enviadas para quem faz o cadastro através da central 40199), pelo alerta das sirenes ou pelos canais oficiais da prefeitura”, completou o secretário.

Semana de Redução de Riscos

A Secretaria de Defesa Civil promove este ano a Semana Estadual de Redução de Riscos de Desastres, com vários eventos. No último domingo, 25, a Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro realizaram um simulado de desocupação em comunidades vulneráveis, que envolveu 17 órgãos estaduais e municipais, cerca de 500 agentes e voluntários e aproximadamente 2.300 famílias. A atividade foi realizada, simultaneamente, em onze municípios. Em Friburgo, a ação aconteceu no bairro Ponte da Saudade, onde moradores foram orientados a deixarem suas casas e se dirigirem ao ponto de apoio (a Escola Dante Magliano) ao receberem o aviso da possibilidade de deslizamentos e chuvas fortes através de uma sirene móvel.

Na última terça-feira, 27, aconteceu um treinamento no aeroporto internacional Tom Jobim, no Rio. Nesta quarta-feira, 28, foi apresentada a matriz de atividade e responsabilidade para resposta a emergências envolvendo barragens, no Inea (Instituto Estadual do Ambiente), também na capital do estado.

A operação fez parte do calendário de ações alusivas ao Dia Estadual de Redução de Riscos de Desastres, celebrado nesta quinta-feira, 29. A secretaria coordenou as estratégias de monitoramento e o envio de alertas por SMS, entre outras atividades. O exercício teve como objetivo a mobilização preventiva dos moradores de áreas de risco.

“As pessoas foram orientadas por agentes a deixar suas casas e seguir para pontos de apoio. Nossa missão é estimular a cultura de prevenção, reduzindo os riscos perante situações emergenciais decorrentes de chuvas e inundações – afirmou o secretário de Defesa Civil e comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Roberto Robadey Júnior.

Escolas

Ainda nesta quinta-feira, foram promovidos exercícios de desocupação de escolas em todo o estado. Os alunos e professores foram orientados sobre a prevenção e o escape em caso de acidentes diversos e incêndios. No dia 5 de dezembro, a Defesa Civil vai promover o lançamento do Plano de Emergência do Estado e do Plano Verão 2019. Na ocasião, os 92 municípios fluminenses vão conhecer o planejamento da Defesa Civil do estado para enfrentamento de ocorrências envolvendo chuvas fortes ao longo do próximo ano. Também, neste dia, serão inauguradas as novas instalações do Instituto Científico e Tecnológico de Defesa Civil e do Centro de Estudos e Pesquisas em Defesa Civil, no Rio.

No dia 8 de dezembro, o quartel central do Corpo de Bombeiros será palco da formatura dos voluntários da Rede Salvar. Em 11 de dezembro, 10h, a Defesa Civil Estadual participará de um seminário sobre resposta à emergência de derramamento de óleo na Baía de Guanabara. Para fechar o calendário comemorativo, o 15º aniversário da Escola de Defesa Civil será celebrado no dia 19.

 

LEIA MAIS

Especialistas esperam que, no final dessas quase duas semanas de negociações, todas as partes reforcem seus esforços climáticos

Casa de dois andares foi desapropriada pelo Inea após tragédia de 2011, mas não havia sido demolida. Defesa Civil vistoria entorno

Ação vai marcar o Dia de Redução de Riscos de Desastres Naturais

Publicidade
TAGS: Clima | verão