Alerj lança frente parlamentar de enfrentamento ao câncer

Iniciativa pode repercutir no futuro do hospital de oncologia, na Ponte da Saudade
sexta-feira, 21 de abril de 2017
por Jornal A Voz da Serra
Foto de capa

Os deputados estaduais Wanderson Nogueira (Psol-RJ) e Ana Paula Rechuan (PMDB-RJ) lançaram nesta quarta-feira, 19, a frente parlamentar para o enfrentamento ao câncer, com o objetivo de “construir estratégias de fortalecimento da rede de tratamento e diagnóstico do câncer no Estado do Rio de Janeiro”.

O secretário estadual de Saúde, Luiz Antônio Teixeira, compareceu ao evento, que marca o início de um esforço para avaliar as políticas públicas existentes, e também indicar ações para o futuro.

A cerimônia contou com a participação de instituições como a Fundação do Câncer e o Inca, que fizeram uma apresentação geral do plano estadual de oncologia e traçaram um panorama geral da doença no Estado.

Os institutos Desiderata e Ronald McDonald também participaram, em apresentações sobre a rede de atendimento ao câncer infanto-juvenil e a importância do diagnóstico precoce.

“A mobilização em torno do câncer deve ser coletiva, por isso [criamos] essa Frente Parlamentar, que funciona como ponte, um elo. Todos que estão interessados em colaborar serão de extrema importância. Estamos convidando outros deputados estaduais e federais, além de secretários, médicos, pacientes, familiares de pessoas que estão com câncer. Todos são fundamentais nesse processo de construção”, argumentou Wanderson, que em oportunidade anterior confidenciou à reportagem de A VOZ DA SERRA que tentará envolver o hospital de oncologia da Ponte da Saudade no andamento dos trabalhos.

Já a deputada Ana Paula Rechuan defendeu que é preciso aprofundar a discussão.

“Hoje os moradores do interior do estado enfrentam longas viagens para fazer tratamento e a fila de espera de exames é muito grande. Queremos, através da frente parlamentar, contribuir para reorganização do sistema de vagas, criando um protocolo de atendimento e direcionamento de fluxo. A ideia é tornar os atendimentos mais rápidos, acessíveis e eficazes para todos.”

LEIA MAIS

Proposta do deputado Wanderson Nogueira volta agora para apreciação da Alerj

Podem participar estudantes do ensino médio da rede pública estadual

Dinheiro era dividido pela empresa que opera os bilhetes eletrônicos e a Fetranspor

Publicidade
Agora Faz
URL da notícia: