Alcateia Lobo Guará torna-se a primeira unidade escoteira de Lumiar

Grupo reúne 18 lobinhos e quatro chefes, com participação de crianças da região
quinta-feira, 05 de setembro de 2019
por Vinicius Gastin (esportes@avozdaserra.com.br)
Pequenos escoteiros participaram da cerimônia, e agora se preparam para o primeiro acampamento do grupo
Pequenos escoteiros participaram da cerimônia, e agora se preparam para o primeiro acampamento do grupo

Eles ainda são pequeninos em tamanho e idade, mas gigantes nas atitudes e no comprometimento com as causas do escotismo. Agora, de maneira oficial, o trabalho desenvolvido poderá trazer ainda mais frutos ao distrito de Lumiar e toda a região. No último dia 24 de agosto, foi fundada oficialmente a primeira unidade escoteira local no quinto distrito, a Alcateia Lobo Guará. O grupo conta com um total de 18 lobinhos, na faixa de 6 a 10 anos, e quatro chefes.

“Desde maio temos reunido os lobinhos de Lumiar e fazendo atividades ao ar livre. Em breve iremos promover o nosso primeiro acampamento. Já fizemos um mutirão de limpeza no Rio Macaé e também foram realizadas as olimpíadas do Guará, com jogos e atividades culturais com os lobinhos e suas famílias”, explica André Amador, chefe da Alcateia Lobo Guará de Lumiar.

Na ocasião da cerimônia oficial de inauguração, os lobinhos fizeram as suas promessas e receberam o lenço vermelho da Alcateia. O evento contou com as presenças de representantes da União dos Escoteiros do Brasil (UEB) Nacional e Regional, além do grupo escoteiro Anchieta, de Nova Friburgo, tradicional no município e já com muitos anos de atividades desenvolvidas.

O grupo foi criado seguindo as orientações do Ramo Lobinho da União dos Escoteiros do Brasil. Os 18 lobinhos e quatro chefes se reúnem aos sábados, na sede da APA de Macaé de Cima e na Ação Rural. Os jovens participantes do grupo são moradores da região de Lumiar, São Pedro da Serra e Boa Esperança, fato que reforça ainda mais os laços e a vontade de contribuir para a melhoria de algumas das mais belas localidades de Nova Friburgo.

O escotismo

O Movimento Escoteiro foi fundado em 1907 pelo general Robert Baden-Powell, na Inglaterra. Sem pretender trazer a rigidez militar para o Movimento Escoteiro, o oficial aproveitou os elementos positivos de fomento à camaradagem, iniciativa, coragem e autodisciplina, bem como técnicas que seriam úteis no desenvolvimento dos jovens para criar um movimento educacional.

No dia 1º de agosto de 1907, ele levou 20 rapazes para a Ilha de Brownsea, no Canal da Mancha, para realizar o primeiro acampamento escoteiro do mundo – essa era a forma que havia encontrado para testar suas ideias. Ao longo de oito dias, ele aplicou diversos ensinamentos sobre vida em equipe e ao ar livre.

O escotismo cresceu, ramificando-se também numa vertente para as meninas (em 1909) e, em 1920, com o fim da Primeira Guerra Mundial, reuniu cerca de oito mil jovens em Londres para o primeiro Jamboree Mundial, o maior evento escoteiro do mundo.

No Brasil, em 17 de abril de 1910, encerrando um ciclo de quatro anos de renovação da frota naval brasileira, o Encouraçado Minas Gerais chegou ao Brasil, vindo da Europa, com um grupo de oficiais que trazia uniformes e acessórios escoteiros, depois de acompanhar o enorme sucesso que o movimento fazia na Inglaterra.

O grupo logo se organizou para fundar a primeira associação escoteira, chamada de Centro de Boys Scouts do Brasil, no Rio de Janeiro.

A missão do escotismo é contribuir para a educação de jovens, por meio de um sistema de valores baseado na Promessa e na Lei Escoteira, para ajudar a construir um mundo melhor, onde as pessoas se realizem como indivíduos e desempenhem um papel construtivo na sociedade.

O escotismo é um movimento educacional que, por meio de atividades variadas e atraentes, incentiva os jovens a assumirem seu próprio desenvolvimento, a se envolverem com a comunidade, formando verdadeiros líderes. Os jovens são divididos conforme a faixa etária para o trabalho em todas as áreas de desenvolvimento (físico, intelectual, social, afetivo, espiritual e de caráter).

Em todo o Brasil crianças, adolescentes, jovens e adultos voluntários participam do movimento para que o escotismo ajude milhares de pessoas, com atividades que envolvem jogos, acampamentos, atividades de adrenalina, turismo ecológico, dentre outros.

Publicidade
TAGS: