Agora escola de samba, Unidos do Imperador aposta nos mistérios do Egito

Aílton Pacheco vai estrear na avenida como carnavalesco
terça-feira, 19 de fevereiro de 2019
por Guilherme Alt (guilherme@avozdaserra.com.br)

Do Alto de Olaria, ao pé da Pedra do Imperador, o barracão do antigo bloco de enredo - agora escola de samba do Grupo A, Unidos do Imperador se prepara para mais um carnaval. Desde 1991 a agremiação desfila na Avenida Alberto Braune com graça e leveza e por onde passa, empolga os foliões. Na edição deste ano, a escola, vai contar os mistérios e místicas da história egípcia. A frente da agremiação, o presidente Roberto Carlos da Silva, o Betinho, aposta no trabalho duro e união para levar mais um título.

“O importante é você ter sempre vontade de fazer e aqui tem pessoas com grande talento para isso e acreditam no que fazem. Aqui o conjunto está formado”, destacou Betinho. O planejamento, segundo o presidente, é fundamental para um carnaval de sucesso. “Aqui nós temos tudo planejado. Tivemos a oportunidade de preparar nosso carnaval com calma. Não estamos adiantados, mas tudo que foi planejado está sendo feito. Está tudo dentro dos conformes”, assegura.

A “promoção” de bloco de enredo para escola de samba, na visão de Betinho é uma boa tentativa para angariar mais recursos nos próximos anos. “No meu entender, não muda nada. O trabalho é o mesmo, a dedicação, a vontade, sempre serão as mesmas. Essa mudança veio mais para tentarmos patrocínios, mudar um pouco o carnaval do município. O Imperador sempre participou de todos os desfiles, mesmo com todas as dificuldades,  sem investidores, parte da comunidade nos apoia, mas estamos sempre aí”, diz.

Os carnavalescos Ailton Pacheco e Peter Muniz

Ailton Pacheco debuta como carnavalesco e assina com Peter Muniz toda a criação da folia da Unidos do Imperador. Juntos eles tem a responsabilidade de recolocar a agremiação no lugar mais alto do pódio. Ailton, junto com o presidente, recebeu A VOZ DA SERRA no barracão e explicou o que pretende levar para a Alberto Braune na noite do sábado de folia, dia 2 de março. “Queremos passar para o público a ideia de um carnaval bonito, rico, bem acabado e bem colorido, falando de um tema especial que é o Egito. Queremos trazer para o povo um pouco da história deste país cheio de magia. A ideia é mostrar como os egípcios viviam, seus costumes, a religião, no que eles acreditavam, explicar o porquê da mumificação”, conta Ailton.

Apesar de ser o primeiro ano como carnavalesco, o reinado de momo sempre fez parte da vida de Aílton. “Eu venho de uma linhagem de carnavalescos. Meu pai é fundador da Unidos da Saudade. Sou do bairro Ypu. Vim morar em Olaria e me apaixonei pelo bairro. Conheci a Imperatriz e passei a amá-la e idolatrá-la, tive algumas participações na escola e em algumas diretorias, além de comissões de frente. Essa é a minha primeira vez como carnavalesco, estou estreando ao lado do Peter. Apesar das surpresas e de ter a responsabilidade de criar e pensar, estou conseguindo fazer o melhor. Tudo é uma novidade, mas está saindo do jeito que planejamos”, atesta.

Ficha técnica:

G.R.E.S. Unidos do Imperador

Fundação: 19/02/1991

Endereço: Rua Cândido Pardal s/n, Alto de Olaria

Cores: verde, vermelho e branco      

Símbolo: Uma coroa aberta                           

Títulos: (4)  2000 – 2006 – 2008 - 2015            

Presidente: Roberto Carlos da Silva (Betinho)                

Diretor de Carnaval: Roberto Carlos da Silva  

Diretor de harmonia: Robertinho, Gian e Viviane

Enredo: “Do coração ao paraíso - AARU - uma viagem para a eternidade                     

Carnavalescos: Ailton Pacheco e Peter Muniz                

Samba de: Wilson Bizzar e Evandro Malandro

Intérprete: Tony Ramalho

Mestre-sala/Porta-bandeira: Matheus e Raissa

Bateria: Ritmo Quente

Ritmistas:  80 integrantes

Mestre: Tatiano Augusto

Rainha: Ana Paula

Musa: Jhenifer Andrade

Muso: Anderson Andrade

Componentes: 600

Alas: 14 alas

Alegorias: 4

Comissão de frente: coreógrafo Vini Coutinho

Colocação em 2018: 3º lugar

Ordem de desfile em 2019: 1ª

Concentração hora: 19h

Horário do desfile: 21h – 22h

Posição na concentração: Rodoviária Leopoldina

 

A letra do samba:

 

A alma, há de alcançar o infinito

O corpo, a história vai eternizar

No antigo Egito a mumificação

Unindo a ciência a religião

Aos nobres faraós a salvação

As máquinas da ressureição

As margens do Nilo ver o por do sol

Buscar o paraíso e o futuro vislumbrar

É preciso acreditar

 

Jamais perder a esperança

E um novo mundo encontrar

Esse povo é guiado pela fé

Que faz a vida eternizar

 

Oh Deus dos Mortos seu livro é o guia

Na escuridão onde a pele arrepia

Onde os guardiões irão julgar

Se o coração for leve feito a pluma

Os deuses não poderão condenar

Eu não causei sofrimento

Eu não fiz mal a ninguém

Eu não menti, eu não roubei, não enganei

 

Em nome dos deuses a lei

 

É claro que eu quero a vida eterna

Mas é preciso sempre acreditar no amor

Então quando eu partir se outra vida eu tiver

Que eu seja de novo Imperador

 

LEIA MAIS

A roxo e branco do bairro Ypu escolheu um tema africano para seu próximo desfile

No ano em que completará 10 anos no carnaval carioca, ele fará jornada dupla no Sambódromo, primeiro com a Acadêmicos do Sossego

Curiosa para saber quem era o sambista friburguense, jurada da atração do SBT usou jornal como fonte de pesquisa

Publicidade
TAGS: carnaval