Ação para o bem comum

quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018
por Jornal A Voz da Serra

A DOAÇÃO de sangue tem sido um permanente desafio das autoridades médicas para o suprimento da rede hospitalar em todo país e em Nova Friburgo não é diferente. Não se trata simplesmente de um caso de gestão e, sim, de conscientização. Sem a ação individual do homem, muitas vidas correm risco e ainda não se criou nada para substituir a solidariedade.

MUITOS pacientes correm risco de vida quando falta sangue no atendimento médico de emergência. Esta situação se agrava pelo aumento no número de veículos no município e de acidentes nas estradas durante feriados prolongados, sem falar na incidência cada vez maior da violência urbana. A falta de informação faz com que apenas 2% da população brasileira sejam doadores de sangue.

AS EMPRESAS e instituições municipais podem colaborar muito estimulando seus colaboradores para a prática da doação voluntária. Para quem promove a prática da doação, a medida criada possibilita uma ponte de interatividade com a comunidade, valorizando as relações com população. Para isto não é preciso muita coisa, basta vontade de ajudar.

AMPLIANDO as políticas de incentivo à doação de sangue, a Câmara Municipal aprovou, em 2009, a criação do Certificado Empresa Amiga da Vida como um reconhecimento às empresas e instituições friburguenses que incorporarem a doação de sangue como política de recursos humanos e prática de cidadania. A proposta pretende atingir a segmentos de grande capacidade de mobilização e sensibilização e as empresas naturalmente preenchem esses requisitos.

O HEMOCENTRO do Hospital Raul Sertã constantemente faz apelos para a doação de sangue. E A VOZ DA SERRA tem sido um canal de comunicação para a ajuda a estes pedidos,  incentivando a população, ciente de sua responsabilidade na comunidade e atenta aos benefícios que pode minimizar os efeitos negativos da falta de doadores. O apelo, portanto, é sempre oportuno. 

Publicidade
TAGS: