Guias de Turismo

Wanderson Nogueira

Wanderson Nogueira

Observatório

Jornalista, cronista, comentarista esportivo, já foi vereador e deputado. Ufa! Com um currículo louvável, o vascaíno Wanderson Nogueira atua com garra no time de A VOZ DA SERRA em Observatório, sua coluna às terças e quintas.

terça-feira, 13 de agosto de 2019

Guias de Turismo
Nova Friburgo foi escolhida para sediar o Congresso Estadual de Guias de Turismo especializados em atrativos naturais. Na escolha, o fato do município se destacar nacionalmente como um dos municípios com maior área nativa de Mata Atlântica preservada.

Grande evento
O evento acontece nos próximos dias 24 e 25, no Teatro Municipal Laercio Ventura e reunirá profissionais de todo o estado do Rio e até de estados vizinhos, sendo também aberto ao público em geral.

Preservação ambiental
Explorar o turismo de natureza e até mesmo os esportes radicais é um dos desafios de Nova Friburgo. Sua vocação tem que ser traduzida em movimento e gestão. Fazer o friburguense conhecer Nova Friburgo tem que estar nas metas. Para além disso, chamar a atenção para a necessidade de preservação ambiental, tema que tem colocado o Brasil no centro das discussões mundiais. A preservação pode dar lucros a Nova Friburgo.

Novo mundo
O mundo tem mudado cada vez mais rápido e a comunicação acompanha essas mudanças. Em tempos de redes sociais, os chamados influenciadores digitais também estão se evidenciando em Nova Friburgo com trabalho local. Ou seja, para além dos figurões nacionais, a publicidade local já percebe que não é diferente aqui o estudo global que indica que os “blogueiros” já são a segunda fonte para tomada de decisão.

Influenciadores digitais
Pesquisa da Sprout Social revela que 74% dos consumidores já usam suas redes sociais para orientar decisões de compra. Estudo da Qualibest revela que os criadores de conteúdo para a web, só perdem em influência para parentes e amigos próximos na hora de consumir um produto ou serviço. O Instragam é o grande campeão, especialmente entre o público de 20 a 30 anos, onde a rede atinge 73% de influência.

Instagram é a rede da hora
De fato, o Facebook cada dia perde mais contas. Virou arena, chato, causador de mais aborrecimentos do que entretenimento. Fábrica de fakenews que só perde para o WhatsApp. Daí o crescimento do Instagram e até mesmo do Twitter. O segundo, lugar mais seguro para notícias reais. 

Pessoas reais
Cada vez mais se quer pessoas comuns para se “copiar”. Se antes, artistas, celebridades, especialistas escolhidos pela grande mídia ditavam as tendências, os novos queridinhos da web são os influenciadores digitais.

Filão de mercado
E no conceito de pessoas de carne e osso, que se vê próximas de si, o local para o local sem desconsiderar o global, vem ganhando cada vez mais força, mexendo com o mercado publicitário. Em Nova Friburgo, muitos influenciadores digitais já encaram como trabalho a criação de conteúdo para as redes sociais, angariando empresas de diferentes produtos e serviços.

Empreendedorismo
Algumas ousam e tamanho pioneirismo levou uma empresa de moda a empreender com uma coleção toda assinada pelo Blogueirinha da Depressão, da jornalista Tamara Castro. O perfil com mais de 24 mil fiéis seguidores, motiva as pessoas a terem uma vida mais saudável, a tentativa e dificuldades de ser fitness e o combate à padronização da moda e da beleza.

Empoderamento feminino
Tais atributos vão de encontro a coleção “Empodere-se” que a Berila lança no próximo sábado, 17, com todos os conceitos e peças no que prega o Blogueirinha da Depressão, no Instagram. E para quem acha que há rivalidade entre os influenciadores digitais, se engana. Pelo menos 30 influenciadoras digitais têm presença confirmada para o lançamento. É Nova Friburgo na nova era que parece estar só começando.  

Esperanças fortalecidas
O Friburguense está com seis jogos de invencibilidade. A última derrota foi exatamente a mais espantosa: a goleada de 4 a 1, sofrida para o Barra da Tijuca, em 29 de junho. De lá para cá, o time de Cadão empatou apenas uma partida e venceu as outras cinco. Essa arrancada coloca hoje o time na vice-liderança do 2º turno e na 4ª posição na classificação geral.

Dois melhores da classificação geral
Estar entre os quatro primeiros na classificação geral dá uma chance extra de classificação para as semifinais que realmente importam, que são aquelas que definem os dois times que ascenderão à elite. Como é alta a probabilidade de entre os quatro times estar os campeões de turnos, os outros dois tendem a ir às semifinais, pois a fórmula prevê os campeões de turno, mais os dois melhores da classificação geral.

Frisão na briga
Atualmente, essa garantia está para Bonsucesso (1º) e Goytacaz (3º). O time de Campos tem exatamente a mesma pontuação do Friburguense (17), mas com um jogo a mais. O América (2º) venceu o 1º turno e já está garantido nas semifinais, por isso, abre vaga para o 3º. Dos quatro primeiros da classificação geral, Bonsucesso e Friburguense disputariam as semifinais do turno com Artsul e São Gonçalo.

Por que ganhar o turno?
Ganhar o turno dá enorme vantagem nas semifinais gerais que definem os dois times que sobem para a primeira divisão. Isso porque, o regulamento prevê que o time campeão de turno tem a vantagem de decidir em casa e jogar por empate na soma dos resultados.     

Palavreando
“Nosso amor não é comum, ainda que pareça com todos. Cresce na impossibilidade e é impossível de ser rebaixado à ternura”.

 

Foto da galeria
“MUITO PRAZER, SOU NOVA FRIBURGO” - As nossas montanhas trazem visões diferentes dependendo da nossa perspectiva. O sol não se põe atrás do Caledônia, mas seus raios dão tom especial ao nosso mais suntuoso paredão. Vale à pena experimentar os ângulos diversos que nossas montanhas oferecem.
Publicidade
TAGS:
Wanderson Nogueira

Wanderson Nogueira

Observatório

Jornalista, cronista, comentarista esportivo, já foi vereador e deputado. Ufa! Com um currículo louvável, o vascaíno Wanderson Nogueira atua com garra no time de A VOZ DA SERRA em Observatório, sua coluna às terças e quintas.

A Direção do Jornal A Voz da Serra não é solidária, não se responsabiliza e nem endossa os conceitos e opiniões emitidas por seus colunistas em seções ou artigos assinados.