11 de janeiro

Wanderson Nogueira

Wanderson Nogueira

Observatório

Jornalista, cronista, comentarista esportivo, já foi vereador e agora é deputado. Ufa! Com um currículo louvável, o vascaíno Wanderson Nogueira atua com garra no time de A VOZ DA SERRA em Observatório, sua coluna diária.

quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

Hoje é dia

  • do Controle da poluição por agrotóxicos

O dia

Em 2011, começou na Região Serrana do Rio de Janeiro uma chuva com os maiores índices pluviométricos da história. Segundo os dados oficiais, quase mil pessoas morreram, devastando principalmente o município de Nova Friburgo.

Observando...

Cinco notícias que, talvez, você não viu

  • Para Planalto, Globo fez gesto político com Huck no Faustão; TV nega
  • Pérsio Arida coordenará equipe econômica da campanha de Alckmin
  • Cientistas descobrem remédio eficaz contra cólicas
  • Nintendo traz Game Boy de volta com versão que aceita cartuchos antigos
  • Carpegiani fará transição, e Flamengo quer Renato Gaúcho

Palavreando

Minha cidade não tem mar, mas tem o luar mais lindo que qualquer outro lugar.

11 de janeiro

Essa, para sempre, será uma data marcante para todos nós friburguenses. O 11 para 12 de janeiro não é apenas dias de tragédia, mas também de lembrança, saudade, respeito, recomeço. Ainda estamos aprendendo na reflexão que todo ano nos visita. Lá se vão sete anos. Logo, logo será uma década. Mas aquela noite ainda está aqui presente em nossos traumas, em nossas almas, palpitando assustada em nossos corações. Talvez nunca entenderemos porque aquilo aconteceu com Nova Friburgo. E, não dá para recorrer à resposta fácil e passível de egoísmo de que coisas ruins também acontecem a pessoas boas. Buscar o entendimento talvez nem seja o melhor caminho, mas refletir é estrada inevitável.

Refletir sobre quem somos e como tratamos uns aos outros. Refletir sobre o cuidado que temos ou não com a natureza privilegiada que temos. Refletir sobre a cultura de prevenção numa cidade resiliente. Refletir sobre o respeito com quem aqui está, com quem aqui não mais está e com aqueles que ainda virão. Refletir sobre quem queremos ser como povo. Mais do que refletir, construir a partir da produção dessas reflexões.

O dia 11 de janeiro é como aniversário coletivo. Quando uma grande energia se faz e esses sonhos podem ser verdade. Pensar na vida a partir da fé do renascimento e não no que finda a morte. Fazer se ver esses monumentos que construímos no peito para mais do que homenagear trazer de volta os sorrisos que nos sorriram. A saudade não é e não pode ser perturbadora.

Nova Friburgo é uma cidade incomum. Pode se achar especial, porque é especial. Tem potencialidades incríveis. Tem trajetória sem igual. É uma cidade dentro de um parque e não um parque dentro de uma cidade. Mas precisa de sonhos. Sonhos de ser maior e melhor. Tudo que ocorreu naquele janeiro e tudo o que veio depois, nos fez sonhar menos. Precisamos vencer a barreira e transformar toda aquela dor em esperança. Estamos em processo e não cobro pressa. Mas o tempo está passando e a convivência com os traumas não pode se tornar vivência permanente. É preciso aprender a dizer adeus e perceber que o destino nos deu uma oportunidade de começar de novo. Os 200 anos desse janeiro de sete anos depois abrem os braços para outros 200 que virão!        

Salários quitados

O governo do estado do Rio, finalmente, quitou os salários de novembro do funcionalismo público para quem não havia recebido os seus vencimentos até o momento. Na última leva, foram depositados os salários para 15.927 servidores ativos, inativos e pensionistas, de todas as categorias. Os pagamentos foram realizados com recursos da arrecadação tributária. Não há ainda previsão dos pagamentos dos salários de dezembro e do 13º salário de 2017.

Material escolar

O Procon-RJ lançou uma cartilha para a compra do material escolar. O objetivo é orientar pais e responsáveis quanto a possíveis abusos. Entre as recomendações está a de que as escolas têm obrigação de fornecer a lista de material para que os pais possam pesquisar preços e escolher os fornecedores de sua preferência. Alguns colégios exigem que o material escolar seja comprado no próprio estabelecimento, mas isto só vale quando o conteúdo didático é produzido pela própria escola.

Orientações para compra

O Procon alerta que lojas não podem exigir valor mínimo para aceitar pagamento em cartão de débito ou crédito e escolas não podem pedir material de escritório, de limpeza ou mesmo canetas para quadro branco e cartucho para impressora. Todas as dicas estão disponíveis no site www.meuprocon.rj.gov.br ou no aplicativo Meu Procon RJ – para sistemas Android ou iOS.

Publicidade
TAGS:
Wanderson Nogueira

Wanderson Nogueira

Observatório

Jornalista, cronista, comentarista esportivo, já foi vereador e agora é deputado. Ufa! Com um currículo louvável, o vascaíno Wanderson Nogueira atua com garra no time de A VOZ DA SERRA em Observatório, sua coluna diária.

A Direção do Jornal A Voz da Serra não é solidária, não se responsabiliza e nem endossa os conceitos e opiniões emitidas por seus colunistas em seções ou artigos assinados.