As luvas de natal

Tereza Malcher

Tereza Cristina Malcher Campitelli

Momentos Literários

Tereza Malcher é mestre em educação pela PUC-Rio, escritora de livros infantojuvenis, presidente da Academia Friburguense de Letras e ganhadora, em 2014, do Prêmio OFF Flip de Literatura.

segunda-feira, 23 de dezembro de 2019

Será que alguém já se perguntou por que Papai Noel usa luvas? Acredito que não seja apenas por questões de elegância, para compor o figurino e dar um toque de sobriedade, beleza e harmonia, principalmente as brancas, que tão bem combinam com o vermelho.  

É uma peça do vestuário para ser usada em situações especiais. Entretanto, hoje, elas não fazem mais parte daquele figurino usado em festas e comemorações de gala. O que é uma pena. As luvas são charmosas e dão um quê de exclusividade ao momento. É nesta ideia que, agora, penso no natal. Talvez, por isso, quando olhar para Papai Noel, meus olhos vão se prender em suas luvas.

O natal tem um encanto, diferente de todos os dias do ano. É simplesmente único pela árvore de natal, pelas luzes espalhadas pela cidade, pelo movimento das ruas porque as pessoas andam com passos natalinos. Se juntas ou separadas, trazem no semblante uma certa afetividade, o que não camufla as tristezas que se escondem nas calçadas e nos enfeites de natal. Em dezembro há de tudo: há luvas brancas, há pés calçados e descalçados. É tempo de natal.

Quem aperta as mãos do Papai Noel vê o contraste do branco com sua pele. Será que o velho de barbas não quer que seu mundo particular se misture com a magia do natal? É possível. Nesta época, há quem goste de ser tomado por uma certa fantasia, e as luvas tornam a imagem dessa figura sublime, fazendo de Papai Noel um símbolo admirável. 

Ah, quem não contempla pessoas dotadas de algo diferente que, ao admirá-las, sentem-se inundadas por sonhos?

Vale a pena usarmos luvas no quotidiano para nos tornarmos potencialmente capazes de nos presentear com os sonhos transformados em possibilidades reais?

Então, um feliz natal cheio de luvas brancas.

 

Publicidade
TAGS:
Tereza Malcher

Tereza Cristina Malcher Campitelli

Momentos Literários

Tereza Malcher é mestre em educação pela PUC-Rio, escritora de livros infantojuvenis, presidente da Academia Friburguense de Letras e ganhadora, em 2014, do Prêmio OFF Flip de Literatura.

A Direção do Jornal A Voz da Serra não é solidária, não se responsabiliza e nem endossa os conceitos e opiniões emitidas por seus colunistas em seções ou artigos assinados.