Você conhece o Cataki?

Renata de Rivera

Meu Bairro Sustentável

O projeto do núcleo Meu Bairro+200 idealizado por Renata de Rivera visa tornar Nova Friburgo uma cidade sustentável. Sua coluna traz dicas de ações por uma cidade mais limpa, com menos lixo e poluição e uma vida mais saudável.

terça-feira, 04 de dezembro de 2018

Cataki é um aplicativo gratuito para celular, que conecta pessoas e empresas aos catadores de recicláveis. Processo aberto, colaborativo e sem fins lucrativos, o Cataki é mantido graças ao apoio de parceiros e financiadores como a OAK Foundation, Eccovida, Locaweb e outros. Qualquer voluntário pode acessar o site e se oferecer para colaborar de alguma forma.

O aplicativo funciona da seguinte maneira: usuários do App Cataki cadastram catadores de seu bairro, ou de sua cidade para que pessoas interessadas possam encontrá-los. Nesse cadastro o catador (ou o voluntário que o estiver cadastrando) irá informar os resíduos que poderão ser coletados e a região em que atua; após o cadastro, o catador passa a ter visibilidade e pessoas que desejam destinar seus resíduos corretamente podem facilmente encontrá-lo e até mesmo negociar com ele o valor do resíduo a ser coletado.

No aplicativo podem ser cadastrados para recolhimento: entulhos de obras, restos de podas, móveis usados, além dos resíduos mais comuns como plástico, papel, metal, vidro, óleo vegetal, etc.

Identificação visual e divulgação

O site do Cataki também disponibiliza a arte de materiais informativos que podem ser utilizados livremente para confecção de adesivos e flyers, podendo inclusive ser utilizado para fins lucrativos, por ser publicado sob a licença aberta cc-by-sa, que permite a livre reprodução e remix do conteúdo, desde que a autoria seja reconhecida e também que todos os trabalhos derivados sejam também publicados sob uma licença aberta.

Desafio

No Brasil, existem 800.000 catadores. No Cataki, apenas 300 estão cadastrados. Nosso desafio no momento então é primeiramente auxiliar no trabalho de cadastramento desses catadores para ampliar essa rede, inclusive em nossa cidade, como é de anseio de muitos cidadãos conscientes e que atualmente não consegue destinar corretamente os seus resíduos.

E você pode ajudar a ampliar esta rede como voluntário(a), cadastrando o catador da sua cidade. Aquela mulher da cooperativa, aquele homem que cata latinha... fale com eles! Quem sabe, inclusive, esse trabalho poderia ser sugerido pelos professores das escolas e universidades?

O Cataki é uma ferramenta que dá dignidade e visibilidade ao catador, condições de descarte correto ao gerador e mais sustentabilidade para nosso meio ambiente. Façamos a nossa parte! Acesse http://www.cataki.org/  obtenha mais informações e baixe o App.

Mudando de assunto...

Não poderíamos deixar passar em branco o aniversário de dois anos do projeto Compostonautas! Parabéns Ramonzito e todos os envolvidos nessa belíssima causa! Que o Compostonautas permaneça firme nesse propósito e que venham muitos e muitos aniversários!

E para comemorar seus dois primeiros anos de existência foi lançada uma campanha especial para comemorar. Para participar basta acessar o site promocional e se tornar um compostonauta com apenas 3 passos. De quebra, cumprindo a missão você ganha uma linda compostonave! Acesse http://promocional.compostonautas.com/ e participe!

Frase da Semana
“A cada dia a natureza produz o suficiente para nossa carência. Se cada um tomasse o que lhe fosse necessário, não haveria pobreza no mundo e ninguém morreria de fome.”
Mahatma Gandhi

Calendário Verde - Dezembro
10 – Dia Internacional dos Povos Indígenas
19 – Aniversário da Agência Nacional de Águas - ANA

Seja um parceiro do Meu Bairro Sustentável
Contatos: 22 999383408
e-mail:meubairrosustentavel@outlook.com
facebook.com/meubairrosustentavel
facebook.com/disqueoleousado
Youtube- MBS - Meu Bairro Sustentável

Foto da galeria
Publicidade
TAGS:

Renata de Rivera

Meu Bairro Sustentável

O projeto do núcleo Meu Bairro+200 idealizado por Renata de Rivera visa tornar Nova Friburgo uma cidade sustentável. Sua coluna traz dicas de ações por uma cidade mais limpa, com menos lixo e poluição e uma vida mais saudável.

A Direção do Jornal A Voz da Serra não é solidária, não se responsabiliza e nem endossa os conceitos e opiniões emitidas por seus colunistas em seções ou artigos assinados.