Xixi na rua

Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

quinta-feira, 19 de abril de 2018

Para pensar:

"Tudo é duplo, tudo tem dois polos, tudo tem o seu oposto. O igual e o desigual são a mesma coisa. Os extremos se tocam. Todas as verdades são meias-verdades. Todos os paradoxos podem ser reconciliados."

Hermes Trimegisto

Para refletir:

"Conhecendo o sofrimento, aprendi a socorrer o desafortunado."

Virgílio

Xixi na rua

Confirmando expectativas, a Câmara Municipal de Nova Friburgo aprovou por unanimidade, na sessão de terça-feira, 17, o projeto de lei de autoria do vereador Cascão que prevê a aplicação de multa de 50 Ufirs/RJ (R$ 164,70) a quem for flagrado urinando em via pública.

Discussão única

A votação se deu em discussão única, o que significa dizer que a lei segue agora para apreciação do prefeito Renato Bravo.

Se for sancionada, caberá ao Executivo fiscalizar e aplicar as multas, que serão incluídas no Cadastro da Dívida Ativa em caso de não pagamento.

Tendência

Em se tratando de lei aprovada por unanimidade, com precedentes em diversas outras cidades, a aprovação do Executivo é mais do que provável.

E mesmo em eventual caso de veto, a chance deste ser derrubado pelo plenário é muito grande.

Em resumo, se a lei não for promulgada será uma grande surpresa.

Complementos

Que a existência da lei é muito importante, ninguém discute.

Afinal de contas, sem o devido amparo legal, pouco ou nada pode ser feito.

A iniciativa legislativa, contudo, não pode ser isolada, sob pena de redundar apenas na desmoralização de mais uma regra de convivência.

A experiência mostra que é preciso investir em fiscalização e, sobretudo, educação.

E, neste caso específico, a oferta de banheiros em épocas específicas também precisa ser assegurada.

Produção editorial

Também em função do bicentenário, mas não apenas por causa dele, Nova Friburgo vive um momento bastante fértil em termos de produção bibliográfica.

Vai ter muito material de qualidade sendo lançado nas próximas semanas, e a coluna aproveita para divulgar hoje, 19, duas destas obras.

É hoje!

Está marcado para às 17h, o lançamento do livro "Causos da mais-que-linda São Pedro da Serra", do jornalista niteroiense João Carlos Leal, radicado há 15 anos no distrito friburguense, onde abriu uma pousada.

O livro, daqueles de deixar com água na boca, reúne 30 "histórias de roça", e será lançado na padaria Sonho do Trigo, onde muitas das histórias foram contadas ao autor.

A obra tem ilustrações de Nina Millen e estará à venda na Ecoarte, em pousadas e no comércio local, bem como na vizinha Lumiar.

Memórias eleitorais

Já no dia 11 de maio será a vez do lançamento do livro “Memórias Eleitorais: Nova Friburgo 1982-2016”, do grande historiador João Raimundo de Araújo.

O lançamento acontece na subseção da OAB, a partir das 18h, com direito a bate-papo com o autor.

Imperdível.

Orgulhos friburguenses

Sobrou um tempinho para relaxar?

Então confere lá no SporTV, que hoje, 19, tem a friburguense Jhennifer Alves na piscina do Troféu Maria Lenk, principal competição de natação no Brasil, válida também como seletiva para os campeonatos Pan-Pacífico e Sul-americano.

Agenda

Hoje Jhenny nada os 50m peito, sua especialidade.

Na sexta-feira, 20, ela entra na piscina para fazer os 200 metros na mesma modalidade, e no sábado, 21, encerra sua participação com os 100 metros nado medley.

Estamos todos na torcida.

Evento principal

Também no sábado, 21, o guerreiro Edson Barboza faz, pela primeira vez em sua carreira no UFC, a luta principal da noite, em Atlantic City, contra o americano Kevin Lee.

O destaque dado ao friburguense após a derrota tática que sofreu diante do russo Khabib Nurmagomedov, atual campeão dos pesos leves, demonstra o respeito que a maior instituição de MMA no planeta tem por Barboza, bem como a compreensão dos motivos que definiram os rumos de sua última atuação.

Uma vitória deixa Juninho na cara do gol para uma revanche contra o campeão.

Passe livre

O presidente da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro, deputado Comte Bittencourt (PPS), anunciou durante audiência pública realizada no último 11, que vai apresentar projeto de lei para garantir a concessão do cartão de transporte RioCard aos alunos da Fundação de Apoio à Escola Técnica (Faetec).

O parlamentar pretende estender o benefício para os estudantes dos cursos subsequentes, como oferta de Educação Profissional àqueles que já concluíram o ensino médio.

Aspas
“De acordo com a lei federal que instituiu o Programa Nacional de Apoio ao Transporte Escolar, esses estudantes não fazem jus ao direito. Mas é um debate que estamos fazendo na Comissão há muito tempo. Essa área é um gargalo no desenvolvimento econômico do estado e do país e precisa de uma atenção especial. Esses alunos já terminaram o Ensino Médio e voltam à escola para fazer uma profissionalização técnica, não é justo que fiquem sem o benefício”, pontuou Comte.

Drama (1)

A falta de transporte é apenas um dos problemas enfrentados pela comunidade escolar da Faetec. Com dívidas a fornecedores no valor de R$ 480 milhões, acumuladas desde 2015, e com a possibilidade de perder 1.200 docentes este ano, com o fim de contratos temporários, a Fundação enfrenta uma de suas maiores crises.

Drama (2) 

Segundo seu presidente, Miguel Badenes, instituições do norte e do noroeste do estado podem encerrar suas atividades por falta de profissionais.

Os docentes que ingressaram na instituição através de contratos realizados em 2013 e 2014 deverão ser dispensados, de acordo com decisão recente do Supremo Tribunal de Justiça (STF).

Pergunta

O parceiro Henrique Pinheiro é daqueles que fotografam por prazer.

E, sendo talentoso como é, o resultado é o surgimento de um acervo de belas imagens que precisa rapidamente ser exposto para deleite do público.

A foto que ilustra a coluna de hoje é uma dessas, e queremos saber: onde é, e o que estamos vendo?

Boa sorte a todos.

Foto da galeria
Publicidade
TAGS:

Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

A Direção do Jornal A Voz da Serra não é solidária, não se responsabiliza e nem endossa os conceitos e opiniões emitidas por seus colunistas em seções ou artigos assinados.