Última do ano

Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

sábado, 22 de dezembro de 2018

Para pensar:

“A união do rebanho obriga o leão a deitar-se com fome.”

Provérbio africano

Para refletir:

"A vida real do ser humano consiste em ser feliz, principalmente por estar sempre na esperança de sê-lo muito em breve."

Edgar Allan Poe

Última do ano

Caros amigos, esta é nossa última coluna de 2018, então tentemos não deixar nada para trás.

O colunista adoraria poder falar apenas de bons assuntos, mas infelizmente não foi assim ao longo do ano, e não será assim agora.

Sem condições

Viralizou na internet, de forma bastante compreensível, o vídeo feito por funcionários indignados do Hospital Maternidade que tiveram que matar uma enorme ratazana que circulava numa enfermaria.

A imagem é realmente desoladora, e absolutamente incompatível com a função do local.

De olho

A este respeito, também há que se prestar muita atenção aos valores reservados para processos de dedetização.

A coluna andou ouvindo uns números que, se confirmados, precisam ser devidamente explicados e justificados.

Desabafo

Permitam um breve desabafo em relação à nossa Saúde.

Neste fim de ano ficou mais uma vez claro que a prefeitura sonha em implantar organizações sociais (OSs) na gestão do Raul Sertã e da Maternidade, sempre alegando que a situação vai melhorar muito.

E é quase certo que no primeiro momento melhore mesmo, porque interessa ao sistema que as coisas operem dessa forma.

O problema, como vimos na esfera estadual, está no médio prazo.

Questão de honra

O que o governo municipal precisa entender, no entanto, é que muitos de nós estão com a desconfortável sensação de que não estão sendo empenhados todos os esforços para que a Saúde funcione já, sob gestão direta, quase como se os problemas fossem necessários para justificar a terceirização.

E esse tipo de desconfiança - não desprovida de embasamento - deveria mexer com os brios de quem administra recursos públicos obtidos a custa de muito suor e sacrifício.

Pela credibilidade

Ora, querem implantar as OSs?

Continuem tentando, então. Promovam audiências públicas, esclareçam dúvidas, debatam.

Mas, acima de tudo, aproveitem este período de gestão direta para tentar recuperar alguma credibilidade junto à população, porque o maior problema aqui é justamente a falta de confiança na administração.

Melhorar a Saúde friburguense em 2019 tem que ser uma questão de honra para o Palácio Barão de Nova Friburgo, seja com OSs ou sem!

Inesquecível

O amigo Girlan Guilland, vejam só, vai emprestar sua imagem a livros escolares de circulação nacional em 2019.

Sua inesquecível apresentação do “Concerto para Máquina de Escrever”, de Leroy Anderson, executada em 2015 durante apresentação da Banda Euterpe Friburguense em homenagem aos 70 anos de A VOZ DA SERRA, será apresentada a alunos do ensino fundamental através do livro Artes 3º ano, da Editora Saraiva Educação.

A obra é assinada por Caio Paduan, Rafael Presto, Taiana Machado e Valquíria Prates.

Aspas

"No contexto que a foto foi usada estamos falando de música e que objetos não convencionais ou do cotidiano podem ser usados para fazer música, citando como exemplo a máquina de escrever", explicou Mariana Valeiro, pesquisadora iconográfica da editora.

Na segunda página sobre o assunto na publicação há uma rápida biografia do compositor estadunidense, autor desta peça que se popularizou no cinema com Jerry Lewis, na comédia “Errado pra cachorro”, de 1963.

Resta esperar que Girlan possa repetir a apresentação em breve.

Fala, leitora!

“No final de ano todos querem a cidade bonita e enfeitada, mas precisa ser limpa também. Faço um pedido para que a prefeitura limpe as ruas das Braunes, porque o mato invade as calçadas. Alguns limpam por conta própria em frente às residências, mas tem locais que são difíceis. Já que agora vamos ter que pagar IPTU o ano todo, o correto é começar o ano com o serviço em dia. As avenidas Comte Bittencourt e Galdino do Valle também precisam de uma boa limpeza nas margens do rio. O visual não está simpático.”

Assina a mensagem a fiel leitora Raquel Souza.

Modernizando

Tendo capacitado mais de 600 profissionais em 2018 e mais de 21 mil desde sua criação, em 2005, o Centro de Formação Profissional e Transferência de Tecnologia para a Indústria do Vestuário José Pereira da Costa (Cevest), vinculado à Secretaria Municipal de Ciência, Tecnologia, Inovação e Educação Profissionalizante e Superior da Prefeitura de Nova Friburgo, implantará, no início de 2019, o sistema de pré-matrículas online, a exemplo do que já ocorre há alguns anos junto à Secretaria Municipal de Educação.

Para todos

As inscrições poderão ser feitas a partir de 7 de janeiro no site www.pmnf.rj.gov.br.

Segundo o secretário de Ciência e Tecnologia, professor Marcelo Verly, as inscrições serão feitas continuamente ao longo de 2019 e, caso algum interessado não possua acesso à internet, poderá realizar sua inscrição na sala de inscrições do próprio Cevest, na antiga Rodoviária Leopoldina, ao lado da prefeitura (Avenida Alberto Braune, 223).

Prioridades

O objetivo do novo sistema de inscrições é ampliar a transparência do processo de matrícula, evitar filas, melhorar a organização do Cevest e, em especial, garantir prioridade na alocação das vagas para quem mais precisa.

Para tanto, foi estruturada a portaria 1.222, através da qual foram definidos os seguintes critérios de prioridade: ordem judicial; pessoas com deficiência; pessoas cuja família seja beneficiária de programas sociais; desempregados e quem tem  filhos.

Turmas

Serão iniciadas, a partir de fevereiro, turmas dos tradicionais cursos de corte industrial, costura íntima, costura plana, corte/costura/modelagem, modelagem íntima, modelagem fitness, desenho de moda, modinha, modelagem infantil, Audaces, cartonagem, artesanato com reutilização de materiais para produção artesanal de bonecas, bolsas ecobag e patch apliquê.

Além desses, dois novos cursos também serão oferecidos: controle de qualidade e informática para gestão de confecções

Avaliações

Para o subsecretário de educação profissionalizante e superior, Bruno Lannes, a nova metodologia de inscrição trará melhorias no atendimento à população, maior transparência e, principalmente, melhor organização das informações relativas aos alunos.

Já para José Loyola Bechara, subsecretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, e desenvolvedor do sistema, o banco de dados gerado a partir das inscrições permitirá análises posteriores para adequação da oferta de cursos às demandas apresentadas pelos interessados.

Muito obrigado!

A coluna agradece a todos por mais um ano de parceria e confiança.

Que todos tenham um Natal repleto de significado junto aos que amam, e que em 2019 possamos juntos encher este espaço com notícias melhores.

Em breve estaremos juntos novamente.

Foto da galeria
Publicidade
TAGS:

Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

A Direção do Jornal A Voz da Serra não é solidária, não se responsabiliza e nem endossa os conceitos e opiniões emitidas por seus colunistas em seções ou artigos assinados.