Triste rotina

Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

terça-feira, 25 de junho de 2019

Para pensar:

“Às vezes, o melhor da festa é esperar por ela.”

Patrícia Leal

Para refletir:

“A História, como a lucidez, é um estorvo cada vez maior nos dias de hoje.”

Eduardo Correa

Triste rotina

Em nossa rotina friburguense atual o volume de situações chocantes tem sido tão grande, que por vezes alguns eventos acabam por não ganhar o aprofundamento devido.

O caso das 7.156 doses de vacinas perdidas entre abril e junho deste ano, em meio a reiteradas (e devidamente registradas) solicitações de manutenção preventiva para as câmaras de refrigeração, parece ser um bom exemplo deste tipo de situação.

Encaminhamentos

No dia 13 de junho o vereador Wellington Moreira, presidente da Comissão de Saúde da Câmara Municipal, encaminhou a denúncia da perda das vacinas tanto ao Ministério da Saúde quanto à Secretaria de Estado de Saúde.

E, nesta segunda-feira, 24, o mesmo parlamentar protocolou representação “contra atos de improbidade administrativa do prefeito e da ex-secretária de Saúde”, tanto no Ministério Público Estadual quanto no Federal, pelo mesmo motivo.

Evitável

A peça deixa claro, por exemplo, que no dia 10 de janeiro deste ano a então secretária de Saúde foi informada a respeito da carência de manutenção preventiva das câmaras, e que no dia 2 de maio um memorando foi enviado da Subsecretaria de Vigilância em Saúde à direção da Secretaria de Saúde informando a respeito da perda, três dias antes, de 2.787 doses.

Apesar desta comunicação, no dia 29 de maio outras 3.173 doses se perderam, e no último dia 10 outras 1.196 doses ficaram comprometidas.

Demandas

Além de solicitar que sejam apuradas responsabilidades, a representação também pede o afastamento imediato do prefeito e que seja feito o inventário do prejuízo, a fim de que os valores sejam devidamente restituídos.

As vacinas descartadas foram: HPV, Varicela, Raiva Humana, Hepatite B, Pneumocócica, Pentavalente, Rotavirus, Meningogócica, Hepatite A, Poliomielite VIP, Poliomielite, Tríplice Viral Monovalente, Diluente e BCG.

Responsabilidades

Muita gente deixou de ser vacinada em Nova Friburgo por causa desta situação, e é fato que o episódio precisa ser minuciosamente investigado.

Este é o tipo de coisa que simplesmente não pode acontecer, e não custa lembrar que não foi a primeira vez que perdemos vacinas no atual governo.

Parece evidente que não basta ter servidores técnicos competentes e engajados.

É preciso que os gestores lhes reservem suporte e atenção.

Detetive virtual

O quadro “Detetive Virtual” do programa “Fantástico”, apresentado pela Rede Globo na noite do último domingo, 23, apresentou o caso da cidade de Joanópolis-SP, que é conhecida como a “cidade dos lobisomens”.

Impossível não registrar a semelhança com nossa cidade, e os muitos relatos da ação de Lobbysomens que a coluna recebe quase que diariamente.

Gostam de obras

Por alguma razão, a área que mais registra depoimentos é a construção civil, onde, em noites de lua cheia, muitos lobbysomens têm tentado inibir a ação de fiscais.

Infestação

Mas também já foram comunicadas aparições de lobbysomens em empresas de esterilização, iluminação pública, alimentação, fornecimento de seringas, medicamentos, impressoras, além de empresas de eventos e transporte de doentes e estudantes, entre outros.

É, como se vê, uma verdadeira infestação!

Inclusive, se algum leitor der de cara com um lobby mau, não deixe de comunicar as autoridades competentes, e nos mandar uma mensagem também.

Desrespeito

Após alguns meses nos quais a situação pareceu se amenizar um pouco, o desrespeito ao sono alheio voltou com tudo, ao menos no centro da cidade.

Nos últimos dias a quantidade de carros com som altíssimo, pessoas buzinando de madrugada e motociclistas acelerando motos de escapamento aberto sem a menor necessidade se multiplicou, levando vários leitores a escreverem a respeito.

Um reforço na fiscalização, de preferência com a devida punição aos infratores, certamente faria muita gente feliz.

Bom filho

Hum, essa é para anotar na agenda.

Após uma sentida ausência de sete anos, o professor e artista plástico friburguense Be Sancho volta a subir a serra com a exposição individual Afetos.

A abertura será na Usina Cultural Energisa no dia 3 de agosto, às 15h.

Desafio

Mudando um pouco o cronograma habitual, começamos a semana com mais um (belo) desafio fotográfico patrocinado pelo talento generoso de Regina Lo Bianco.

E então, quem reconhece a emblemática construção que ilustra esta fotografia?

Respostas na edição de quinta-feira, 27.

Boa sorte a todos!

Foto da galeria
Publicidade
TAGS:

Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

A Direção do Jornal A Voz da Serra não é solidária, não se responsabiliza e nem endossa os conceitos e opiniões emitidas por seus colunistas em seções ou artigos assinados.