Suspense

Giuseppe Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

Para pensar:

“O silêncio está tão repleto de sabedoria e de espírito em potência como o mármore não talhado é rico em escultura.”

Aldous Huxley

Para refletir:

“Há mais de uma maneira de queimar um livro. E o mundo está cheio de pessoas correndo por aí com fósforos acesos.”

Ray Bradbury

Suspense

Aos poucos vão se dissipando algumas nuvens que dificultam a visualização completa de nosso cenário político atual, e novas peças e possibilidades começam a ser identificadas.

O pretendido retorno de Marcelo Verly ao plenário, na condição de líder de governo, continua a ser uma hipótese bastante consistente, principalmente quando se leva em conta que, de acordo com o Regimento Interno, uma eventual renúncia de Chico Barros só teria validade após ser lida em plenário.

Ou seja, o suspense ainda vai durar mais alguns dias.

Plano B

Em meio às indefinições, certas peças começam a se articular no sentido de configurar possíveis planos alternativos ao governo.

Tendo se familiarizado ao modus operandi de alguns atores de nossa política, o colunista entende que algumas hipóteses estejam sendo consideradas.

Entre elas a nomeação da ex-vereadora Luciana Silva como secretária de Assistência Social - e a consequente confirmação de Christiano Huguenin, na Saúde, já sem o status de "interino" - e a escolha do vereador Maguila, suplente de Huguenin, como novo líder de governo.

Levando-se em conta que Luciana também é do PMDB, sua confirmação na pasta não alteraria a participação político-partidária no primeiro escalão do governo.

Difícil

Outra hipótese, defendida por gente influente no governo, seria a nomeação do também vereador Cascão para a Assistência Social, e uma cadeia de nomeações de dois suplentes do PDT até promover Waldemir Veloso ao plenário.

O Massimo, todavia, entende que tal articulação esbarra justamente em elo intermediário da corrente, que nem ao menos foi consultado a respeito.

Medicamentos (1)

Diante das boas notícias relacionadas ao processo de licitação para aquisição de medicamentos que vem sendo tocado, na garra, pela Secretaria de Infraestrutura e Logística, uma pessoa que conhece bem a rede municipal, e pela qual o Massimo tem grande respeito, levantou a questão: essa compra não irá sanar todas as carências da rede.

E nossa amiga tem toda razão ao dizer isso.

Medicamentos(2)
A coluna, todavia, conseguiu apurar algumas informações positivas e importantes a este respeito.

Está prevista para 1º de fevereiro a repetição da licitação para compra de medicamentos da farmácia complementar.

A equipe também preparou, no fim do ano passado, todo o processo de aquisição de material médico, num total de 415 itens, e já foi solicitado agendamento para realização do pregão em fevereiro, provavelmente após o carnaval.

Além disso, o colunista também pode confirmar que o processo para aquisição de fitas de glicemia também já foi agendado.

Excelentes perspectivas, que o colunista torce para que se concretizem.

Afinal, muita coisa ainda pode acontecer até lá...

Absurdo

O geógrafo Pedro de Paulo, eterno paladino do descarte correto de lixo e entulhos, escreve ao colunista para comunicar a existência de um pequeno vazadouro de material de obra localizado na Alameda Visconde de Ouro Preto, no Parque São Clemente.

No local, Pedro encontrou grande quantidade de água acumulada em galões de tinta, já com a presença de muitas larvas de mosquitos.

Antes de derrubar as latas, nosso informante fez a foto que a coluna reproduz nesta edição.

Parênteses

Diante dos riscos à saúde pública envolvidos, o colunista pede aos leitores que não deixem de comunicar às autoridades competentes caso encontrem este tipo de situação.

Por falar nisso...

E já que falamos em entulhos, o Massimo abre espaço para fazer justiça ao governo municipal que, diante do que foi exposto aqui, retirou os entulhos que se acumulavam na Praça Rio de Janeiro, no bairro Bela Vista.

Resta agora que a comunidade se una para evitar que as mesmas pessoas voltem a descartar material de forma inapropriada e irresponsável.

Vans intermunicipais

O ponto de embarque e desembarque de vans intermunicipais na Avenida Euterpe Friburguense, no Centro, agora fica próximo ao prédio da antiga empresa Nibra, na Rua Almirante Barroso, que liga a Rua Sete de Setembro à Carlos Éboli (atrás do Supermecado Cavalo Preto).

A portaria da Secretaria Municipal de Ordem e Mobilidade Urbana (Smomu), que mudou o ponto de lugar, está publicada nos atos oficiais desta quarta-feira, 17, em A VOZ DA SERRA.

Risco iminente

Dias atrás a coluna deu voz a leitor que pedia atenção a motoristas no trevo que dá acesso à estrada que liga Mury a Lumiar.

Pois bem, moradores locais deram mais detalhes sobre o vem acontecendo.

"Dias atrás quase sofri um acidente frontal por causa de um motorista impaciente que resolveu cortar cinco carros que aguardavam a liberação do sinal para quem se dirigia para o centro de Mury. O sinal estava aberto apenas para quem se dirigia para o centro de Friburgo. É importante observar que não há espaço ou pista que permita que os carros que vão para Mury deixem passagem para os carros que seguem para o centro de Nova Friburgo."

Aspas

"O sinal que foi colocado no início da entrada da estrada de Lumiar possui três tempos, porém não existe qualquer informação para os motoristas. Não basta colocar sinal e não colocar alguém para fiscalizar, e nem um redutor de velocidade ou uma câmera para filmar as barbaridades que todos os dias ocorrem ali. Outro problema é que os motoristas vindos do centro de Nova Friburgo, para fugir do sinal, entram como se fossem para Lumiar e contornam a fila, furando o sinal rumo a Mury."

Resposta

No momento de listar os vencedores do desafio publicado no fim de semana, o Massimo cometeu um pecado e se esqueceu do ex-vereador Cláudio Damião, que depois de uns dias sumido, voltou a participar da brincadeira.

A coluna pede desculpas e registra o acerto.

Foto da galeria
Publicidade
TAGS:

Giuseppe Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

A Direção do Jornal A Voz da Serra não é solidária, não se responsabiliza e nem endossa os conceitos e opiniões emitidas por seus colunistas em seções ou artigos assinados.