Semana importante

Giuseppe Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

sábado, 21 de abril de 2018

Para pensar:

"Não importam os motivos da guerra; a paz ainda é mais importante do que eles."

Roberto Carlos

Para refletir:

"É porque amo as pessoas e amo o mundo que eu brigo para que a justiça social se implante antes da caridade."

Paulo Freire

Semana importante

A votação em segunda - e definitiva - discussão da nova Lei Orgânica foi adiada.

A data mais provável para apreciação é 8 de maio.

O entendimento do colunista é que o período aberto para os ajustes finais deve se estender ao longo de mais uma semana.

Um pouco mais, um pouco menos.

São dias importantes para o futuro de nossa cidade, portanto.

Colaboração

Diversos setores têm dado contribuições importantes para aprimorar a peça.

O colunista pode citar, por exemplo, a Secretaria de Meio Ambiente (com destaque para seu setor de Geomática); a Defesa Civil; a Secretaria de Políticas sobre Drogas; e parte importante do corpo técnico da Secretaria de Saúde.

Em todos estes casos, e em muitos outros, são instituições e pessoas que participaram das audiências públicas e agora estão ajudando a refinar o resultado final.

Bom-senso

Tais colaborações não são apenas importantes, mas necessárias.

E são recebidas com boa vontade.

Há, todavia, que se preservar o bom-senso.

Durante mais de um ano a sociedade foi consultada e convidada a alimentar com informações a espinha dorsal do documento, e muita gente ignorou solenemente tais oportunidades e convites.

Hora para tudo

O momento, enfim, é de ajustes.

Pretender alterar, nessa altura dos acontecimentos, pontos no cerne da redação é, no mínimo, agir de forma desrespeitosa com quem se dedicou muito para que a LOM ficasse pronta a tempo, reguardando os direitos garantidos pela legislação atual e os ampliando sempre que possível.

A história chama

O colunista espera que o mesmo plenário que fez um ótimo trabalho no processo de aprovação do novo Regimento Interno aja com a consciência de que está escrevendo seu nome na história friburguense.

É hora de honrar a confiança popular e estabelecer os limites necessários, para que sejam preservados os interesses da população.

Esclarecimentos (1)

A Câmara aprovou, em sua sessão de quinta-feira, 19, requerimento de informação elaborado pelo vereador Professor Pierre voltado a obter informações adicionais a respeito dos shows em comemoração ao bicentenário friburguense.

Entre os valores solicitados estão os seguintes itens: custo logístico; armação e desarme de palco, cabines e tendas; serviços de sonorização e iluminação; locação de banheiros químicos; segurança; locação e/ou adequação do espaço, caso haja.

Esclarecimentos (2)

A Câmara também solicita: cópia das justificativas de gasto do ordenador de despesa; fonte dos recursos para cada uma das despesas, inclusive dos cachês dos artistas, mencionando os casos e valores que redundaram de remanejamento

de recursos e indicação das respectivas fontes primárias; cópia das notas de autorização de despesa e dos respectivos empenhos e cópia dos contratos.

Para variar

Diante da repercussão do anúncio dos shows por parte da população, bem como da simplicidade das perguntas e a iminência dos festejos, o governo faria bem se enviasse respostas rápidas e precisas a este requerimento.

Além de ser justo, seria uma demonstração de respeito por quem está se sentindo desconfortável com a situação.

Leilão (1)

O juiz da 1ª Vara Federal de Nova Friburgo, Sandro Valério do Nascimento, acolheu o recurso do ex-prefeito de Nova Friburgo Rogério Cabral e suspendeu, nesta sexta-feira, 20, o leilão do veículo Toyota Hilux SW SRV A4FD que havia sido bloqueado, a pedido do Ministério Público Federal (MPF), para quitar multa de R$ 94 mil.

O magistrado também desbloqueou aplicações financeiras de Cabral.

Leilão (2)

A multa diz respeito ao descumprimento de uma das cláusulas do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) da Praça Getúlio Vargas, que previa a conservação das toras de eucaliptos cortados em janeiro de 2015.

No acordo, Rogério havia se comprometido a armazenar a madeira de forma adequada e doá-la ou reaproveitá-la no prazo previsto. Parte das toras, porém, ficaram abandonadas por mais de um ano no horto municipal.

Leilão (3)

Avaliado em mais de R$ 207 mil, o carro havia ido a leilão no dia 6, mas não foi arrematado. Outro pregão ocorreria nesta sexta-feira, 20, mas foi suspenso após decisão da Justiça Federal. A VOZ DA SERRA procurou o MPF para que comentasse o assunto, mas não obteve resposta até o fechamento desta coluna

Memória ferroviária (1)

Em 30 de abril de 1854 o Brasil ouviu o primeiro apito do trem, da locomotiva Baronesa, durante a inauguração da famosa Estrada de Ferro Barão de Mauá. De forma bastante pertinente, portanto, comemora-se nessa data o dia do ferroviário.

Em homenagem à saga desses profissionais, o Clube do Trem de Nova Friburgo relembra através de fotos, documentos, peças e textos, um pouco dessa história que chegou a nossa cidade no dia 18 de dezembro de 1873.

Memória ferroviária (2)

A exposição poderá ser visitada de 25 de abril a 4 de maio, das 10h às 17h, na sede da Associação Comercial, Industrial e Agrícola de Nova Friburgo (Acianf), na Avenida Alberto Braune, 111.

A abertura, na próxima quarta-feira, acontece às 13h.

Assembleia

E já que falamos no valente Clube do Trem, cabe informar que a próxima assembleia geral acontecerá logo após o encerramento da exposição, a partir das 19h do dia 4 de maio, na própria Acianf.

Atração

O encontro inclui palestra com o tema "Trens turísticos do Brasil e o potencial do turismo ferroviário" ministrada por Sávio Neves.

Para quem não o conhece, trata-se do presidente do Trem do Corcovado; presidente da Associação Brasileira das Operadoras de Trens Turísticos e Culturais (Abottc); presidente do Conselho Empresarial de Turismo Pró-Rio e presidente da Academia Ferroviária de Letras.

Tentando

Dias atrás a coluna registrou a aprovação pelo plenário de indicação legislativa protocolada pelo vereador Alcir Fonseca, solicitando à prefeitura o retorno da rodoviária urbana de integração ao espaço onde hoje funciona a Estação Livre, em moldes muito similares aos que havia antes da intervenção ocorrida durante o governo Rogério Cabral, ainda que com alguns aprimoramentos em termos de conforto e proteção.

Vai voltar?

Pois bem, na última quinta-feira, 19, Alcir reuniu-se com o prefeito Renato Bravo para apresentar pessoalmente o projeto.

De acordo com a assessoria do parlamentar, "o prefeito se mostrou bastante entusiasmado com a proposta e garantiu que irá trabalhar junto à sua equipe para tornar a ideia realidade o mais breve possível".

Pergunta

Fim de semana prolongado pede desafio fotográfico, não é verdade?

Com as bençãos generosas de Regina Lo Bianco a coluna pergunta: quem é capaz de identificar esta bela e tradicional construção, através deste ângulo pouco explorado?

Boa sorte e bom descanso a todos.

Foto da galeria
Publicidade
TAGS:

Giuseppe Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

A Direção do Jornal A Voz da Serra não é solidária, não se responsabiliza e nem endossa os conceitos e opiniões emitidas por seus colunistas em seções ou artigos assinados.