Quem fica?

Giuseppe Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

Para pensar:

“Nós, seres humanos, somos animais. Umas vezes somos monstruosos, outras imponentes, mas sempre animais. Preferimos pensar em nós próprios como anjos que caíram do céu, mas a verdade é que não passamos de macacos que se puseram de pé.”

Desmond Morris

Para refletir:

"Agora, aos 70 anos, uma das perguntas que mais me intrigam é o que eu vou ser quando crescer. Há em mim um velho que não sou eu."

Otto Lara Resende

Quem fica?

E segue a dança.

Enquanto o cenário de indefinições continua a gerar uma expectativa meio surreal em relação às primeiras sessões legislativas do ano - acreditem! - para que possamos finalmente saber quais serão nossos 21 vereadores, algumas considerações não podem deixar de ser feitas.

Não cola

Quando dois lados de uma história sustentam narrativas incompatíveis sobre um mesmo fato - neste caso, um acordo - só resta concluir que ao menos um dos envolvidos está alterando as cores da realidade, intencionalmente ou não.

Da mesma forma, não cola a versão segundo a qual algo não teria ficado suficientemente claro em razão da "inocência" dos envolvidos, que em seus respectivos cantos teriam acreditado que tudo já estava subentendido.

Hora de falar

Ora, isso não existe, nem mesmo na política.

Fazer-se de bobo pode até parecer uma alternativa conveniente, em algumas circunstâncias.

Mas não muda o fato de que, dentro de um acordo, existe momento certo para colocar os pingos nos is.

Perdida esta oportunidade, não adianta reclamar depois.

Cruz e espada

Em meio a tantos fatores, também não podem ser esquecidos os 1191 cidadãos que, entre cerca de 300 candidatos, escolheram votar em Chico Barros para vereador.

Uma eventual renúncia, consentida ou não, seria - antes de tudo - um profundo ato de desrespeito a cada um deles.

Em resumo, qualquer uma das soluções possíveis traz seus próprios desgastes e problemas.

Recomeçar

Resta esperar que tudo isso possa servir de exemplo para que no futuro os eleitores sejam mais respeitados, que mandatos sejam cumpridos com a devida isenção, e cargos técnicos sejam preenchidos por critérios técnicos, a começar pelos servidores de carreira.

Está tudo muito feio, como foi feio ver a demanda por trás dessa articulação ter sido criada ao longo de 2017 pelos atropelos de um candidato que não ficou nem entre os 45 mais votados, e ainda assim foi brindado com um mandato em razão de uma legislação viciada, elaborada para favorecer interesses de partidos sem bandeira que funcionam como verdadeiros pedágios entre o governo e a população.

De pai para filho

O vereador Joelson do Pote solicitou, e o subprefeito de Campo do Coelho - Manoel do Pote, seu pai - atendeu.

A partir de um pedido formal, por ofício, realizou-se nesta quarta-feira, 17, uma operação "tapa buraco" ao longo de todo o trecho friburguense da rodovia RJ-130, desde Duas Pedras até Alto de Vieira.

Apelo

De fato, é notória a degradação do trecho citado, bem como de sua continuação até a entrada de Teresópolis.

É certo que a operação irá amenizar a situação, a curto prazo, mas fica o apelo ao Detro e ao governo do estado para que dê a devida atenção a esta que é uma das mais importantes estradas do interior de nosso estado, e que é fundamental para o abastecimento de alimentos da região metropolitana.

Miragem?

Teve gente coçando os olhos ao vislumbrar duas silhuetas conhecidas (e inconfundíveis) às portas da Prefeitura ao fim da tarde desta quinta-feira, 18.

Ao que parece, a porta dos fundos abre para os dois lados...

É hoje!

Acontece hoje, a partir das 19h30 no Teatro Barão de Nova Friburgo, a sessão solene de posse dos presidentes dos conselhos diretor e fiscal do Nova Friburgo Country Clube, para o mandato de 2018/2019.

A organização solicita a confirmação prévia da presença para quem desejar comparecer.

É amanhã!

No dia de São Sebastião, 20 de janeiro, será celebrada missa na quadra da Imperatriz de Olaria.

E, para quem acha que alguém andou misturando as bolas, o amigo Girlan Guilland lembra que o saudoso padre Mielli teve papel importante na fundação da agremiação ao reunir à época, no salão paroquial da própria igreja, dissidentes de blocos de rancho que viviam se digladiando.

Respostas (1)

A coluna registra com atraso a resposta correta enviada pela fiel leitora Marcia Leal Matos para a foto do imóvel da UFF, eternizado pela Fonf.

Faltou criatividade?

O colunista deixou a pergunta no ar, e Silvio Poeta não deixou por menos.

Em resposta ao questionamento sobre a semelhança entre as logos dos 100 anos do bondinho do Pão de Açúcar e do nosso bicentenário, o poeta disse que "a coincidência fica por conta da falta de criatividade das duas peças".

Respostas (2)

Já em relação à foto publicada na edição de ontem, do icônico Park Hotel, projetado por Lúcio Costa e localizado no Parque São Clemente, pontos para Veronica Emmerick Mattos, Girlan Guilland, Silvio Poeta, José Nilson, Francisco Lavra da Silva, Tania Nicolau, Marcelo Machado, Márcia Leal Matos, Marco AntonioTardim e Stenio de Oliveira Soares, além dos ex-vereadores Marcelo Verly e Cláudio Damião.

Parabéns a todos.

Pergunta

O colunista fica feliz com a grande participação dos leitores, e se pergunta quantos saberão dizer qual é este belo imóvel, retratado com a competência de sempre pela querida Regina Lo Bianco.

Valendo!

  • Foto da galeria

  • Foto da galeria

Publicidade
Agora Faz
TAGS:

Giuseppe Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

A Direção do Jornal A Voz da Serra não é solidária, não se responsabiliza e nem endossa os conceitos e opiniões emitidas por seus colunistas em seções ou artigos assinados.