Por pouco

Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

sexta-feira, 23 de agosto de 2019

Para pensar:

“O bárbaro é, em primeiro lugar, o homem que crê na barbárie.”

Claude Lévi-Strauss

Para refletir:

“O erros são os portais da descoberta.”

James Joyce

Por pouco

Como os leitores certamente já sabem, e a coluna havia previsto, as contas da prefeitura relativas ao exercício de 2017 foram aprovadas pela maioria do plenário em nossa Câmara Municipal, na sessão ordinária de terça-feira, 20.

A margem, no entanto, foi mais apertada do que este colunista imaginava - dez votos a seis -, e acendeu algumas luzes amarelas.

Surpreendeu

De fato, havia ali algumas questões dignas de questionamento, ou mesmo de reprovação, como o saldo do Fundeb e a maneira como foi remanejado, entre outros pontos mais ou menos problemáticos.

Ainda assim, a aprovação contava com o amparo de parecer prévio favorável do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE-RJ), datado de janeiro passado.

O resultado não deixa de ser surpreendente, portanto.

Perspectiva

A julgar por manifestações do próprio TCE-RJ relativas ao exercício de 2018 de nossa administração municipal, fica a sensação de que a base governista terá muito mais dificuldades para sustentar a aprovação das contas no ano que vem.

Ainda mais às portas de uma eleição, quando ninguém quer se comprometer além de certo ponto.

É esperar para ver.

Votos

Aprovaram as contas os vereadores Alcir Fonseca (PP), Márcio Damazio (DEM), Carlinhos do Kiko (PSDC), Vanderleia Abrace Essa Ideia (DEM), Nami Nassif (PHS), Christiano Huguenin (MDB), Jânio Carvalho (PSDC), Dr. Luis Fernando (Podemos), Luiz Carlos Neves (PP) e Joelson do Pote (PDT).

Não aprovaram as finanças do Executivo os vereadores Johnny Maycon (PRB), Zezinho do Caminhão (PSB), Professor Pierre (PSB), Wellington Moreira (MDB), Marcinho (PRB) e Nazareth Catharina (PRB).

Agora vai?

Está agendada para o dia 27 deste mês, terça-feira que vem, a tão aguardada licitação para a TV Câmara.

Entre recursos, questionamentos, orientações e tantas outras interferências, já são muitos meses sem que a população tenha a opção de acompanhar as sessões à distância, com a qualidade de captação de som e imagem que sempre marcou a prestação do serviço.

Dedos cruzados

Resta ver se agora o processo chegará até o fim, restabelecendo um canal de comunicação de grande importância para a conscientização municipal a respeito do que se passa em nosso plano político.

Esperemos que sim.

Clareando

O Diário Oficial desta quinta-feira, 22, publicado em A VOZ DA SERRA, deu publicidade a um extrato de instrumento contratual orçado em R$ 1.604.740,83, destinados a assegurar o fornecimento de alimentação hospitalar para o Hospital Raul Sertã pelos próximos cinco meses.

Uma conta rápida nos indica um investimento diário de R$ 10.698,27, caso o valor venha a ser integralmente executado.

Dívida social

Este cálculo, salvo algum detalhe eventualmente negligenciado por este colunista, nos aponta para uma economia diária da ordem de R$ 5.201,45 em relação ao valor executado durante o último dos contratos emergenciais para a prestação do mesmo serviço, o qual vigorou até dezembro de 2018.

Agora considere, por um instante, o contexto em que foram celebrados estes contratos emergenciais, e só resta cobrar que os responsáveis respondam à Justiça pelo que se passou aqui, quer tenha havido dolo ou não.

Convite

O vereador Professor Pierre convidou formalmente membros da Assistência Farmacêutica a fim de que prestem esclarecimentos sobre a situação do estoque de medicamentos na rede pública municipal.

O convite se dá em resposta ao pregão 021/2019-II, relativo ao processo licitatório 17.372/2018, no qual menos da metade dos itens foram cotados.

Bom tom

Levando-se em conta as informações que circulam a respeito da quantidade de medicamentos que se encontram com estoque zerado, parece de bom tom a secretaria aproveitar a oportunidade para tirar dúvidas do plenário e da população interessada, sobre uma questão que é do interesse de todos.

Este espaço encontra-se igualmente aberto para que se estabeleça o diálogo com a população.

Nova diretoria (1)

O Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e do Material Elétrico de Nova Friburgo (Sindmetal) empossou ontem, 22, em solenidade no auditório do Senai su nova diretoria eleita para o triênio 2019/2021.

O sindicato agora está sob o comando de Jovino Fernandes Azeredo Júnior que tem como secretário, Filipe Gandolfe de Araújo e Mauro Pereira Alvim, como tesoureiro. Os suplentes são Rogério Faria e Carlos Eduardo Godoy da Veiga.

Nova diretoria (2)

No conselho fiscal estão José Luiz Abicalil, Liciane Silva Martins Fernandes e Marcus Randazzo de Carvalho. Cláudio Tangari agora é o suplente e também delegado do SinMetal junto a Firjan.

A posse ocorreu junto ao encerramento do seminário de Inovação e Competitividade promovido pela Firjan Centro-Norte.

Aplicativos

Quem traz a notícia é o secretário municipal de Ciência e Tecnologia, Marcelo Verly.

O curso da Olimpíada Nacional de Aplicativos está com inscrições abertas, e o segundo módulo do curso já está liberado.

enquanto o módulo 1 será dedicado a “Desenvolvimento Sustentável e a Redução da Desigualdade”, o módulo 2 será voltado à elaboração de projetos.

Ao todo, estão planejados oito módulos, independentes e auto-instrucionais, com oito horas de duração para cada um.

Quem pode

O curso é aberto a professores dos mais diversos níveis de ensino que tenham interesse sobre o tema e também a todos os interessados.

Não é obrigatório participar da Olimpíada Nacional. 

Os cursos são e em EAD, e os certificados são emitidos automaticamente após a conclusão de cada módulo.

Inscrições devem ser feitas on-line, na página da própria olimpíada.

Publicidade
TAGS:

Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

A Direção do Jornal A Voz da Serra não é solidária, não se responsabiliza e nem endossa os conceitos e opiniões emitidas por seus colunistas em seções ou artigos assinados.