Ponto crítico

Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

sábado, 19 de janeiro de 2019

Para pensar:

“A alegria está na luta, na tentativa, no sofrimento envolvido e não na vitória propriamente dita.”

Mahatma Gandhi

Para refletir:

"Aquele que não tem confiança nos outros, não lhes pode ganhar a confiança."

Lao-Tsé

Ponto crítico

Ao contrário do que ocorre em construções convencionais, as estruturas políticas muitas vezes sustentam-se com base em vigas e colunas fixadas externamente.

E que, por isso mesmo, podem se desprender a qualquer momento, causando o colapso de todo o conjunto.

Aliás, já vimos isso muitas vezes, não?

Quando a popularidade baixa demais, por tempo demais, esses vínculos externos sempre sofrem corrosão.

Dias cruciais

Aqui em Nova Friburgo observadores atentos notaram que o desgaste nas juntas que prendem o governo municipal a uma de suas principais colunas políticas chegou a um ponto crítico.

Muitas reuniões andaram sendo feitas, muitos conselhos foram dados, as perspectivas não parecem boas e tudo indica que estejamos vivendo dias cruciais, nos quais a crise pode vir a ser superada ou, de outro modo, uma ruptura pode se concretizar, com danos irreparáveis ao Palácio Barão de Nova Friburgo.

Sobe ou desce?

A essa altura, a rigor, tudo já virou uma espécie de bolsa de valores.

Ninguém mais tem ilusões quanto ao valor real das ações (ou inações), mas é preciso pesar prós e contras antes de tomar a decisão de passar adiante os papéis.

Enfim, pode ser que tudo se reverta, mas o risco de uma verdadeira avalanche política se precipitar nos próximos dias é real e bastante considerável.

Resta esperar para ver.

A propósito...

E já que tocamos no assunto, a coluna não pode deixar de registrar um episódio um tanto burlesco, que se passou enquanto este espaço estava de férias.

Lá pelo dia 9 deste mês um partido que se encontra bem ao centro da base governista municipal elaborou um comunicado direcionado a seus dois vereadores, no qual dava ciência a respeito da realização de reunião da executiva municipal na qual ficou decidido  que a sigla não mais apoiaria o atual governo.

Estranho, não?

Laços de família

Sobretudo porque os dois vereadores em questão desenvolveram relações absolutamente intrincadas com o governo, que envolveram, por exemplo, nomeações e gratificações direcionadas a parentes próximos, abrindo oportunidades que as pessoas favorecidas não teriam de outra forma.

Para quem já disse abertamente que não vai viver com “salariozinho de vereador”, abrir mão deste tipo de “regalia” não parece uma opção, correto?

Não, claro que não.

Patético

E essa consciência parece bastante clara no tom do comunicado, o qual enfatiza diversas vezes as implicações, caso sejam mantidos posicionamentos contrários à executiva partidária.

Ocorre que as próprias razões para a tal decisão da sigla não parecem tão nobres assim.

Algo que talvez ajude a explicar por que logo em seguida chegou a orientação para que o documento não fosse mais publicado.

Em resumo, esse é o tipo de episódio que pega mal ao deixar a impressão de um apoio condicionado a contrapartidas.

Fala, leitor!

“Está insuportável a baderna noturna, de segunda à sábado até às 2h da madrugada, na esquina das ruas Monte Líbano e Augusto Spinelli, no Centro. São pessoas bêbadas, drogadas, sem a menor noção de respeito a quem precisa trabalhar no dia seguinte, sem falar de idosos, crianças, doentes... Gente que fica gritando, brigando, xingando, enfim, uma verdadeira orgia em zona residencial. Onde estão as autoridades competentes? Como fica a lei do silêncio? Até onde e quando isso vai continuar? Será que tem uma ‘boca de fumo’ ali perto?”

Assina a mensagem o leitor Antônio José de Araújo Fernandes.

Aliás...

E já que o leitor levantou a bola, cabe registrar que em outros pontos do Centro as noites também têm sido barulhentas.

Nas proximidades de nossas maiores praças - e do Hospital Maternidade, não custa lembrar - são constantes os carros com som altíssimo, motos com escapamento aberto sendo aceleradas de maneira absurda, além de brigas ou gritarias entre jovens.

Uma maior fiscalização, policial e por câmeras, seria muito bem-vinda.

Cevest (1)

Marcelo Verly, secretário municipal de Ciência e Tecnologia, informa que até a sexta-feira, 18, mais de 800 pessoas já haviam feito inscrição para participar dos cursos do Cevest, que oferecerão 437 vagas no primeiro semestre deste ano.

O sistema de pré-matrículas on-line fará a primeira classificação dos inscritos nesta segunda-feira, 21, liberando no link https://bit.ly/2QUGwLP as listagens dos alunos classificados nas turmas previstas para iniciarem os cursos a partir de 6 de fevereiro.

Cronograma (1)

Os critérios definidos para a seleção automática dos inscritos priorizam pessoas com deficiência, participantes de programas sociais, desempregadas e que tenham filhos.

De acordo com o cronograma do processo seletivo, neste sábado, 19, serão enviados SMSs e e-mails informando sobre o período de divulgação dos resultados.

Já entre os dias 21 e 22 serão divulgados os resultados, através de SMS, e-mail, site e no mural do Cevest.

Cronograma (2)

Em seguida, entre os dias 23 e 25 haverá a consolidação das inscrições com 1ª enturmação, com horários divididos por letra.

A segunda enturmação acontece entre 29 e 30 deste mês, ao passo que o retorno dos instrutores e a apresentação do sistema online se dará no dia 1º de fevereiro.

A entrega das pautas completas está prevista para 4 de fevereiro, dois dias antes do início das aulas.

Respostas

A coluna dará mais tempo para que os leitores possam responder ao desafio fotográfico publicado nesta sexta-feira, 18.

Em nosso próximo encontro a gente divulga qual foi o local fotografado por Regina Lo Bianco, bem como a lista de acertadores.

Gratidão

A coluna gostaria de agradecer aos leitores Antônio Lopes, Marcelo Machado, Cláudio Ribeiro, Moura Rodrigues e Raquel Souza pelas mensagens enviadas após nosso  retorno.

Sem qualquer floreio de nossa parte, são interações como estas que nos motivam a seguir em frente, dia após dia.

Foto da galeria
Publicidade
TAGS:

Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

A Direção do Jornal A Voz da Serra não é solidária, não se responsabiliza e nem endossa os conceitos e opiniões emitidas por seus colunistas em seções ou artigos assinados.