Ônibus zerinho da Faol já foi vandalizado

Giuseppe Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Para pensar:

"Resistência pacífica, mas não passiva contra as injustiças.”

Mahatma Gandhi

Para refletir:

“O que me preocupa não é o grito dos maus. É o silêncio dos bons.”

Martin Luther King

Sabotagem

Não é segredo, a esta altura, que a universidade pública e gratuita como a conhecemos no Brasil está na mira de muitos interesses inconfessáveis, atuando sob máscaras de cinismo e embrulhados em embalagens politicamente corretas.

No Rio de Janeiro, por exemplo, já fala-se abertamente na obrigação de alunos da Uerj, Uezo e Uenf trabalharem para o estado por dois anos, como forma de contrapartida ao “ensino gratuito”, que de gratuito não tem nada.

Melhor resposta

Diante do descaso e do processo dissimulado de asfixia, o meio acadêmico resiste, se une, e responde da melhor maneira possível: aprimorando ainda mais, através da resiliência e da entrega de seus quadros, a qualidade do ensino oferecido aos alunos.

Aqui em Nova Friburgo não é diferente.

Excelência

A mais recente análise quadrienal do Capes, divulgada quarta-feira, 20, concedeu nota 6 ao programa de pós-graduação em modelagem computacional do Instituto Politécnico do Rio de Janeiro, nosso campus da Uerj em Nova Friburgo.

A avaliação – cuja nota máxima é 7 - reconhece formalmente o status de excelência dos cursos de mestrado e doutorado ministrados por aqui.

Caminho certo

Para dar um parâmetro mais preciso ao leitor, dos 4.175 programas avaliados apenas 465 tiveram nota seis ou sete.

A coluna dá os parabéns a todos os envolvidos pela grande conquista.

O resultado diz ao governo e à sociedade tudo o que precisa ser dito sobre essa gente competente, comprometida e determinada, que não se intimida facilmente.

A propósito...

Ainda na Uerj, o Programa de Políticas Públicas e Formação Humana, onde o professor Marcelo Verly está concluindo seu doutorado, também obteve nota 6.

O ex-vereador tem seu exame de qualificação previsto para o fim de outubro.

Os créditos já foram concluídos, mas ele optou por cursar também a cadeira de Políticas Públicas de Educação.

Resistir é preciso

Não é apenas a Uerj que resiste.

O amigo Eduardo Jácome informa a presença de friburguenses no bairro mais afetado pelo grande terremoto que vitimou mais de 220 pessoas no México, na última terça-feira, 19.

Lá estão sua esposa, Lulude Naciff Jácome, sua filha Ana Carolina Naciff Jácome e seu netinho Jan, de apenas um ano.

Todos bem, felizmente. Mas muito abalados.

Aspas (1)

“Foi um grande susto. Estava em casa, arrumando algo para comer quando o prédio começou a balançar muito. De imediato, achei que estava tendo uma tontura, mas logo em seguida percebi que era o prédio que estava balançando. Peguei meu neto no colo, e, desesperada, pedi a Nossa Senhora que nos protegesse. Agachei com ele por baixo de mim. Tudo rápido, mas pareceu uma eternidade”, relatou Lulude.

Aspas (2)

“Quando saí do prédio, o cheiro de gás estava forte. Foram momentos muito ruins e aos poucos fomos tendo notícias do grande estrago que o terremoto causou. Eram umas 18:30h e com o dia ainda claro fomos dar uma volta e aí constatamos o que havia ocorrido: vários prédios abandonados com imensas rachaduras, vidros quebrados e  com revestimentos espalhadas nas ruas. Não muito distante um prédio havia caído e num mutirão estavam todos ajudando na retirada de escombros e pessoas. Uma cena triste!”

Ironia

Existe uma profunda ironia envolvendo este episódio.

Tradicionalmente, no dia 19 de setembro a população se reúne para relembrar as mais de dez mil vítimas do catastrófico terremoto de 1985, e aproveitam para fazer simulações preventivas a novas ocorrências.

Como parte dos exercícios, por volta das 11h a família friburguense deu três voltas num quarteirão repleto de construções que estariam em escombros apenas duas horas mais tarde...

Esperança (1)

Pode estar surgindo uma esperança para quem anda sofrendo com o desrespeito de motociclistas que, além de colocarem a si mesmos e a outros em risco ao conduzirem de forma irresponsável, também têm perturbado o sono da população com seus escapamentos abertos.

Esperança (2)

Tramita na Câmara Municipal projeto do vereador Zezinho do Caminhão voltado justamente a fortalecer a fiscalização e o combate a esta prática tão comum e desrespeitosa.

O leitor, contudo, sabe bem que a Câmara, sozinha, pouco pode fazer. E é aí que entra a melhor notícia.

Esperança (3)

Interessado na proposta elaborada por Zezinho, o coronel Eduardo Vaz Castelano, comandante do 11º BPM, entrou em contato com o vereador e agendou uma reunião para hoje, 22.

Mais do que a proposta - que, se for a votação, certamente será aprovada - é a união de forças que nos faz acreditar que este problema crônico possa começar a ser resolvido.

Tomara.

Aliás...

Já que falamos em falta de educação, eis uma notícia triste.

Um dos novos ônibus zero quilômetro que a Faol colocou em circulação - o de número 501 - já foi vandalizado.

Em seu primeiro dia de operação o coletivo teve uma porta USB arrancada e um encosto de cabeça, que é de espuma rígida, cortado com estilete.

Desabafo

O cidadão que faz isso não se dá conta, mas faz uma cidade inteira passar vergonha.

E outra: sabemos que existem inúmeros problemas no serviço de transporte coletivo.

Mas para que nossa cobrança seja legítima e inapelável, precisamos agir com correção e dar o exemplo.

Inclusão

Enfim, uma notícia que o Massimo compartilha com gosto.

No próximo domingo, 24, na Escola Dermeval Barbosa Moreira, será realizada a “Feijoada da Inclusão”, um encontro solidário em benefício do projeto #qualadiferença? e da ONG Aldeia da Criança Alegre.

Uma bela ação de apoio a crianças especiais, que tantas vezes sofrem com o bulling.

Parceiros

O evento inclui contação de história e recreação com os monitores da Aldeia, show de pagode com o cantor Sabara, DJ Bruna Petribu, Belinha e sua Malinha, palhaços…

Convites estão sendo vendidos na loja Encantadas, na Rua Ariosto Bento de Mello, 35, loja 4. Vamos prestigiar?

O colunista agradece a todos que ajudarem a causa de alguma forma.

Respostas (1)

Bom, vamos às respostas, porque a coluna de ontem, 21, acumulou.

A respeito da foto publicada quarta-feira, 20, mostrando detalhe do belo Hotel São Paulo, mais pontos para Stênio de Oliveira Soares, Sílvio Poeta, Cristielton Viana e Raquel Souza.

Respostas (2)

Já para o desafio publicado ontem, 21, mostrando detalhe do Centro Espírita Friburguense, na Avenida Comte Bittencourt, respostas corretas para Stênio de Oliveira Soares, Sílvio Poeta e Rodrigo Inácio.

Como sempre, qualquer resposta recebida após o fechamento será incluída na próxima edição.

Pergunta

O talento de Regina Lo Bianco combinado às belezas de Nova Friburgo rendem um manancial inesgotável de belas fotos para a coluna.

À amiga, o colunista agradece mais uma vez pela generosidade.

E aos amigos, fica o desafio: quem sabe dizer onde Regininha encontrou essa bela imagem?

Boa sorte a todos!

Bon appétit (1)

A Aliança Francesa de Nova Friburgo organiza hoje, 22, um jantar em comemoração à festa da gastronomia francesa, evento criado em 2011 pelo Ministério da Economia da França para incentivar o turismo e os restaurantes locais. A iniciativa permitiu que o evento se espalhasse por vários países, inclusive o Brasil. Aqui em Nova Friburgo, a Aliança Francesa em parceria com chefs locais, mantém a Festa da Gastronomia há três edições.

Desta vez será a chef Mônica Bittencourt que assinará os deliciosos pratos que serão servidos nessa noite embalada ao som de emblemáticas músicas francesas. Tudo no Espaço Gourmet Festas, na Avenida Alberto Braune, 59, a partir das 20h.

Bon appétit (2)

Para recepcionar os convidados, serão oferecidos crudités (legumes em palitos com molho branco à base de iogurte). Para a entrada, sopa de cebola gratinada e mini quiches lorraines. O prato principal, contará com duas opções bem típicas: Boeuf Bourguignon (carne com molho de cogumelo paris e legumes) ou peixe à la menière (peixe parga com molho à base de manteiga, amendôas e alcaparras). Ambos serão servidos com arroz branco e batata com manteiga de sálvia.

O jantar seguirá e o hábito francês de servir antes da sobremesa os queijos acompanhados de deliciosos pães. Para finalizar, o famoso crème brûlée, internacionalmente conhecido através do filme Amélie Poulin.

  • Foto da galeria

  • Foto da galeria

Publicidade
Agora Faz
TAGS:

Giuseppe Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

A Direção do Jornal A Voz da Serra não é solidária, não se responsabiliza e nem endossa os conceitos e opiniões emitidas por seus colunistas em seções ou artigos assinados.