O último tentáculo?

Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

sábado, 04 de maio de 2019

Para pensar:

“Que as coisas continuem como antes; eis a catástrofe!”

Walter Benjamin

Para refletir:

“O amor é a capacidade de perceber o semelhante no dessemelhante.”

Theodor Adorno

O último tentáculo?

Os leitores talvez ainda não estejam a par, mas a Globonews obteve um novo depoimento do ex-governador Sérgio Cabral, datado de 25 de março, no qual ele descreve os expedientes que teria empregado como forma de blindar a si mesmo e sua organização em relação às ações da Justiça.

Desde a influência sobre a definição de cargos ao pagamento de propinas que teriam chegado a R$ 150 mil por mês, o depoimento inova ao trazer o Ministério Público do Rio (MPRJ) e o Poder Judiciário para o centro da Lava Jato no estado.

Incompetência ou dolo?

Naturalmente as informações agora serão investigadas, mas, diante da grandiosidade do esquema que operou durante tanto tempo, já é possível concluir que das duas uma: ou a quadrilha mantinha mesmo braços de influência no Judiciário, ou então houve falhas muito sérias no funcionamento das estruturas de controle.

Porque os resultados já estão aí, para todo mundo ver.

Resta apenas estabelecer as causas e responsabilidades.

Às vezes demora

É evidente que a questão nos diz respeito diretamente, uma vez que estamos entre os principais municípios do estado, mas suas repercussões podem ir um pouco além.

Afinal, diante de todas as críticas e todos os alertas que vêm sendo publicados neste espaço, não foram poucas as vezes em que leitores questionaram: “Mas, e aí? Você fala, fala, e nada acontece.”

Pois é, isso é quase verdade.

Mas, mesmo no caso de Cabral, demorou mas aconteceu, não foi?

Saber esperar

O que se passa em nossa esfera estadual serve, portanto, como exemplo de que é preciso fiscalizar com atenção, e cobrar todas as esferas e poderes, sem esquecer da própria imprensa.

E é preciso também aprender a esperar, e a olhar as situações em perspectiva, sem se deixar vencer pelo desânimo.

Felizmente ainda tem gente que não está à venda por aí.

Articulação

Conforme a coluna havia antecipado, o deputado federal Luiz Lima (PSL-RJ) cumpriu extensa agenda ao longo desta sexta-feira, 3, em Nova Friburgo.

E o momento mais importante do dia provavelmente aconteceu de manhã, num encontro com o prefeito Renato Bravo, quando foi desenhada a possibilidade de uma emenda orçamentária no valor de R$ 1,5 milhão para a construção de uma Vila Olímpica em Nova Friburgo.

Aspas (1)

“Esta ação vai proporcionar melhoria da infraestrutura para a prática esportiva. Na próxima semana, vou encaminhar o ofício ao Ministro da Cidadania, Osmar Terra. Tenho muito carinho por Nova Friburgo e toda a Região Serrana. Meu mandato está à disposição”, afirmou o parlamentar.

Aspas (2)

“Em nosso encontro discutimos possibilidades do envio de emendas e também a oportunidade de concretizar um projeto para construção de uma Vila Esportiva, o qual temos todo o interesse de realizar aqui em Friburgo, já que possuímos todas as características climáticas e estruturais para desenvolver o esporte de maneira geral”, avaliou Renato Bravo.

Óbitos

O gabinete do vereador Zezinho do Caminhão protocolou nesta quinta-feira, 2, um curto requerimento de informações direcionado ao número e às causas de óbitos no Hospital Raul Sertã.

Em essência, quer-se saber, mês a mês desde janeiro de 2017, quantos pacientes ficaram internados nas enfermarias do Raul Sertã; quantos pacientes vieram a óbito; quais as causas das mortes; quantos dias ficaram internados até o falecimento; e qual ou quais são os médicos que os atenderam.

A propósito...

E já que falamos em Saúde, parece evidente que teremos algumas notícias importantes sobre a pasta no médio prazo.

Desde a CPI da alimentação hospitalar, cujos depoimentos foram bastante esclarecedoras, até outras frentes de atuação que a coluna ainda não pode comentar em respeito a embargos pedidos por fontes, o certo é que tem gente atuando para que tenhamos transparência e justiça por aqui.

Tomara que sim.

Boa sorte!

Começa neste sábado, 4, a Copa do Interior de Voleibol da Região Sul-Fluminense, na categoria Infanto, feminino.

Às 13h30 as meninas da Associação Friburguense de Voleibol (AFV) enfrentam o CF CSN, de Volta Redonda.

E pouco depois, às 16h30, volta à quadra do Nova Friburgo Country Clube para enfrentar o Sport Club, de Juiz de Fora.

A coluna deseja boa sorte, e segue na torcida por nossas garotas.

Especiais

Neste sábado, 4, o Lion Clube de Nova Friburgo em parceria com a prefeitura e apoiadores realiza no estádio Eduardo Guinle, o campo do Friburguense, as Olimpíadas Especiais, a partir das 8h.

Um evento que vai mostrar como praticar esportes faz bem.   

Proteção animal

Adeptos da causa animal reuniram-se nesta sexta-feira, 3, por volta das 16h em frente à Prefeitura de Nova Friburgo num movimento intitulado “Crueldade Nunca Mais.”

A mobilização tem como objetivo lutar contra a impunidade dos maus-tratos a animais em nossa cidade, e também demandar “interceptação e fiscalização antes que mais assassinatos aconteçam contra estes seres inocentes.”

A coluna apoia a iniciativa, e abre espaço para seus desdobramentos.

Em Cordeiro

Neste sábado, 4, o Parque de Exposições Raul Veiga, em Cordeiro, sedia a 4ª Festa do Produtor Rural, com shows e a tradicional cavalgada, que prometem atrair muita gente.

A concentração dos cavaleiros será às 13h na Fazenda Piedade, próximo a ponte do bairro Rodolfo, com saída às 15h30 em direção ao parque, no centro da cidade.

A partir das 17h começam os shows. Um dos destaques é a dupla Ronaldo & Josi.

Uma boa opção de lazer neste fim de semana.

Vamos lá!

Desafio

Fim de semana chegou, e nada melhor do que uma foto da preciosa Regina Lo Bianco para dar aos leitores um desafio para agitar os dias de descanso.

E então, quem consegue identificar estes inspirados traços de nossa arquitetura?

Boa sorte a todos!

  • Foto da galeria

  • Foto da galeria

Publicidade
TAGS:

Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

A Direção do Jornal A Voz da Serra não é solidária, não se responsabiliza e nem endossa os conceitos e opiniões emitidas por seus colunistas em seções ou artigos assinados.