O gatilho

Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

quarta-feira, 19 de junho de 2019

Para pensar:

“Aqueles que se deitam com cães, se levantam com pulgas.”

Provérbio blackfoot

Para refletir:

“Não se pode acordar uma pessoa que finge estar dormindo.”

Provérbio Navajo

O gatilho

Em meio a tantas leis, tanta burocracia, tantas previsões e amarras, fica fácil esquecer que ainda somos humanos e sujeitos a emoções e estímulos difíceis de equacionar ou isolar.

Uma análise do que se passou em nossa cidade nos últimos dias sugere, no entanto, que muitas vezes não basta cumprir os trâmites, reunir provas, fazer o dever de casa e encaminhar ações a quem deve dar continuidade aos processos.

Às vezes ainda parece ser necessário que haja um “gatilho”, um símbolo, algo a chamar atenção para a gravidade de determinadas situações, para que as forças se ponham em movimento.

La Niña (1)

E por que essa filosofia barata, logo no início de nossos trabalhos de hoje?

Bom, porque é notório que os efeitos da audível e impiedosa manifestação de La Niña na semana passada incendiaram os ânimos, aqueceram as instituições e alteraram os ventos nos bastidores de nossa política.

La Niña (2)

Denúncias que há muito aguardavam a devida atenção foram retiradas das gavetas, relações que há muito haviam se tornado inconvenientes tiveram a devida desculpa para que pudessem se encerrar, e de repente muitos céticos passaram a acreditar que sim, uma tempestade pode mesmo estar a caminho, e talvez o barco corra o risco de afundar.

E aí, sabe como é, quando membros da própria tripulação começam a disfarçadamente vestir colete salva-vidas e a assobiar olhando para o céu enquanto caminham em volta de botes de apoio, muita gente começa a se preparar para o pior.

ACP

Entre os muitos abacaxis que se apresentam à prefeitura neste momento, vale dedicar algumas palavras à Ação Civil Pública que o MPRJ propôs em face do Município de Nova Friburgo em razão do tratamento que vem sendo dispensado à rede municipal de Saúde.

Em essência a peça registra, a partir de uma janela temporal que vem desde 2014 até os dias atuais, o quadro de ineficiência que vem negando a muitos cidadãos o mais básico dos direitos, antes de questionar como o governo pode anunciar um pacote tão grande de obras tendo situações tão graves a serem resolvidas.

Traduzindo

“Uma vez que o município está anunciando um pacotão de obras em montante próximo a R$ 26 milhões, o Ministério Público identificou que o governo não está priorizando a Saúde. O MP não quer intervir num ato administrativo, mas havendo conhecimento inequívoco por parte do prefeito a respeito de tantas necessidades do hospital, não pode abrir mão de direcionar mais verbas e resolver primeiro os problemas do Raul Sertã, para depois se pensar em outras áreas. Em resumo, ficou claro para o Ministério Público que a escolha foi por investir o dinheiro em obras mais visíveis. Por isso fez-se necessária a medida judicial”, explicou uma especialista consultada pela coluna.

Curiosidades (1)

Olhares atentos notaram também que a promotora fez questão de deixar o governo ciente do dolo eventual.

Ou seja: caso o juiz venha a decidir pelo deferimento da tutela antecipada (liminar) de urgência, começará a correr o prazo para que o município dê início às inúmeras readequações do Hospital Raul Sertã. Neste cenário, caso venha a ser mantido o que se define por omissão, o prefeito responderá criminalmente por assumir o risco de morte dos pacientes.

Uma possibilidade bastante séria, portanto.

Curiosidades (2)

Também chamou atenção o valor da multa estabelecida pela ação.

Afinal, pagar R$ 50 por dia pode ser pesado para a maioria das pessoas, mas soa irrisório quando direcionado a um prefeito, no contexto que se apresenta.

É possível que um pedido de majoração aconteça no futuro.

Parece piada

O mais surreal, no entanto, é ver que enquanto a ação descreve um cenário tão precário e carente de priorização, parte do montante de mais de R$ 1 milhão reservado à verbas publicitárias é gasto na veiculação de propagandas televisivas exaltando… o Raul Sertã!

Isso aqui definitivamente não é para amadores, amigos.

Há quem defenda, inclusive, que a promotora poderia até ter pedido uma liminar para a suspensão do contrato de publicidade que está sendo usado para dar notícias do hospital sendo reformado, quando a própria ação denuncia que a realidade é outra...

Tem remédio?

Alguns dias atrás uma fonte até aqui bastante confiável relatou a este colunista um cenário para lá de preocupante: 42% dos medicamentos previstos estariam com estoque zerado em nosso município.

E o que é pior: a ausência momentânea de uma secretária de Saúde que pudesse ordenar a despesa levou ao adiamento de um processo de licitação que estava previsto para ocorrer na semana passada.

Ou seja: a situação ainda deve piorar, antes de começar a melhorar.

Corrida do padroeiro (1)

A tradicional festa de São João Batista será marcada pela quarta edição da corrida noturna que já se tornou tradicional.

Na próxima sexta-feira, 21, a concentração será realizada a partir das 19h, no Centro de Turismo.

A abertura do evento acontece às 19h30, quando serão homenageados quatro atletas de corrida em nossa cidade, cujos nomes ainda são uma surpresa.

Corrida do padroeiro (2)

Na sequência, às 19h50, aquecimento e alongamento ficam a cargo da professora & personal Prissi Cordeiro, que também fará a largada, junto do professor Augusto Theodoro, da Ascof, às 20h.

O percurso da corrida, com a orientação e acompanhamento da Secretaria de Esportes, da Secretaria de Mobilidade Urbana e da Ascof, será de cinco quilômetros.

Premiações

Todos os participantes receberão medalhas.

Além dos troféus de 1º ao 5º lugares em cada categoria, haverá uma premiação especial em dinheiro, disposta da seguinte forma: 1º lugares, R$ 500; 2º lugares, R$ 400; 3º lugares, R$ 300; 4º lugares, R$ 200; e 5º lugares, R$ 100.

Todas as premiações: troféus, medalhas e placas serão preparados com logomarca personalizada pelo jubileu dos 150 anos da Catedral São João Batista e dos patrocinadores.

A caráter

Como incentivo à utilização de roupas típicas de festa junina, também será distribuído troféu para a melhor caracterização feminina e masculina.

As inscrições podem ser feitas na loja Prodesporte e na secretaria da catedral.


 

Publicidade
TAGS:

Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

A Direção do Jornal A Voz da Serra não é solidária, não se responsabiliza e nem endossa os conceitos e opiniões emitidas por seus colunistas em seções ou artigos assinados.