O cisco e a trave

Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

quarta-feira, 10 de julho de 2019

Para pensar:

“Ninguém comete erro maior do que aquele que não faz nada porque só pode fazer um pouco.”

Edmund Burke

Para refletir:

“Para realizar um sonho é preciso esquecê-lo, distrair dele a atenção. Por isso realizar é não realizar.”

Fernando Pessoa

O cisco e a trave

Na coluna de ontem, 9, falamos a respeito da incoerência expressa na forma como tantos parlamentares fazem uso de redes sociais para divulgar atos clientelistas, na maioria das vezes reveladores a respeito de relações e acordos condenáveis com o Poder Executivo, o qual deveriam fiscalizar, e ainda são elogiados por isso.

Pois bem, hoje parece oportuno falarmos sobre outra lástima de nossa prática política: os vínculos com difamadores profissionais.

Demanda

Não é necessário, a essa altura, lembrar aos leitores que o ambiente político representa um habitat especialmente atraente para pessoas sem inibições quanto a trair interesses coletivos em favor de benefícios próprios.

E é claro que tais pessoas precisam de ajuda externa para promover confusão, inverter valores, desinformar, de tal modo que suas atitudes pareçam certas, e as de adversários políticos soem perigosas.

Para isso, claro, existem os difamadores profissionais.

Ligar os pontos

Sobretudo em tempos de redes sociais e grupos de WhatsApp, não falta é trabalho para essa turma.

Afinal, tem sempre alguém disposto a comprar elogios para si próprio e críticas a seus concorrentes, mesmo que a falta de qualificação da mão de obra disponível muitas vezes exponha o financiador com nitidez embaraçosa.

A vaidade, a falta de vínculos formais e o desprezo pela inteligência do eleitor protegem os sentidos deste tipo de ruído...

Infestação

Aqui em Nova Friburgo, no entanto, a situação nos últimos dias alcançou níveis que mesmo a imaginação de Dias Gomes teria dificuldades para conceber.

Em resumo, o alvo de um desses ataques decidiu mover ação contra quem o criticou.

Ocorre, no entanto, que a vítima da vez também tem a fama de manter relações de natureza semelhante com pequeno grupo de comunicadores, e até mesmo a forma como a notícia se espalhou traz indícios a este respeito.

Enfim, tempos difíceis.

Calero em Friburgo

O deputado federal e ex-ministro da Cultura Marcelo Calero (Cidadania/RJ) visitou Nova Friburgo no último fim de semana, quando também completou 37 anos.

Calero teve encontros com lideranças católicas locais, prestou informações a alguns interessados em tomar parte nos editais que disponibilizou para a concorrência de emendas orçamentárias, encontrou-se com um personagem que há tempos vem sendo cogitado como possível pré-candidato a prefeito, e também reservou tempo para conversar com este colunista a respeito da realidade friburguense.

Uma pena que não tenha sido possível descrever um cenário positivo a esse respeito.

Dia cheio

Apesar do tempo frio, a semana começou acelerada por aqui.

Na tarde desta segunda-feira, 8, fomos informados de que a juíza Fernanda Telles acatou ponderações apresentadas pelo Ministério Público e decidiu suspender o processo de licitação das linhas de nosso transporte coletivo pelo prazo inicial de 60 dias, aguardando manifestação do TCE.

Na prática, isso significa dizer que a licitação se encontra suspensa também na Justiça.

Sem data

O processo licitatório estava programado para o dia 19 de junho, mas as atividades foram suspensas para que o Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro possa analisar o edital.

Não existe prazo para que esse procedimento seja concluído, e alguns vereadores chegaram a pedir celeridade na avaliação, a fim de que o município volte a receber o valor das outorgas (repasses feitos pela concessionária à prefeitura) o quanto antes.

Detalhe importante

Vale acrescentar, todavia, que independentemente do TAC não ter sido homologado, a prestadora do serviço de transporte coletivo assinou os termos aditivos 1 e 2, que salvo melhor entendimento, incluem a obrigação de manter o pagamento mensal da outorga até a regularização do serviço.

Importante lembrar que o cenário precário e complexo da atualidade foi plantado e adubado dentro da Secretaria de Governo, e é de se esperar que o responsável por essas (e outras) mudas responda pelo que fez.

InovaFri

O frio que marcou a segunda-feira também não impediu que dezenas de pessoas participassem de um importante encontro promovido pela Secretaria Municipal de Ciência, Tecnologia, Inovação e Educação Profissionalizante e Superior no plenário da Câmara Municipal de Nova Friburgo, com vistas a lançar as bases para a construção do Sistema Municipal de Pesquisa, Ciência, Tecnologia e Inovação de Nova Friburgo.

Aspas

A reunião foi aberta pelo prefeito em exercício, Marcelo Braune, que declarou: “Queremos construir junto aos diversos atores que compõem o sistema universitário, empresarial e governamental de Nova Friburgo esse projeto de lei que instituirá o sistema municipal de pesquisa, ciência, tecnologia e inovação, estimulando cada vez mais iniciativas inovadoras”.

Apoio e experiência

Após as exposições dos componentes da mesa de abertura e vereadores presentes, sempre ressaltando a importância da estruturação da lei municipal de fomento à pesquisa, ciência, tecnologia e inovação, conforme preconizam os artigos 419 a 425 da Lei Orgânica Municipal, e também de ter sido ouvida a experiência de Petrópolis na construção e aprovação de sua legislação no mês passado, foi aberta a palavra aos demais participantes.

Temas

Diversos temas foram abordados, destacando-se a necessidade de erradicação do analfabetismo digital, a importância de oferta de educação empreendedora, o objetivo comum de desenvolvimento de projetos conjuntos envolvendo governo, universidades e empresas, entre outros assuntos.

Medidas

Ao final do encontro foi constituído um grupo de trabalho que terá 60 dias para elaborar minuta de projeto de lei, a qual será posteriormente submetida a novas audiências públicas e, após, à análise da Procuradoria-Geral do município e do chefe do Executivo friburguense.

O GT será composto por Alessandra Jaccoud, Alfredo Silveira, Ana Moreira, Ângela Fernandes, Diego Vieira, Felipe Saturnino, Fernanda Gripp, Heloísa Stroligo, Ivan Prado, Loyola Bechara, Marcos Marconi, Rodrigo Sena, Sílvia Sveiter, Sílvio Poeta e Thiago Mello.

O primeiro encontro presencial já está agendado para o próximo dia 18, às 14h, no Sebrae, que fica na Rua Fernando Bizzoto, 72, Centro.

Presenças

Além do prefeito em exercício Marcelo Braune, a mesa foi composta pelo secretário de Ciência e Tecnologia, professor Marcelo Verly (foto); vereador Professor Pierre, relator da nova Lei Orgânica Municipal, aprovada em 2018; Felipe Diaz Bello, consultor do Sebrae; Márcio Campos, produtor e apresentador do programa Ciência em Movimento da Rede TV Petrópolis; Marcelo Carius, presidente do Serratec (Parque Tecnológico da Região Serrana); Fernanda Gripp, coordenadora regional do Sebrae e Heloísa Stroligo, representando o presidente da Associação Comercial, Industrial e Agrícola de Nova Friburgo (Acianf), Júlio Cordeiro.

Também estiveram presentes os vereadores Zezinho do Caminhão e Luiz Carlos Neves e o titular da pasta de Desenvolvimento Econômico do município de Nova Friburgo, Marcos Marins.

Mais respostas

Pouco após o fechamento da coluna de terça-feira, 9, a coluna recebeu respostas corretas enviadas por Gilberto Éboli, Manoel Corrêa, Hailton Éboli, Manoel Faria e Alberto Faria, para a fotografia que Regina Lo Bianco fez do Park Hotel.

A coluna parabeniza os acertadores, e agradece pela parceria de sempre.

Foto da galeria
Publicidade
TAGS:

Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

A Direção do Jornal A Voz da Serra não é solidária, não se responsabiliza e nem endossa os conceitos e opiniões emitidas por seus colunistas em seções ou artigos assinados.