Marco inicial

Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

quarta-feira, 03 de julho de 2019

Para pensar

“A coragem é a primeira das qualidades humanas porque garante todas as outras.”

Aristóteles

Para refletir

“A verdadeira coragem está em fazermos sem testemunha o que seríamos capazes de fazer diante de todo mundo.”

François La Rochefoucauld

Marco inicial

O amigo Girlan Guilland lembra que esta quinta-feira, 4, marca uma data de enorme significado para a história friburguense.

Exatos 200 anos antes tinha início a viagem dos primeiros imigrantes suíços, que partiram da cidade portuária de Estavayer le Lac com destino à futura Vila de Nova Friburgo.

Inimaginável

Atualmente, com aviões capazes de cruzar o oceano em poucas horas, e telefones que fazem chamadas de vídeo para qualquer lugar do planeta, parece quase impossível imaginar o que estas pessoas - antepassados nossos, ou de muitos de nossos amigos - viveram naquele momento que continua a ecoar em nossas vidas.

Ruptura

Todos sabiam que era uma viagem só de ida, e que seria quase impossível terem a chance de um dia retornar à terra natal.

Amigos despediram-se sabendo que era para sempre, toda uma vida estava sendo deixada para trás rumo ao desconhecido, com a consciência de que alguns provavelmente nem chegariam ao destino final.

Sem reservas

Quem se lança a este tipo de empreitada, não o faz com reservas.

Não haveria como desistir ou voltar atrás, era preciso construir uma cidade, independentemente das condições encontradas.

Não havia espaço para desculpas, lamúrias ou reclamações.

A nova terra e a vida a ser vivida eram entidades indissociáveis.

Responsabilidade

Por isso, e também pelo que se passou em 2011, o colunista costuma dizer que ser friburguense é uma responsabilidade.

Friburguenses, de nascimento ou de coração, não podem jamais pensar pequeno ou se acovardar.

Devemos isso a eles.

Respaldo (1)

Os leitores habituais devem se recordar de toda a polêmica envolvendo o mais recente pedido de abertura de comissão processante em face do prefeito Renato Bravo, que acabou sendo rejeitado pela Câmara Municipal a partir de argumentos relativos à forma - não ao mérito - apresentados pela Procuradoria da casa legislativa e também pelo vereador Professor Pierre, sabidamente uma das vozes mais críticas e atuantes em relação aos muitos erros cometidos pela atual gestão municipal.

Respaldo (2)

À época a coluna manifestou o mesmo entendimento, e não demorou muito para que pessoas que jamais se levantaram publicamente contra qualquer descalabro que fosse começassem a falar que todo mundo havia se vendido, em meio a aquele monte de difamações baratas que já se tornaram clichê.

Até aí, nada de novo.

Respaldo (3)

Ocorre, no entanto, que à época o vereador Pierre solicitou à OAB um parecer jurídico a respeito dos requisitos de admissibilidade, o qual foi concluído há poucos dias.

A peça de 13 páginas, assinada pelo presidente da 9ª Subseção da OAB-RJ, Alexandre Valença, é extremamente detalhada e didática, e ecoa os argumentos apresentados tanto pela Procuradoria quanto pelo vereador, que também haviam sido defendidos neste espaço.

Fica o registro, portanto, de que, na avaliação da OAB, o entendimento manifestado neste espaço estava correto.

E aí?

Resta ver, contudo, se os vereadores que votaram contra o pedido por questões formais serão fieis aos discursos daquele dia no momento em que se virem confrontados com peça de mérito semelhante e que atenda aos requisitos de admissibilidade.

Algo nos diz que este dia não está longe de chegar...

Por falar nela...

E já que mencionamos a 9ª Subseção da OAB, a instituição abre as portas de seu auditório nesta quinta-feira, 4, para que Denise Torreão, doutora em Fonoaudiologia, palestre sobre um tema tristemente pertinente em nossa cidade: “O impacto da poluição sonora na Saúde”.

É uma pena que essa apresentação não possa alcançar a todos nós, mas resta a esperança de que a conscientização seja replicada e passada adiante, para que sejamos todos mais respeitosos uns com os outros.

Autismo

A coluna já registrou em diversas oportunidades atuações do vereador Isaque Demani em favor da população afetada direta ou indiretamente pelo autismo.

Um trabalho muito legal, que este espaço reconhece com satisfação.

Pois bem, Isaque elaborou um requerimento ao plenário municipal a fim de que todos os vereadores assinem um manifesto de apoio à aprovação do projeto que determina a inclusão, nos censos demográficos, de informações específicas sobre pessoas com autismo.

O manifesto é endereçado aos presidentes da República, do Senado, e da Câmara Federal.

Apoiado

A coluna entende que infelizmente é grande a pressão pela redução do questionário padrão do Censo 2020, mas concorda com o vereador sobre a importância de tais informações e manifesta seu apoio ao manifesto e ao projeto.

Plenária

O Partido dos Trabalhadores (PT) vai realizar uma plenária no próximo sábado, 6, a partir das 15h no Sindicato dos Bancários, localizado na Praça Dermeval Barbosa Moreira, 28 - 2º andar.

Na pauta estão informes e informações sobre eleições internas.

Publicidade
TAGS:

Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

A Direção do Jornal A Voz da Serra não é solidária, não se responsabiliza e nem endossa os conceitos e opiniões emitidas por seus colunistas em seções ou artigos assinados.