IML ininterrupto

Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

sexta-feira, 07 de junho de 2019

Para pensar:

“Há uma luz nos olhos das mulheres que fala mais alto que as palavras.”

Arthur Conan Doyle

Para refletir:

“Dinheiro é como água do mar: quanto mais você toma, maior é sua sede. O mesmo se aplica à fama.”

Arthur Schopenhauer

IML ininterrupto

Primeiro vamos à (ótima) notícia.

A unidade do Instituto Médico Legal (IML) de Nova Friburgo voltará muito em breve a funcionar de forma ininterrupta, após um período de três anos durante o qual as atividades foram interrompidas aos fins de semanas e feriados, causando enormes (e injustificáveis) transtornos à população friburguense e das cidades vizinhas.

Foi publicado na última quarta-feira, 5, um ato cessando os efeitos da ordem de serviço 11, de 29 de abril de 2016, que havia estabelecido restrições ao funcionamento do IML local.

Paternidade (1)

Nas redes sociais, o nascimento do filho bonito provocou imediata corrida por reclamar a paternidade do bebê.

Ao que tudo indica, no entanto, essa guarda terá de ser compartilhada.

Paternidade (2)

Ao longo dos últimos três anos foram muitas as pessoas que levantaram esta bandeira, e mesmo uma análise que leve em conta apenas os dias mais recentes irá mostrar que os deputados estaduais Sérgio Louback (PSC) e Alexandre Knoploch (PSL) reuniram-se nas últimas duas semanas com o secretário estadual da Polícia Civil, Marcus Vinícius Braga, justamente para tratar deste assunto.

Sem ignorar o esforço de ambos, a coluna registra que a conquista foi coletiva.

Muita gente se empenhou para reverter essa crueldade.

Sobre a UPA

Muito se falou nos últimos dias a respeito de uma segunda UPA em Nova Friburgo.

Na reunião que teve com o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, o deputado federal Luiz Lima (PSL) pediu uma segunda unidade para a cidade, e foi verbalmente atendido.

Paralelamente, o vereador Isaque Demani encaminhou ofício ao prefeito Renato Bravo indicando que a maior parte da população de Olaria prefere a construção de um mercado municipal e da UPA prometida em campanha do que uma nova praça onde atualmente funciona a Secretaria de Ordem e Mobilidade Urbana.

Promessa

Bom, a esse respeito a coluna se permite fazer algumas considerações.

A primeira delas é que, de fato, o atual governo se elegeu em meio a repetidas promessas de que traria duas novas UPAs, uma para Olaria e outra para São Geraldo, e até o momento tais estruturas não saíram do papel.

Simplesmente não se tocou mais no assunto, embora a atual conjuntura, rebocada por forças externas, sugira a possibilidade de que a UPA de Olaria venha a se concretizar.

É esperar para ver.

Dogma

A coluna sempre defendeu que promessa de campanha é algo que deveria ser tratado como sagrado, uma vez que inverdades que venham a influenciar o resultado das urnas não deixam de representar um grave atentado contra o coração da democracia.

Inclusive, no entendimento deste colunista, mentir (ou prometer de forma leviana) em campanha deveria ser considerado crime eleitoral.

Dito isso, algumas ponderações aparentemente se fazem necessárias.

Prioridades

O ex-diretor médico do Hospital Municipal Raul Sertã, Arthur Gremion, disse várias vezes que faltam critérios técnicos à gestão da saúde pública, ao enfatizar, entre outras coisas, que é preciso dar maior prioridade à atenção básica.

Algo que Renato Abi Ramia, entre outros, também já diz há muitos anos.

Claro que um novo CTI ou uma nova UPA sempre serão notícias a serem comemoradas, mas não necessariamente representam o melhor direcionamento para o investimento que demandam.

Ressalvas

Além disso, no caso da UPA, há que se considerar que o governo estadual tem sido um parceiro claudicante, nem sempre confiável, na hora de honrar a parte que lhe cabe na manutenção da UPA de Conselheiro Paulino.

A prefeitura arcou muitas vezes com ⅔ das despesas, e certamente não poderia fazer o mesmo com uma segunda UPA.

Por fim há a questão da administração terceirizada, via OS, embora este aspecto esteja atualmente suavizado em Nova Friburgo por ação dos TACs em vigor.

Sonho

A partir do contato com fontes especializadas, a coluna gostaria muito de dar notícias como a realização de um novo concurso público da Saúde municipal; investimentos estruturais e humanos na atenção básica; investimentos em cuidados paliativos; investimentos voltados a melhorar a eficiência do faturamento dos atendimentos prestados; a conclusão das obras e a obtenção de suporte de esferas superiores para a manutenção do hospital de oncologia; mudanças no processo eleitoral do Conselho Municipal de Saúde, e também um pouco mais de empatia por parte de quem responde pela pasta em esfera municipal.

Oportunidade

O IPRJ, vejam só, está iniciando procedimentos internos visando a realização de dois concursos para atração de profissionais nas áreas de Inteligência Artificial e Robótica, ambas subordinadas ao Departamento de Modelagem Computacional.

Os cargos são de professor adjunto com carga de 40 horas.

Estamos falando, evidentemente, de mão de obra super qualificada, e claro, seria muito bom se as duas vagas que serão abertas pudessem ser preenchidas por profissionais locais.

Posturas

A coluna entende ser necessário registrar, até mesmo porque alguns efeitos já são sensíveis, que Guilherme Spitz não se encontra mais à frente da Subsecretaria de Posturas do município.

A rigor, o ex-subsecretário já não vem atuando há aproximadamente dois meses, primeiro em função de uma licença e depois do período de férias.

Por fim, há cerca de duas semanas ele pediu para ser afastado do cargo.

Em espera

Até o momento não foi divulgado o nome do novo subsecretário, nem tampouco se Guilherme continuará a exercer alguma função no governo.

Desafio

Sexta-feira chegou e a nossa querida Regina Lo Bianco nos brinda com mais um desafio fotográfico para animar o fim de semana, desta vez com um enquadramento feito sob medida para que uma delicada árvore esconda a resposta à pergunta que sempre fazemos: e então, o que este clique nos mostra?

Respostas na coluna da próxima terça-feira, 11.

Boa sorte a todos!

Foto da galeria
Publicidade
TAGS:

Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

A Direção do Jornal A Voz da Serra não é solidária, não se responsabiliza e nem endossa os conceitos e opiniões emitidas por seus colunistas em seções ou artigos assinados.